ASTROFÓRUM
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.

E M. Antoniadi.

Ir em baixo

spica E M. Antoniadi.

Mensagem  Bruno Qui 07 Jun 2012, 21:26

É impossível dissociar Antoniadi do estudo do planeta marte através da astronomia observacional. Antes da sonda Mariner dos EUA alcançarem marte, foi ele quem no início dos anos de 1900 deu a palavra final sobre a aerografia (o estudo do planeta marte). Nasceu em Istambul em 1870 e ainda garoto já realizava observações com um refrator de 76mm quando revelou-se um desenhista extremamente habilidoso o que chamou a atenção sobre ele. Foi notado e convidado pelo famoso Flammarion para trabalhar em seu observatório particular, colocando à disposição de Antoniadi um refrator Bardou de 230 mm para realizar registros que o levaram a diretor da Seção de Marte da Associação Britânica de Astronomia. Em 1890 juntamente com Flammarion registraram canais (só antoniadi registrou 46), mas a sua concepção sobre a estrutura deles tendia para outra forma de pensamento, pois suspeitava da ploriferação de observadores de canais, porém acreditava que os famosos canais em marte tinham uma existência. Após romper os seus trabalhos com Flammarion, continuou a estudar marte com o seu refletor de 220mm onde observou manchas pálidas como um véu. Teve a sua grande chance com o refrator de Meudon de 840mm na França quando o planeta "apareceu coberto com uma incrível quantidade de detalhes". Quanto aos canais, Antoniadi acreditava que em alguns casos alguma base objetiva às suas aparições fugazes eram percebidas. O canal Jamuna, que para o astrônomo Schiaparelli tinha aparecido como uma linha estreita e com uma amplitude de 0,04 de arco, apareceu no refrator de 840 mm como "nada como uma banda regular ... mas sim a mera fronteira irregular de um fraco meio-tom." Outros foram igualmente encontrados consistindo em faixas sinuosas e irregulares, ou largas faixas irregulares, além de grupos de matizes variadas e complexas, ou isoladas manchas escuras com bordas irregulares, porém os canais que tinha observado com instrumentos com um menor poder de resolução e que ele mesmo viu, considerava-os como puramente o resultado de um efeito ilusório devido à uma menor resolução em objetivas de menor porte do que a luneta gigante de 840mm em Meudon. O mapa realizado por ele através do gigante refrator de 84 cm de Meudon era tão perfeito que foi utilizado pela NASA durante as missões das Mariners.

Bruno
Bruno
Membro Expert
Membro Expert

Mensagens : 6521
Data de inscrição : 29/10/2011
Idade : 59

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum