ASTROFÓRUM
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.

email da REA

Ir em baixo

spica email da REA

Mensagem  Spectro7 Seg 09 Jul 2012, 11:56

Bom dia colegas repasso aqui no FORUM um email que recebí de um colega que é membro da REA e que traz muitas informações importantes sobre os satélites de jupiter e que pode ajudar a alguem.
Spectro7.

*Caro amigo,
descreverei aqui, brevemente, um projeto muito interessante, sobretudo
para aqueles que dispõem de câmeras de vídeo e/ou equipamentos para
fazer fotometria (acho que webcam basta) e/ou espectroscopia.

(A espectroscopia nesses fenômenos será de grande valor, pena que
poucos possam fazê-la.)

Acho que foi o Scotty Degenhardt (IOTA-EUA) quem primeiro notou esse
fenômeno, mas o fato é que é ele quem está estudando, divulgando e
coordenando os projetos observacionais nesse sentido.

Em 2009, durante a temporada de eventos mútuos dos satélites de
Júpiter, em um evento no qual Io passaria na frente de Europa,
notou-se uma diminuição progressiva do brilho de Europa à medida que
Io se lhe aproximava, e um aumento quando Io se afastava.

Algumas hipóteses foram levantadas, inclusive explicando o fenômeno
como sendo algum efeito do detector da câmera, etc; mas realmente
parece que o que ocorre é uma atenuação do brilho devido ao "toro de
Io".

Io, que tem uma conhecida atividade vulcânica, lança material ao
espaço, formando um toro ao longo de sua órbita ao redor de Júpiter e
com seção reta com raio de talvez 30 'raios de Io'.

Parece que essa poeira migra pelo espaço, é varrida por Europa, e fica
temporariamente ao redor de Europa, até uma distância de cerca de 25
vezes o seu raio. Também é possível detectar extinção de brilho devido
à atmosfera de Europa (inclusive, parece que esse efeito é mais
visível com Europa do que com Io).

Scotty chamou esses fenômenos de JEE (Jovian Extinction Events) e pelo
menos 28 registros desse tipo já foram feitos. Em Julho e Agosto
teremos uma temporada de fenômenos envolvendo Europa, Io e Ganimedes e
todos são convidados a observar.

Scotty pede para aqueles que puderem, fazerem observações
espectroscópicas durante esses fenômenos, para ajudar no estudo da
composição desse material.

Ele está organizando o estudo com vistas à publicação de artigos sobre
o assunto.

Penso que muitos da REA podem ajudar na observação desses fenômenos.
Disponibilizo a Seção de Ocultações para abrigar informações sobre esse projeto.

Quem tiver interesse em observar, favor entrar em contato.

Para mais informações, consultem a página do Scotty:
http://scottysmightymini.com/JEE/JEE.htm

Vejam ainda: Alert Notice 464 AAVSO (05 de julho 2012)
http://www.aavso.org/aavso-alert-notice-464

Breno - REA Brasil

Spectro7
Astronomo Amador
Astronomo Amador

Mensagens : 62
Data de inscrição : 07/07/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: email da REA

Mensagem  Bruno Seg 09 Jul 2012, 12:06

Valeu parceiro, por coincidência também recebí esse e-mail que me foi encaminhado pelo colega João Marcos, e um outro e-mail também. Por acaso você é também membro da REA?
Abaixo vai o e-mail que me foi encaminhado:
"Bom dia Maciel.
Eu não sei os detalhes técnicos do processo de redução que o Scotty desenvolveu.
Imagino que o que ele faz é, grosso modo, usar a lua de referência
(que não tem seu brilho atenuado) e, conhecendo a magnitude dela,
fazer a calibração.
Ao fazer a curva de luz do satélite atenuado, calibra-se o resultado
com a lua de referência.
Isso é o que eu imagino.

O vídeo é para obter um máximo de imagens num curto intervalo de
tempo, e realizar a média delas para diminuir o erro. Acho que ele não
usa todas as imagens, mas sim "blocos" de talvez 30s separados por
talvez 5 minutos.

O registro por CCD acho que nunca foi tentado, mas ele e seus colegas
crêem ser possível de ser feito.

Sobre Júpiter, sim, essa parece ser a maior dificuldade. Por isso
recomenda-se usar aumentos diferentes para cada evento, conforme a
conveniência.

Abraços,
Breno


________________________________
De: Maciel Bassani Sparrenberger <macielbassp@gmail.com>
Para: bgiacchini@yahoo.com.br
Cc: ocultacoes <ocultacoes@googlegroups.com>;
"reanet@yahoogrupos.com.br" <reanet@yahoogrupos.com.br>
Enviadas: Segunda-feira, 9 de Julho de 2012 9:07
Assunto: Re: Campanha observacional - Seção de Ocultações REA

Oi Breno! Com que software é possível extrair com precisão a magnitude
dos satélites de Júpiter a partir de um video ou série de fits?

Também imagino que esta medição seja dificultada pelo brilho de
Júpiter, que "invade" o campo.

Em 9 de julho de 2012 02:00, Breno Loureiro Giacchini
<bgiacchini@yahoo.com.br> escreveu:
> Caros observadores, boa noite.
>
> É com prazer que o convidados para participar da campanha observacional
> JEE2012 - Jovian Extinction Events 2012.
>
> Nos meses de Julho e Agosto teremos uma temporada de JEEs, depois da qual só
> haverá outra no ano que vem.
>
> 1. O que é um Jovian Extinction Event (JEE)
>
> Recentemente, Scotty Degenhardt (IOTA) observou que pouco antes e pouco
> depois de uma ocultação de Europa por Io (satélites de Júpiter), o brilho de
> Europa sofreu uma atenuação anômala. Tal atenuação (extinção de brilho) foi
> observada em outras conjunções entre satélites jovianos e recebeu o nome de
> Jovian Extinction Event ("evento de extinção joviana").
>
> A principal hipótese para explicar a ocorrência dos JEEs levam em
> consideração a poeira que existe ao redor de Júpiter e as atmosferas de seus
> satélites (Io e Europa). Io tem uma intensa atividade vulcânica, que o faz
> expelir matéria no espaço interplanetário. À medida que ele se move ao redor
> de Júpiter, essa poeira forma um toro ("forma de rosquinha") centrado na
> órbita de Io e que parece ter uma espessura de talvez 30 vezes o raio de Io.
> Existe uma complicada dinâmica envolvendo Júpiter, Io, Europa e o material
> que forma o "toro de Io", que ainda não é bem conhecida.
>
> Quando um satélite de Júpiter passa por detrás do "toro de Io", seu brilho
> sofre uma atenuação. Essa atenuação será mais notável se o fenômeno se der
> próximo à extremidade do toro, de sorte que a luz do astro atravessa uma
> camada maior de poeira, sofrendo mais extinção.
>
> Esse fenômeno ocorre inclusive com Io. A atenuação pode ser intensificada ao
> se considerar as atmosferas de Io e Europa.
>
> É possível melhorar nosso conhecimento sobre a distribuição de poeira ao
> redor de Júpiter observando JEEs, e também realizando espectroscopia durante
> o evento. Assim espera-se determinar ainda a composição desse material e
> suas abundâncias. A equipe da sonda Juno (rumo à Júpiter) já demonstrou
> interesse nos dados observacionais que estão sendo coletados daqui da Terra
> por astrônomos amadores. É uma excelente oportunidade de contribuir
> efetivamente com a Ciência.
>
> 2. JEE2012
>
> Scotty Degenhardt está coordenando uma campanha internacional de observação
> dos JEEs. A duração de um evento desse tipo pode ser de algumas horas e
> portanto, com freqüência, um observador não será capaz de acompanhar todo o
> fenômeno. Para isso é importante ter observadores em diversos locais do
> globo para conseguirmos uma curva de luz do evento inteiro.
>
> A Seção de Ocultações da REA está em contato com o Scotty e criou uma página
> para divulgar os JEEs no Brasil. Lá colocamos as previsões de JEEs da
> temporada 2012 que serão visíveis em partes do território nacional.
>
> Como a queda de magnitude é pequena (por volta de 0,1mag) e lenta, é preciso
> dispor de câmeras de vídeo (ou CCD convencional) para registrar esse tipo de
> fenômeno. Lembramos ainda que medidas espectroscópicas são também altamente
> desejadas.
>
> Para mais informações, visite nossa (humilde) página:
> http://www.rea-brasil.org/ocultacoes/jee/jee.html
>
> e a (excelente) página do Scotty (em inglês):
> http://scottysmightymini.com/JEE/JEE.htm
>
> Na página do Scotty você encontra diversas ilustrações sobre o fenômeno, sua
> história de observação, curvas de luz e muita informação.
>
> Nossa página está bem simples, com uma breve descrição do fenômeno e a
> seleção de (quatro) eventos observáveis do Brasil.
>
> Pedimos àqueles interessados em observar entrar em contato com a Seção de
> Ocultações da REA pelo endereço bgiacchini@yahoo.com.br .
>
> Boas observações.
>
> Com meu abraço cordial,
>
> Breno Loureiro Giacchini"


Última edição por Bruno em Seg 09 Jul 2012, 12:38, editado 1 vez(es)
Bruno
Bruno
Membro Expert
Membro Expert

Mensagens : 6521
Data de inscrição : 29/10/2011
Idade : 59

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: email da REA

Mensagem  Spectro7 Seg 09 Jul 2012, 12:23

Oi Bruno não sou membro da REA mas conheço também o João marcos e já entrei em contato com o Tasso napoleão algumas vezes

As vezes tambem recebo estes emails encaminhados pelo joão
Spectro7.

Spectro7
Astronomo Amador
Astronomo Amador

Mensagens : 62
Data de inscrição : 07/07/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: email da REA

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum