ASTROFÓRUM
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.

Dando os primeiros passos na observação do céu.

Ir em baixo

spica Dando os primeiros passos na observação do céu.

Mensagem  Durva Seg 25 Jun 2012, 15:06

Sempre contemplei o céu com admiração, mas nunca tinha tido a iniciativa de estudá-lo, achando que seria complicado e caro demais, pois sempre pensei que sem um bom telescópio não se fazia astronomia. Foi então que a pouco mais de dois meses resolvi procurar na internet, sites e matérias a respeito do assunto. Imprimi um planisfério pra montar, procurei minha velha bussola e fui lá pra fora ver que resultados eu conseguiria. Primeiro buscava ver algum planeta, pois eu sempre soube que entre aqueles milhares de pontos brilhantes no céu, alguns eram planetas. Mas como identificá-los? Já que no planisfério só estão as principais estrelas de cada constelação, foi aí que encontrei os programas de planetário virtual. Com os dados de qual constelação Marte e Saturno se encontravam, foi só aprender a localizá-las no céu. Fiquei muito entusiasmado de ter encontrado e passei a procurar por novos alvos para tentar localizar. M7 foi o próximo, demorei um pouco para conseguir velo, pois se parecia com uma pequena nuvem azulada e só foi possível observá-lo usando aquela técnica de visão lateral. Após muitas horas de observação a olho nu, e com as importantes dicas e incentivo de nosso colega aqui do Astro Forum, o Bruno. Comprei um Altlas Celeste e decidi que era hora de ter um instrumento. Debatemos muito por MP para que ele me convencesse que o melhor seria mesmo um binóculo. Adquiri então um Nikula 20X50, que me surpreendeu bastante, pois por um preço bem razoável, passei a ter a oportunidade de observar um universo muito maior e mais interessante.

No intuito de incentivar os iniciantes, relatarei aqui nesta seção do Astro-Forum todas as minhas singelas observações. Peço desculpas dês de já aos mais experientes, pois usarei uma linguagem simples para que outros como eu, que estão dando os primeiros passos possam entender.
E peço a ajuda de todos para que caso eu poste alguma informação incorreta ou equivocada, me corrijam.

Abraço.
Durva
Durva
Astronomo Amador
Astronomo Amador

Mensagens : 744
Data de inscrição : 24/05/2012
Idade : 47
Localização : São José dos Pinhais/PR

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Primeira noite de observação.

Mensagem  Durva Seg 25 Jun 2012, 15:09

22/06/2012
Aglomerados Abertos
Hora: 20:30
Instrumento: Binóculo Nikula 20X50
Condições atmosféricas: UR 30%, sem nuvens e pouco vento.

Uma noite perfeita, céu bem limpo e um binóculo pra experimentar. Logo que cheguei em casa, por volta das 20 hrs. a lua já estava quase no ocaso, corri pegar o binóculo, mas quando apontei, ela estava em cima de um poste de iluminação e não deu pra ver muita coisa. Depois fui para os fundos de casa onde é mais escuro e a maravilhosa descoberta começou: Nunca imaginei que seria assim, M6 e M7 juntos no mesmo campo de visão, com seus formatos bem definidos, sendo que eu só conhecia suas formas por foto. Depois em Sagitário, mais objetos observáveis, Não tenho certeza,mas acho que era M8 e M22 que aparecem muito próximos. A Caixa de Joias no Cruzeiro também era bem visível. Minha primeira estrela dupla visualizada, Alfa Capricornii 1 e 2. Fiquei muito empolgado com a aquisição, pois o céu se expandiu muito pra mim e agora tenho muito trabalho a fazer pra identificar e entender cada maravilha dessas. A visão através do binóculo exige um pouco de treino, no começo parecia meio turva, mas foi só conseguir acertar o foco que tudo se mostrou maravilhosamente nítido. Pelo preço que paguei, nem imaginava que pudesse ser tão bom. O campo da objetiva é enorme, parece um canhão visto de dentro apontado para o céu. Recomendo a todos as pessoas interessadas em iniciar na astronomia a começarem pelo binóculo mesmo, pois ao contrario do que pensava, ele faz muito bem o seu papel.
Durva
Durva
Astronomo Amador
Astronomo Amador

Mensagens : 744
Data de inscrição : 24/05/2012
Idade : 47
Localização : São José dos Pinhais/PR

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: Dando os primeiros passos na observação do céu.

Mensagem  Bruno Seg 25 Jun 2012, 18:54

Olá Durva, você começou bem.
Na astronomia com um binóculo você irá adquirir uma boa base pois no futuro você já saberá de antemão onde estão os objetos celestes mais evidentes, caso mais tarde você queira vir a adquirir um telescópio, o que é natural. E ainda assim continuará fazendo uso de binóculos pois apenas com eles é possível dar um verdadeiro passeio pela Via-Láctea com uma visão mais panorâmica das regiões siderais.
Contamos então com mais relatos de suas observações com um binóculo e que apesar de ser um instrumento indispensável para um rápido reconhecimento do céu, às vezes ele é errôneamente negligenciado por alguns observadores. Você pode pegar no mesmo campo M6 e M7 com um telescópio, entretanto no telescópio utilizamos uma visão através de uma ocular e no binóculo temos uma visão binocular, com o efeito de perspectiva largamente ampliado. Ainda mais com um 20x50.
Bruno
Bruno
Membro Expert
Membro Expert

Mensagens : 6521
Data de inscrição : 29/10/2011
Idade : 59

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Segunda Noite de Observação

Mensagem  Durva Ter 26 Jun 2012, 12:16

Olá Bruno, obrigado pela ajuda e incentivo.

24/06/2012
Aglomerados Abertos
Hora: 22:30 UT
Instrumento: Binóculo Nikula 20X50
Localização: Curitiba/PR (-25° 26' / + 49° 16' = + 3h 17m) – Altitude 935m
Condições atmosféricas: UR 30%, alguns cirros próximos ao horizonte.

Hoje o céu não se apresentava tão perfeito, mas mesmo assim as condições são favoráveis a observação dos objetos deep-sky. Dediquei atenção especial aos objetos que se encontram entre a constelação do Cruzeiro e de Vela. Pude observar que se trata de um campo muito interessante, pois existem além dos aglomerados algumas nebulosidades. Infelizmente ainda não tive condições de identificar cada um, mas o que mais me chamou a atenção foi o tamanho de um deles, enquanto o que aparece a minha esquerda era pequeno com M6 e tem o formato que lembra um pouco a constelação do Cruzeiro, só que com mais estrelas e algumas bem brilhantes em seu centro, o da direita era simplesmente enorme, parecia que eu estava olhando para uma constelação inteira. Visto sem o binóculo, este aglomerado nem se fazia notar. Outro aglomerado observado foi a Caixa de Joias, que apesar de famosos, através do binóculo não mostra muitos detalhes. Neste momento a cerração começou a baixar, decretando o fim da diversão.

Abraço.


Durva
Durva
Astronomo Amador
Astronomo Amador

Mensagens : 744
Data de inscrição : 24/05/2012
Idade : 47
Localização : São José dos Pinhais/PR

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Terceira Noite de Observação.

Mensagem  Durva Ter 26 Jun 2012, 16:27

25/06/2012
Observação da Lua
Hora: 22:15 UT
Instrumento: Binóculo Nikula 20X50
Localização: Curitiba/PR (-25° 26' / + 49° 16' = + 3h 17m) – Altitude 935m
Condições atmosféricas: UR 30%, céu com muitas nuvens.

Hoje não há a menor possibilidade de contemplar objetos deep-sky, mas a grande quantidade de nuvens, com algumas aberturas, me deram a oportunidade de observar a Lua Nova, já quase Crescente. A vista desarmada não é possível identificar qualquer detalhe, apenas algumas manchas. É com o binóculo que sua beleza se destaca, pude observar todos os mares no leste lunar e até algumas crateras situadas em uma região mais na direção do pólo sul. Foi possível também acompanhar seu movimento em direção ao ocaso, pois ela passou por trás dos fios de alta tensão da rua, dando a ilusão de que o movimento era dela e não da terra. Como a lua entrará no crescente dia 27/06, sua luminosidade estava a quase 50%, mas as nuvens tiveram um efeito de filtro, me dando a possibilidade de apreciar de ver certos detalhes que a claridade não permitiria.

Abraço.
Durva
Durva
Astronomo Amador
Astronomo Amador

Mensagens : 744
Data de inscrição : 24/05/2012
Idade : 47
Localização : São José dos Pinhais/PR

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: Dando os primeiros passos na observação do céu.

Mensagem  Bruno Ter 26 Jun 2012, 18:08

Muito importante o seu relato Durva, é raríssimo um relato de uma observação lunar em um fórum de astronomia mesmo no exterior, com detalhes e realizada através de um binóculo e citando os diferentes tipos de acidentes e aspectos da superfície lunar. O que você vislumbrou com o seu binóculo 20x50 é mais ou menos o que você observaria na lua usando um refrator de 50mm e com 20x de aumentos, com a diferença (talvez uma vantagem) de ter uma visão binocular (através de duas oculares) enquanto que no refrator você utiliza apenas uma ocular de cada vez. Foram também muito importantes as notas descritivas tais como a data, a hora também em UT (tempo universal), as coordenadas geográficas, o instrumento utilizado, o objeto observado, as condições atmosféricas etc... .
Os seus relatos me lembram os do nosso colega aqui, o Edinaldo lá da Paraíba, que antes de montar um belo refrator de 80mm F/11 começou com diversas observações realizadas com um binóculo e fazendo bons relatos, e que inclusive serviram de estímulo para eu retomar essa prática.
Continue firme e nos mantenha informados.
Bruno
Bruno
Membro Expert
Membro Expert

Mensagens : 6521
Data de inscrição : 29/10/2011
Idade : 59

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Quarta Noite de Observação.

Mensagem  Durva Qui 28 Jun 2012, 07:58

Data: 27/06/2012
Hora inicial: 21:00 UT
Hora final: 23:50 UT
Instrimento: Binoculo Nikula 20x50
Cond. Meteorológica: 50% UR - Sem nuvens e pouco vento.

Hoje localizei e indentifiquei Omega Centauro (NGC5139), este se apresenta ao binóculo como uma maça esférica, esbranquiçada e opaca. Pude identificar o aglomerado IC 2602 (Pleiades do Sul) que eu já tinha localizado na noite de 24/06. As 22:00 UT, passeia a observar a Lua, pois agora uma leve neblina me impede de continuar a observação dos objetos mais distantes. Ela entrou no crescente, e devido ao seu formato consigo ver hoje muito mais detalhes. Proximo ao polo norte, pude ver claramente o relevo dos Montes Alpeninus e dos Montes Caucasos, além das crateras Eudóxo e Aristóteles. No mar dos Vapores também é possivel observar uma cratera. O destaque ficou por conta de uma cratera proxima ao polo sul lunar, que apresentou sua borda iluminada se projetando sobre a porção escura do satélite em seu lado oeste. As 23:50 UT a neblina baixa determinou o fim das observações.

Abraço.
Durva
Durva
Astronomo Amador
Astronomo Amador

Mensagens : 744
Data de inscrição : 24/05/2012
Idade : 47
Localização : São José dos Pinhais/PR

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: Dando os primeiros passos na observação do céu.

Mensagem  Bruno Qui 28 Jun 2012, 08:43

Olá Durva,
espere só para ver com o seu binóculo 20x50 ômega centauro quando a lua não estiver presente no céu. É sem dúvida o aglomerado globular de estrelas mais belo no céu, sem deixar de citar M13 e 47-Tucano.
E quanto à lua essa grande cratera próxima ao pólo sul lunar e que ontem estava parcialmente iluminada é a cratera Clavius, um enorme circo lunar que na verdade é uma planície murada com 225km de diâmetro. Hoje ela estará melhor visível.
Continue firme que os seus relatos estão cada vez mais ricos em detalhes.
Bruno
Bruno
Membro Expert
Membro Expert

Mensagens : 6521
Data de inscrição : 29/10/2011
Idade : 59

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Mapa lunar.

Mensagem  Durva Qui 28 Jun 2012, 08:57

Olá Bruno, obrigado pela informação, pois como não sabia que o binóculo me mostraria tantos detalhes, baixei um mapa lunar simplificado, que não tem o nome de todas as crateras. Você sabe me dizer o nome daquela cratera isolada no mar dos vapores?

Abraço.
Durva
Durva
Astronomo Amador
Astronomo Amador

Mensagens : 744
Data de inscrição : 24/05/2012
Idade : 47
Localização : São José dos Pinhais/PR

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: Dando os primeiros passos na observação do céu.

Mensagem  Bruno Qui 28 Jun 2012, 13:09

Olá Durva,
você deve estar falando de uma cratera brilhante chamada Manilius, ela tem cerca de 39km de diâmetro e 3km de profundidade. Ela apresenta picos centrais e a sua localização está a 14ºN e 9ºE.
Bruno
Bruno
Membro Expert
Membro Expert

Mensagens : 6521
Data de inscrição : 29/10/2011
Idade : 59

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: Dando os primeiros passos na observação do céu.

Mensagem  Durva Qui 28 Jun 2012, 13:46

Bruno escreveu:
Olá Durva,
você deve estar falando de uma cratera brilhante chamada Manilius, ela tem cerca de 39km de diâmetro e 3km de profundidade. Ela apresenta picos centrais e a sua localização está a 14ºN e 9ºE.

Essa mesmo, através do binóculo não é possivel ver seus detalhes, mas ela se destaca por ser a unica visível no centro do Mar dos Vapores.
Durva
Durva
Astronomo Amador
Astronomo Amador

Mensagens : 744
Data de inscrição : 24/05/2012
Idade : 47
Localização : São José dos Pinhais/PR

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Quinta Noite de Observação.

Mensagem  Durva Sex 29 Jun 2012, 09:03

Data: 28/06/2012
Hora inicial: 22:00 UT
Instrimento: Binoculo Nikula 20x50
Cond. Meteorológica: 50% UR - Sem nuvens e pouco vento.

Hoje a noite só não estava mais perfeita por que a Lua estava bem alta no céu, ofuscando com seu brilho crescente os objetos mais tenues. Mesmo assim foi bem interessante, pois mesmo sem poder ver os aglomerados a olho nú, era só apontar o binóculo para o lugar certo que lá estavam eles. Até o momento o objeto mais espetacular na minha opinião é M7, que se mostra com mais detalhes, talves seja por que neste horário 23:00 UT Escorpião esteja se aproximando de sua altura maxima. Na Lua, hoje só pude perceber o relevo de uma cadeia de montanhas proxima ao polo norte e nas crateras ao sul.

Data 29/06/2012
Hora: 09:00 UT

Jupiter aparece ao leste como o maior e mais brilhante astro do céu. Através do binóculo só é possivel observar-lo como um pequeno disco brilhante. Até as 10:00 UT ainda era visível, mesmo com o dia claro.


Durva
Durva
Astronomo Amador
Astronomo Amador

Mensagens : 744
Data de inscrição : 24/05/2012
Idade : 47
Localização : São José dos Pinhais/PR

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: Dando os primeiros passos na observação do céu.

Mensagem  Durva Sex 29 Jun 2012, 11:47

Durva escreveu:Data: 28/06/2012
Hora inicial: 22:00 UT
Instrimento: Binoculo Nikula 20x50
Cond. Meteorológica: 50% UR - Sem nuvens e pouco vento.

Hoje a noite só não estava mais perfeita por que a Lua estava bem alta no céu, ofuscando com seu brilho crescente os objetos mais tenues. Mesmo assim foi bem interessante, pois mesmo sem poder ver os aglomerados a olho nú, era só apontar o binóculo para o lugar certo que lá estavam eles. Até o momento o objeto mais espetacular na minha opinião é M7, que se mostra com mais detalhes, talves seja por que neste horário 23:00 UT Escorpião esteja se aproximando de sua altura maxima. Na Lua, hoje só pude perceber o relevo de uma cadeia de montanhas proxima ao polo norte e nas crateras ao sul.

Data 29/06/2012
Hora: 09:00 UT

Venus aparece ao leste como o maior e mais brilhante astro do céu. Através do binóculo só é possivel observar-lo como um pequeno crescente brilhante. Até as 10:00 UT ainda era visível, mesmo com o dia claro.


Durva
Durva
Astronomo Amador
Astronomo Amador

Mensagens : 744
Data de inscrição : 24/05/2012
Idade : 47
Localização : São José dos Pinhais/PR

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: Dando os primeiros passos na observação do céu.

Mensagem  Bruno Sex 29 Jun 2012, 22:04

Foi bastante interessante você conseguir discernir essa cordilheira com o seu binóculo 20x50. Ela nessa ocasião aparece bastante contrastada. Essa região também denominada por Apeninos, é uma extensa cadeia montanhosa como uma gigantesca cordilheira, e que começa na cratera Eratóstenes que fica a leste dela. Nessa cordilheira existe provávelmente a maior montanha de que se tem conhecimento, o Monte Huygens com cerca de 5400 metros de altura.
Continue firme nos seus relatos.
Bruno
Bruno
Membro Expert
Membro Expert

Mensagens : 6521
Data de inscrição : 29/10/2011
Idade : 59

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Dando os primeiros passos na observação do céu.

Mensagem  Durva Sab 30 Jun 2012, 09:40

Olá Bruno,

Notei este efeito de contraste que você falou, parece que na lua nova ele era menos percebido, não é?! Mas hoje 01:00UT com o tempo muito bom e a lua bem alta, fugindo da neblina baixa que é caracteristica da minha região nos meses de inverno, pude observar o que julgo ser o topo de uma montanha iluminada pelo sol, mas já dentro da area escura da fase.
Durva
Durva
Astronomo Amador
Astronomo Amador

Mensagens : 744
Data de inscrição : 24/05/2012
Idade : 47
Localização : São José dos Pinhais/PR

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: Dando os primeiros passos na observação do céu.

Mensagem  Bruno Sab 30 Jun 2012, 11:02

Sim, isso acontece nas extremidades dos picos e topos de montanhas lunares muito altos e que refletem os raios solares rasantes nas extremidades desses acidentes bem acima das sombras. Às vezes brilham tanto que ao telescópio parecem mesmo tochas acêsas.
Bruno
Bruno
Membro Expert
Membro Expert

Mensagens : 6521
Data de inscrição : 29/10/2011
Idade : 59

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Sexta Noite de Observação

Mensagem  Durva Seg 02 Jul 2012, 11:51

Data: 01/07/2012
Hora Inicial: 00:00UT
Instrumento: Binóculo Nikula 20X50
Localização: Curitiba/PR (-25° 26' / + 49° 16' = + 3h 17m) – Altitude 935m
Cond.Meteorológica: 62%UR – Neblina baixa no horizonte, sem vento.

Lua Crescente 72% iluminada, encontra-se na pinça direita do Escorpião e sua imagem ainda aparece bastante contrastada, impedindo a observação de seus relevos. Mesmo as maiores crateras vistas através do binóculo aparecem apenas como manchas esbranquiçadas. Hoje já é possível observar o Mar do Frio por inteiro e boa parte do Oceano das Tormentas que é o maior dos mares lunares e se estende por 2500 km de comprimento, no eixo norte-sul da face da Lua, cobrindo mais de 4.000.000 km².
Em virtude do seu brilho e sua posição bastante alta no céu, a observação dos aglomerados fica bastante comprometida, sendo possível localiza-los, mas sem que nenhum detalhe seja discernido.
02:02 UT – Meteoróide cruzando a Constelação de Sagitário, foi possível observa-lo do início ao fim.
03:09 UT – Mais um meteoróide agora cruzando a Constelação do Indio.
03:30 UT – Agora a neblina se acentuou, o que impede a melhor observação.
Durva
Durva
Astronomo Amador
Astronomo Amador

Mensagens : 744
Data de inscrição : 24/05/2012
Idade : 47
Localização : São José dos Pinhais/PR

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: Dando os primeiros passos na observação do céu.

Mensagem  Bruno Seg 02 Jul 2012, 18:13

Foi ótimo o seu relato Durva, repleto de detalhes e informações, muito útil mesmo. Sem dúvida servirá de estímulo para observar-mos cada vez mais o céu através de binóculos.
Bruno
Bruno
Membro Expert
Membro Expert

Mensagens : 6521
Data de inscrição : 29/10/2011
Idade : 59

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Setima noite de Observação

Mensagem  Durva Ter 03 Jul 2012, 11:46

Data: 02/07/2012
Hora Inicial: 23:00UT
Instrumento: Binóculo Nikula 20X50
Localização: Curitiba/PR (-25° 26' / + 49° 16' = + 3h 17m) – Altitude 935m
Cond.Meteorológica: 62%UR – Neblina baixa no horizonte, sem vento.

Lua Crescente 93% iluminada, encontra-se nas proximidades da cauda do Escorpião. Percebi uma movimentação de aproximadamente 20º em relação a sua posição no dia 01/07 no mesmo horário. Hoje já é possivel observar quase todo o Oceano das Tormentas e suas principais crateras, que continuam não apresentando relevo devido a grande lumninosidade.
Data: 03/07/2012 - 01:30UT Marte se dissolveu na neblina baixa a oeste, saindo de cena cada dia mais cedo. Em contrapartida a leste começa a surgir um céu completamente novo para mim, com muitas constalções novas para serem identificadas.
08:30UT - As condições do tempo não permitiram a observação de Venus e Jupiter que se apresentam neste horário proximos ao horizonte leste.
Durva
Durva
Astronomo Amador
Astronomo Amador

Mensagens : 744
Data de inscrição : 24/05/2012
Idade : 47
Localização : São José dos Pinhais/PR

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: Dando os primeiros passos na observação do céu.

Mensagem  Bruno Qua 04 Jul 2012, 09:04

Olá Durva, mais uma vez um relato minucioso feito à partir de observações utilizando-se um binóculo. À partir de hoje irei retomar as observações com o meu velho 7x50.
Bruno
Bruno
Membro Expert
Membro Expert

Mensagens : 6521
Data de inscrição : 29/10/2011
Idade : 59

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Oitava noite de Observação.

Mensagem  Durva Sex 06 Jul 2012, 14:00

Data: 05/07/2012
Hora Inicial: 22:00UT
Instrumento: Binóculo Nikula 20X50
Localização: Curitiba/PR (-25° 26' / + 49° 16' = + 3h 17m) – Altitude 935m
Cond.Meteorológica: 53%UR – Sem nuvens e sem vento.

A lua hoje nascerá mais tarde, por isso me apressei em observar os aglomerados que a muitos dias estavam ofuscados pelo intenso brilho da lua. Pude observar todos os objetos da estação bem brilhantes e com suas formas definidas. Com destaque para M7 em condição muito favorecida para observação.

06/07/2012 - 00:00UT Lua Cheia, encontra-se neste momento surgindo no horizonte leste. Já iniciou seu processo de decrescência, escondendo por completo os Mares da Espuma e das Ondas e parcialmente o Mar das Crises e da Fecundidade. Neste aparece em evidência a borda da cratera Langrenus iluminada pelo sol (Ela é relativamente jovem, com paredes internas largas (largura média de 20 Km) e em forma de degraus ou curvas de nível ("terraces"), porém deformadas. O lado leste de sua parede chega a atingir 3km de altitude. Seu piso é extenso e plano, um pouco áspero (com a presença de pedaços de rochas) na parte noroeste e com uma massiva montanha central, que atinge altitude 1000m em seu pico. Nesta fase o contraste na borda sombreada diminuiu, mostrando vários relevos de acidentes do leste ao pólo sul.
Durva
Durva
Astronomo Amador
Astronomo Amador

Mensagens : 744
Data de inscrição : 24/05/2012
Idade : 47
Localização : São José dos Pinhais/PR

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: Dando os primeiros passos na observação do céu.

Mensagem  Bruno Sex 06 Jul 2012, 21:55

Mais um ótimo relato de uma observação feita através de um binóculo, e parece ser talvez atualmente o único do tipo registrado em fóruns de astronomia, pois não tenho visto relatos tão bem detalhados e com notas descritivas fornecendo dados como características do instrumento utilizado, localização do observador, hora em Tempo Universal, condições atmosféricas e etc... .
Quanto à Lua realmente a morfologia interna das paredes de suas crateras de impacto revelam aspectos também como "terraces" ou platôs, como uma arena ou um estádio grego, porém com poucos degraus e de alturas gigantescas da ordem de quilômetros entre eles. Podemos perceber isso também e com bastante nitidez no interior da cratera Copérnico por exemplo. Entre um platô ou "terrace" e outro, podemos perceber nas paredes internas desses tipos de crateras lunares variações de tonalidades que revelam as suas diferentes camadas estratigráficas e dos elementos alí dominantes, sendo maiores as concentrações de alumínio para as áreas montanhosas, e de magnésio para as regiões cobertas por derrames de lava ou basaltos de mar. Os materiais das camadas estratigráficas que aparecem nas paredes internas dessas crateras lunares, ficaram à mostra porque parte da crosta lunar foi escavada durante o impacto, mostrando assim porções mais internas dela que tem uma espessura de em média 50 Km na parte visível e praticamente o dobro na face oculta. A crosta se encontra abaixo do regolito, que é a camada mais externa constituída de um pó finamente granulado e que cobre a superfície lunar.
É isso aí Durva, continue firme.
Bruno
Bruno
Membro Expert
Membro Expert

Mensagens : 6521
Data de inscrição : 29/10/2011
Idade : 59

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: Dando os primeiros passos na observação do céu.

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão neste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum