Dando os primeiros passos na observação do céu.

Página 3 de 23 Anterior  1, 2, 3, 4 ... 13 ... 23  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

spica Re: Dando os primeiros passos na observação do céu.

Mensagem  Edinaldo em Qua 22 Ago 2012, 13:47

Durva escreveu:Data: 21/08/12
Hora (UT): 22:10 – 19:10(LT)
Localização: São José dos Pinhais – (S 25ᵒ 34’12” / W 49ᵒ 10’48”) – 916m
Instrumento: Refrator Vixen 70 mm F/10 – Ocular 20 mm e 10 mm / Binóculo Nikula (20x50)
Cond. Meteorológica: 53%UR – sem nuvens e sem vento - 22ᵒC.

Lua nova de quatro dias está localizada a uns 30 graus no ocaso, sua magnitude aparente é de -9.64 e está aproximadamente 20% iluminada e a uma distancia de 366.837 km. O Earthshine estimado é 1 a vista desarmada e 3 através do instrumento. Observação com seeing estimado de 1. Iniciei a observação com 35 de aumento e a Lua apareceu por inteiro no campo do F/10. Hoje o terminadouro corta o Mare Tranquillitatis, deixando totalmente a vista o Mare Crisium, Mare Fecundidatis e Mare Nectaris. Dezenas de crateras de todos os tamanhos acompanham o terminadouro por toda sua extensão, inclusive uma delas com uma pequena cratera em sua borda. Também pude ver algumas formações com crateras sobrepostas. Algumas crateras como a Vitruvius tinham sua borda oeste totalmente iluminada e avançavam brilhantes na face noturna. Novamente pude observar a cratera Copernicus brilhando através da Earthshine. O limbo leste se mostra cada dia mais contrastado, fazendo com que mesmo com 70 de aumento acidentes no relevo lunar possam serem melhor observados.

Boa tarde a todos.

Durva, você está de parabéns, excelente relato com riqueza de detalhes da nossa lua.

Vou acompanhar a partir de hoje estes relatos.

Abraço

Edinaldo
avatar
Edinaldo
Astronomo Amador
Astronomo Amador

Mensagens : 206
Data de inscrição : 31/10/2011
Idade : 54
Localização : João Pessoa - Paraíba

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: Dando os primeiros passos na observação do céu.

Mensagem  Durva em Qua 22 Ago 2012, 14:25

Obrigado Edinaldo, e quando quiser acrescentar algo, fique a vontade.

Abraço.
avatar
Durva
Astronomo Amador
Astronomo Amador

Mensagens : 744
Data de inscrição : 24/05/2012
Idade : 43
Localização : São José dos Pinhais/PR

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Dando so primeiros passos na observação do céu.

Mensagem  Durva em Qui 23 Ago 2012, 11:50

Data: 22/08/12
Hora (UT): 22:20 – 19:20(LT)
Localização: São José dos Pinhais – (S 25ᵒ 34’12” / W 49ᵒ 10’48”) – 916m
Instrumento: Refrator Vixen 70 mm F/10 – Oculares PL20mm, PL10mm e Série 500 4mm - Binóculo Nikula (20x50)
Cond. Meteorológica: 52%UR – sem nuvens e pouco vento - 21ᵒC.

Lua nova de cinco dias está localizada a uns 40 graus no ocaso, sua magnitude aparente é de -10.31 e está aproximadamente 30% iluminada e a uma distancia de 365.109 km. O Earthshine estimado é 1 a vista desarmada e 2 através do instrumento. Observação com seeing estimado de 2. Hoje foi a estréia de Série 500 Plossl 4mm, então comecei com 35 de aumento observando a Lua por inteiro, não pude observar nenhuma cratera dentro do Earthshine, a sombra apresenta-se bem mais escurecida que ontem. Ao binóculo 20x50 mal se podia ver a borda oeste. Com 70 de aumento pude observar uma cadeia de montanhas no centro-sul da Lua e logo abaixo duas crateras com picos centrais, sendo que a que está ao sul parece ligada a uma terceira cratera, esta com um pico deslocado para nordeste. Neste momento parti para 175 de aumento, aí não pude observar mais nada, apenas apreciar o sobrevôo, como se estivesse em orbita da Lua, flutuando sobre os acidentes. Até mesmo as crateras sem contraste são visíveis como depressões suaves num terreno irregular. Acompanhei nosso satélite até que desapareceu por trás das construções.
avatar
Durva
Astronomo Amador
Astronomo Amador

Mensagens : 744
Data de inscrição : 24/05/2012
Idade : 43
Localização : São José dos Pinhais/PR

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: Dando os primeiros passos na observação do céu.

Mensagem  Bruno em Qui 23 Ago 2012, 12:55

Olá Durva, é incrível como os seus relatos evoluem a cada postagem, e sem dúvida não vai demorar muito para vc se tornar um observador lunar experimentado. Com 175x de aumentos esse seu refrator de 70mm F/10 ainda tem muito o que revelar nesses próximos dias de lunação.
avatar
Bruno
Membro Expert
Membro Expert

Mensagens : 6521
Data de inscrição : 29/10/2011
Idade : 55

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: Dando os primeiros passos na observação do céu.

Mensagem  Edinaldo em Qui 23 Ago 2012, 13:47

Bruno escreveu:
Olá Durva, é incrível como os seus relatos evoluem a cada postagem, e sem dúvida não vai demorar muito para vc se tornar um observador lunar experimentado. Com 175x de aumentos esse seu refrator de 70mm F/10 ainda tem muito o que revelar nesses próximos dias de lunação.

Boa tarde a todos.

E o interessante Bruno, é que o Durva está fazendo a observações diárias, e com isto podemos acompanhar passa a passo, as fases da lua com todos o detalhes e pormenores. Excelente. Parabéns Durva. Este final de semana vou dá um pulo no sítio e vou levar o telescópio para inaugurar a ocular de 9 mm OMNI que comprei. Prometo em tirar algumas fotos com o pessoal observando. Vou tentar também fazer um pequeno relato para conferir com o do Durva. Será sábado dia 25/08, tomara que as condições estejam favoráveis.

Um abraço a todos

Edinaldo
avatar
Edinaldo
Astronomo Amador
Astronomo Amador

Mensagens : 206
Data de inscrição : 31/10/2011
Idade : 54
Localização : João Pessoa - Paraíba

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: Dando os primeiros passos na observação do céu.

Mensagem  Durva em Qui 23 Ago 2012, 14:17

Olá pessoal, olha realmente essa ocular série 500 de 4mm superou minhas expectativas, espero agora conseguir mais material sobre a Lua para que eu possa me aprofundar no reconhecimento dos vários tipos de acidentes. Estive comparando minhas observações da Lua nova no mês passado e conseguí perceber que o Earthshine de agora se mostrou mais luminoso, com mais detalhes visíveis e não é por causa do instrumento, pois não abandonei o 20x50 que se mostrou imbatível na observação da luz cinérea.

Abraços a todos.
avatar
Durva
Astronomo Amador
Astronomo Amador

Mensagens : 744
Data de inscrição : 24/05/2012
Idade : 43
Localização : São José dos Pinhais/PR

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: Dando os primeiros passos na observação do céu.

Mensagem  Bruno em Qui 23 Ago 2012, 15:06

Edinaldo escreveu: Prometo em tirar algumas fotos com o pessoal observando. Vou tentar também fazer um pequeno relato para conferir com o do Durva. Será sábado dia 25/08, tomara que as condições estejam favoráveis.
Um abraço a todos
Edinaldo

Vou cobrar! Smile
avatar
Bruno
Membro Expert
Membro Expert

Mensagens : 6521
Data de inscrição : 29/10/2011
Idade : 55

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: Dando os primeiros passos na observação do céu.

Mensagem  Bruno em Qui 23 Ago 2012, 18:40

Durva escreveu:Estive comparando minhas observações da Lua nova no mês passado e conseguí perceber que o Earthshine de agora se mostrou mais luminoso, com mais detalhes visíveis e não é por causa do instrumento.
Por não ter uma órbita perfeitamente circular Durva, o aumento da luminosidade se deve a uma maior proximidade da lua (perigeu) do que quando ela se encontra um pouco mais longe (apogeu), e consequentemente tendo por isso o brilho levemente diminuído.
avatar
Bruno
Membro Expert
Membro Expert

Mensagens : 6521
Data de inscrição : 29/10/2011
Idade : 55

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Dando so primeiros passos na observação do céu.

Mensagem  Durva em Sex 24 Ago 2012, 09:18

Bem explicado Bruno, obrigado.
avatar
Durva
Astronomo Amador
Astronomo Amador

Mensagens : 744
Data de inscrição : 24/05/2012
Idade : 43
Localização : São José dos Pinhais/PR

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Dando so primeiros passos na observação do céu.

Mensagem  Durva em Sex 24 Ago 2012, 09:19

Data: 23/08/12
Hora (UT): 23:20 – 20:20(LT)
Localização: São José dos Pinhais – (S 25ᵒ 34’12” / W 49ᵒ 10’48”) – 916m
Instrumento: Refrator Vixen 70 mm F/10 – Oculares PL20mm, PL 10mm e Série 500 4mm Binóculo Nikula (20x50)
Cond. Meteorológica: 56%UR – sem nuvens e vento moderado - 19ᵒC.

Lua nova de seis dias está localizada a uns 40 graus no ocaso, sua magnitude aparente é de -10.84 e está aproximadamente 42 % iluminada e a uma distancia de 364.740 km. O Earthshine estimado é 0 a vista desarmada e 1 através do instrumento. Observação com seeing estimado de 2. Com 35 de aumento pude observar o terminadouro que hoje passa entre as crateras Stofler e Maurolycus ao sul, próximo à cratera Rhaeticus no centro e crateras Eudóxo e Aristóteles ao norte. Apontando para essas duas crateras com 70 de aumento pude perceber que mesmo visualmente próximas uma da outra, suas sombras são completamente diferentes. Aristóteles se apresenta com a sombra apenas em sua borda leste, enquanto que Eudóxo tem uma sombra convexa que escurece quase todo o interior da cratera. Com 175 de aumento foi possível contemplar com muitos detalhes do topo dos Montes Caucasos e Alpeninus iluminados pelo Sol e invadindo a face noturna da Lua, dando a sensação de que a forma do terminadouro é irregular. Ontem observei três crateras bastante contrastadas e sobrepostas próximas à região central da Lua, hoje elas se apresentam totalmente iluminadas e são elas: Teófilo, Cyrillus e Catharina.

avatar
Durva
Astronomo Amador
Astronomo Amador

Mensagens : 744
Data de inscrição : 24/05/2012
Idade : 43
Localização : São José dos Pinhais/PR

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: Dando os primeiros passos na observação do céu.

Mensagem  Bruno em Sex 24 Ago 2012, 09:49

Mais um ótimo relato Durva, e hoje no 7º dia de lunação ou crescente destacam-se principalmente as crateras tais como Ptolomeus, Manilus, Hyginus com o seu intrigante sistema de ranhuras, Hypparchus, Autolycus, Cassini, o Vale Alpino, Bond, Walter, Miller, Lacaille, a cadeia dos Apeninos e Triesnecker que também apresenta um interessante sistema de ranhuras ou fendas. Acredita-se que essas ranhuras sejam tubos de lava que se encontravam logo abaixo da crosta e que foram abatidos. Se as condições atmosféricas forem favoráveis recomenda-se o uso de potência máxima (coef. 2.5) nos instrumentos.
avatar
Bruno
Membro Expert
Membro Expert

Mensagens : 6521
Data de inscrição : 29/10/2011
Idade : 55

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: Dando os primeiros passos na observação do céu.

Mensagem  Durva em Sex 24 Ago 2012, 10:43

Obrigado Bruno e ótima explanação, assim fica mais fácil saber por onde começar.

Abraço.
avatar
Durva
Astronomo Amador
Astronomo Amador

Mensagens : 744
Data de inscrição : 24/05/2012
Idade : 43
Localização : São José dos Pinhais/PR

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: Dando os primeiros passos na observação do céu.

Mensagem  Lucas87 em Sex 24 Ago 2012, 11:34

Durva escreveu:Data: 23/08/12
Hora (UT): 23:20 – 20:20(LT)
Localização: São José dos Pinhais – (S 25ᵒ 34’12” / W 49ᵒ 10’48”) – 916m
Instrumento: Refrator Vixen 70 mm F/10 – Oculares PL20mm, PL 10mm e Série 500 4mm Binóculo Nikula (20x50)
Cond. Meteorológica: 56%UR – sem nuvens e vento moderado - 19ᵒC.

Lua nova de seis dias está localizada a uns 40 graus no ocaso, sua magnitude aparente é de -10.84 e estáaproximadamente 42 % iluminada e a uma distancia de 364.740 km. O Earthshine estimado é 0 a vista desarmada e 1 através do instrumento. Observação com seeing estimado de 2. Com 35 de aumento pude observar o terminadouro que hoje passa entre as crateras Stofler e Maurolycus ao sul, próximo à cratera Rhaeticus no centro e crateras Eudóxo e Aristóteles ao norte. Apontando para essas duas crateras com 70 de aumento pude perceber que mesmo visualmente próximas uma da outra, suas sombras são completamente diferentes. Aristóteles se apresenta com a sombra apenas em sua borda leste, enquanto que Eudóxo tem uma sombra convexa que escurece quase todo o interior da cratera. Com 175 de aumento foi possível contemplar com muitos detalhes do topo dos Montes Caucasos e Alpeninus iluminados pelo Sol e invadindo a face noturna da Lua, dando a sensação de que a forma do terminadouro é irregular. Ontem observei três crateras bastante contrastadas e sobrepostas próximas à região central da Lua, hoje elas se apresentam totalmente iluminadas e são elas: Teófilo, Cyrillus e Catharina.


Concordo com você, estas três crateras estavam muito legais de ver antes de ontem. Tenho um refrator de 70mm também, só que da Celestron... Um dia faço uns relatórios como os seus hehe.
avatar
Lucas87
Astronomo Amador
Astronomo Amador

Mensagens : 619
Data de inscrição : 15/08/2012
Idade : 19
Localização : São José, SC

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: Dando os primeiros passos na observação do céu.

Mensagem  Durva em Sex 24 Ago 2012, 11:47

Olá Lucas87, suas astrofotos falam mais do que mil palavras, exelente trabalho com seu Celestron 70mm!
avatar
Durva
Astronomo Amador
Astronomo Amador

Mensagens : 744
Data de inscrição : 24/05/2012
Idade : 43
Localização : São José dos Pinhais/PR

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Dando so primeiros passos na observação do céu.

Mensagem  Durva em Sex 24 Ago 2012, 11:52

Ah, e fique avontade para postar suas astrofotos neste tópico, ok?!
Elas ilustrarão muito bem meus relatos.

Abraço.
avatar
Durva
Astronomo Amador
Astronomo Amador

Mensagens : 744
Data de inscrição : 24/05/2012
Idade : 43
Localização : São José dos Pinhais/PR

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: Dando os primeiros passos na observação do céu.

Mensagem  Bruno em Sab 25 Ago 2012, 06:14

É isso aí, será muito importante para o fórum poder juntar os registros fotográficos do Lucas87 com as suas notas descritivas Durva.
E não só dos dois mas os registros de todos os colegas usuários serão muito bem vindos. Quanto a vocês dois e contrariando o que se pensa por aí, os instrumentos de abertura moderada como esses refratores de 70mm podem fazer um excelente trabalho, e esse tópico é a prova disso.

BRUNO
MODERADOR
avatar
Bruno
Membro Expert
Membro Expert

Mensagens : 6521
Data de inscrição : 29/10/2011
Idade : 55

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: Dando os primeiros passos na observação do céu.

Mensagem  Durva em Sab 25 Ago 2012, 08:33

Obrigado Bruno. Talvez tenhamos um pouco de dificuldade nos detalhes da observação planetária, por que, por mais que usemos aumentos dentro das limitações de nossos instrumentos, a distância focal mediana vai comprometer os pormenores. Por outro lado, não só de observações planetárias vive a astronomia. Não é verdade?!

Abraço.
avatar
Durva
Astronomo Amador
Astronomo Amador

Mensagens : 744
Data de inscrição : 24/05/2012
Idade : 43
Localização : São José dos Pinhais/PR

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: Dando os primeiros passos na observação do céu.

Mensagem  Bruno em Sab 25 Ago 2012, 09:09

Sim, a quantide de objetos a serem estudados excede a nossa capacidade, e a observação lunar é a mais acessível a qualquer tipo de instrumento. Mas veja bem, com o uso correto de filtros (vide tópico: http://www.parsec.net.br/filtrosastron.html) e com aumentos dentro da realidade do instrumento podemos fazer com que um 70mm F/10 nos surpreenda na observação planetária e de estrelas duplas.
avatar
Bruno
Membro Expert
Membro Expert

Mensagens : 6521
Data de inscrição : 29/10/2011
Idade : 55

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: Dando os primeiros passos na observação do céu.

Mensagem  Durva em Sab 25 Ago 2012, 09:23

Achei sensacional esse material que você postou sobre os filtros, espero poder ter todos os acessórios necessários quando a situação de Jupiter estiver mais favorável nesta oposição.
avatar
Durva
Astronomo Amador
Astronomo Amador

Mensagens : 744
Data de inscrição : 24/05/2012
Idade : 43
Localização : São José dos Pinhais/PR

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: Dando os primeiros passos na observação do céu.

Mensagem  Bruno em Sab 25 Ago 2012, 10:16

É isso aí, filtros coloridos são imprescindíveis em refratores com o F mediano ou curto para a observação planetária.
avatar
Bruno
Membro Expert
Membro Expert

Mensagens : 6521
Data de inscrição : 29/10/2011
Idade : 55

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: Dando os primeiros passos na observação do céu.

Mensagem  Durva em Sab 25 Ago 2012, 10:21

Eu estive apontando o F/10 para as Nebulosas da Lagoa e Trífida, mas sem filtro quase não se ve a nebulosidade, e menos ainda sua coloração. Como gosto desse tipo de observação vou precisar de um filtro adequado.
avatar
Durva
Astronomo Amador
Astronomo Amador

Mensagens : 744
Data de inscrição : 24/05/2012
Idade : 43
Localização : São José dos Pinhais/PR

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: Dando os primeiros passos na observação do céu.

Mensagem  Bruno em Sab 25 Ago 2012, 10:32

Quando da presença da lua essas nebulosidades ficam com a observação bem restringida, mas mesmo sem ela e apesar do seu 70mm ser bastante luminoso por possuir um F mediano, um filtro UHC (Ultra High Contrast) resolverá prontamente isso pois ele deixa passar a luz emitida pelo oxigênio e o hidrogênio. Os filtros mais restritivos como o Oxigen III mostram as nebulosidades planetárias também bastante distintas porém menos brilhantes na coloração esverdeada em relação ao UHC, pois eles deixam passar somente o oxigênio fortemente ionizado que é emitido por esses tipos de nebulosas. E também temos os das linhas do hidrogênio chamados de H-alpha e H-betha.
avatar
Bruno
Membro Expert
Membro Expert

Mensagens : 6521
Data de inscrição : 29/10/2011
Idade : 55

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: Dando os primeiros passos na observação do céu.

Mensagem  Edinaldo em Dom 26 Ago 2012, 20:55

Bruno escreveu:
Edinaldo escreveu: Prometo em tirar algumas fotos com o pessoal observando. Vou tentar também fazer um pequeno relato para conferir com o do Durva. Será sábado dia 25/08, tomara que as condições estejam favoráveis.
Um abraço a todos
Edinaldo

Vou cobrar! Smile

Boa noite pessoal.

Conforme prometido:



Data: 25/08/2012
Hora (UT): 23:00
Localização: Sítio Lagoa de Cobra – Cidade de Santo Antônio – Rio Grande do Norte
Instrumento: Refrator homade 80 mm F/11 – Oculares Kelner 25 mm, OMNI PL 9 mm
Condições Atmosférica: Boa – Poucas nuvens e vento moderado

Lua nova de 8 dias está localizada a uns 60 grau no ocaso, sua magnitude aparente e de – 10.76 , e está aproximadamente com uma fração iluminada de 0.659 e a um distância de 365.415,6 km. Com a ocular de 25mm (36x), pude observar o terminadouro que hoje passa pelo Mare Nubium, Mare Insularum, Mare Imbrium e Mare Frigoris. Próximo também a cratera Eratosthenes. Pude também comtemplar do lado esquerdo várias pequenas crateras já na parte iluminada. Na parte iluminada, observei perfeitamente com grande nitidez os seguintes mares: Mare Serenitatis e Mare Tranquillitatis. Como não tenho muita experiência em observação lunar, apenas observei com a ocular de 9 mm OMNI da Celestron, algumas sombras em crateras próximas ao terminadouro, e fiz este relato tomando como modelo, os relatos de Durva, para seguir o padrão. Se estiver alguma coisa errado ou trocada, por favor me corrijam, pois é errando que se aprende. Abaixo vai o link de algumas fotos de pessoa que tiveram interesses na observação, principalmente crianças. Aproveitei que era um aniversário de criança para divulgar a astronomia, e até os palhaços se interessaram a ver a lua.

http://edinaldofilho.multiply.com/photos/album/9/9#photo=1


Att. Edinaldo
avatar
Edinaldo
Astronomo Amador
Astronomo Amador

Mensagens : 206
Data de inscrição : 31/10/2011
Idade : 54
Localização : João Pessoa - Paraíba

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: Dando os primeiros passos na observação do céu.

Mensagem  Bruno em Dom 26 Ago 2012, 23:09

Olá Edinaldo, sem comentários. As postagens aqui estão atingindo um nível tão satisfatório que acho que já posso tirar umas férias e deixar vocês aqui no comando! Very Happy
Parabéns por levar a astronomia para todos, achei incrível o rapaz cadeirante que mesmo sem poder andar "caminhou" pelo espaço. E o seu 80mm F/11 está uma beleza, ele ficou "parrudo" e imponente. Vida longa aos seus projetos e iniciativas aí nos céus dessa bela terra que é a Paraíba.

Aproveitando o embalo andei fazendo também umas observações da Lua, então com a devida licença também vou contribuir com o meu relato nesse tópico, já que ela está sendo o assunto por aqui:

Observação da Lua
25 e 26/08/2012
Hora: 19:00hs (22:00UT)
Instrumento: Refrator Jaegers 103mm F/15 (d/f 1575mm)
Oculares: oculares série 500 de 10mm (157x) e 15mm (105x), oclular Kellner 6.3mm (250x), WA Expanse 6mm (262x).
Localização: 19° 42' 03" S/43° 57' 18" O
Condições atmosféricas: UR 38% Máxima 23º, alto estratos a leste e rajadas de ar intermitentes próximas à Troposfera sentido NE-SO.
Objeto de estudo: Quadrante Nordeste da lua.


-Comecei a sessão de observação em Sinus Iridum ou Baía do Arco-Íris, na parte noroeste do Mare Imbrium ou Mar das Chuvas que é uma das maiores e mais lisas planícies da lua.
Sinus Iridum está localizado a cêrca de 1.000 km do pólo norte lunar. Deixando Sinus Iridum e seguindo para o oeste, temos à esquerda um sistema de montanhas separando Sinus Iridum do Mare Frigoris ou Mar Gelado, e à distância vemos os Alpes, um sistema de montanhas que se estende por 200 km, e que são cruzadas pelo Vale Alpino, uma grande garganta de 10 km de largura e 150 km de comprimento que atravessa a cadeia de montanhas e liga o Mare Imbrium com o Mare Frigoris. Este notável acidente foi ao que parece fendido por um meteorito que resvalou na lua. O Vale fica a 400 km ao norte do Mare Imbrium, e a sudoeste vemos Pico, que como o nome diz é um pico escarpado e brilhante com cerca de 2.700 m de altura e a 100 km dos contrafortes dos Alpes.
Ao atravessar o Vale e virar para o sul em direção ao Mare Serenitatis ou Mar da Serenidade passamos pelas Montanhas Caucasianas. Seguindo o mesmo trajeto passamos pela cratera Eudoxus, de cuja base se estende uma planície por mais de 1.600 km até o Mare Nectaris ou Mar do Néctar. Na praia sul do Mare Nectaris há uma semicratera bem parecida com Sinus Iridum cujas paredes apresentam cavidades semelhantes a enormes cavernas com 262x de aumentos no refrator. Aproveitei para mudar o trajeto e fui seguindo a superfície acinzentada rumo ao sul onde destacava-se Tycho, uma grande cratera de raios que reluzem ao sol como se estivessem cobertos de gêlo. Voltei ao quadrante Nordeste na cratera Platão ou o Lago Negro, uma grande planície murada e que tem uma centena de quilômetros de diâmetro, e que possui um piso relativamente liso embora pude apreciar quatro pequenas crateras ou poços crateriformes no seu interior. Curiosamente apesar de o sol se elevar no local o seu piso interno tende a ficar mais sombrio. O perfil denticulado das sombras no interior dessa cratera indicam abruptos montes circundantes que ascendem a altitudes superiores a 2.300 metros, provocando sombras pontiagudas e que chegam a cortar todo o interior da cratera. Interessante notar também a enorme quantidade de falhas que se pode apreciar na sua borda oriental. Ao sul e bem no interior do Mare Imbrium passei pelos montes Tenerife ou a cordilheira reta. Descendo mais uma vez agora a sudoeste terminei a sessão de observação na complexa cratera de Cassini com a "jofaina" ou a sua cratera interior.

avatar
Bruno
Membro Expert
Membro Expert

Mensagens : 6521
Data de inscrição : 29/10/2011
Idade : 55

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: Dando os primeiros passos na observação do céu.

Mensagem  Edinaldo em Seg 27 Ago 2012, 07:23

Bruno escreveu:
Olá Edinaldo, sem comentários. As postagens aqui estão atingindo um nível tão satisfatório que acho que já posso tirar umas férias e deixar vocês aqui no comando! Very Happy
Parabéns por levar a astronomia para todos, achei incrível o rapaz cadeirante que mesmo sem poder andar "caminhou" pelo espaço. E o seu 80mm F/11 está uma beleza, ele ficou "parrudo" e imponente. Vida longa aos seus projetos e iniciativas aí nos céus dessa bela terra que é a Paraíba.

Aproveitando o embalo andei fazendo também umas observações da Lua, então com a devida licença também vou contribuir com o meu relato nesse tópico, já que ela está sendo o assunto por aqui:

Observação da Lua
25 e 26/08/2012
Hora: 19:00hs (22:00UT)
Instrumento: Refrator Jaegers 103mm F/15 (d/f 1575mm)
Oculares: oculares série 500 de 10mm (157x) e 15mm (105x), oclular Kellner 6.3mm (250x), WA Expanse 6mm (262x).
Localização: 19° 42' 03" S/43° 57' 18" O
Condições atmosféricas: UR 38% Máxima 23º, alto estratos a leste e rajadas de ar intermitentes próximas à Troposfera sentido NE-SO.
Objeto de estudo: Quadrante Nordeste da lua.


-Comecei a sessão de observação em Sinus Iridum ou Baía do Arco-Íris, na parte noroeste do Mare Imbrium ou Mar das Chuvas que é uma das maiores e mais lisas planícies da lua.
Sinus Iridum está localizado a cêrca de 1.000 km do pólo norte lunar. Deixando Sinus Iridum e seguindo para o oeste, temos à esquerda um sistema de montanhas separando Sinus Iridum do Mare Frigoris ou Mar Gelado, e à distância vemos os Alpes, um sistema de montanhas que se estende por 200 km, e que são cruzadas pelo Vale Alpino, uma grande garganta de 10 km de largura e 150 km de comprimento que atravessa a cadeia de montanhas e liga o Mare Imbrium com o Mare Frigoris. Este notável acidente foi ao que parece fendido por um meteorito que resvalou na lua. O Vale fica a 400 km ao norte do Mare Imbrium, e a sudoeste vemos Pico, que como o nome diz é um pico escarpado e brilhante com cerca de 2.700 m de altura e a 100 km dos contrafortes dos Alpes.
Ao atravessar o Vale e virar para o sul em direção ao Mare Serenitatis ou Mar da Serenidade passamos pelas Montanhas Caucasianas. Seguindo o mesmo trajeto passamos pela cratera Eudoxus, de cuja base se estende uma planície por mais de 1.600 km até o Mare Nectaris ou Mar do Néctar. Na praia sul do Mare Nectaris há uma semicratera bem parecida com Sinus Iridum cujas paredes apresentam cavidades semelhantes a enormes cavernas com 262x de aumentos no refrator. Aproveitei para mudar o trajeto e fui seguindo a superfície acinzentada rumo ao sul onde destacava-se Tycho, uma grande cratera de raios que reluzem ao sol como se estivessem cobertos de gêlo. Voltei ao quadrante Nordeste na cratera Platão ou o Lago Negro, uma grande planície murada e que tem uma centena de quilômetros de diâmetro, e que possui um piso relativamente liso embora pude apreciar quatro pequenas crateras ou poços crateriformes no seu interior. Curiosamente apesar de o sol se elevar no local o seu piso interno tende a ficar mais sombrio. O perfil denticulado das sombras no interior dessa cratera indicam abruptos montes circundantes que ascendem a altitudes superiores a 2.300 metros, provocando sombras pontiagudas e que chegam a cortar todo o interior da cratera. Interessante notar também a enorme quantidade de falhas que se pode apreciar na sua borda oriental. Ao sul e bem no interior do Mare Imbrium passei pelos montes Tenerife ou a cordilheira reta. Descendo mais uma vez agora a sudoeste terminei a sessão de observação na complexa cratera de Cassini com a "jofaina" ou a sua cratera interior.


Bom dia a todos.

Pois é Bruno, como você mesmo diz: A Astronomia é para todos mesmo, pois lá no sítio tem pessoas que ainda acreditam que são jorge está montado num cavalo e andando pela lua, e vai passando esta tradição ou lenda para as os meninos, que ficam confusos sem saber o que pensar. Então este tipo de observação, vai desmistificando de uma vez isto e elas vão aprendendo a verdade sobre os astros. Já tem professores de lá da cidade, interessados em levar o refrator para uma feira de ciências para divulgação da Astronomia na cidade.

Com relação ao seu relato como todos desse tópico, que está num nível elevadíssimo, só vem a contribuir com o avanço do forum.
Estou imprimindo os relatos para tomar como base nos meus estudos de observação da lua, que não é fácil, tem muitos nomes um pouco complicados, que tem que ser assimilados aos poucos. Este tópico está me motivando aos participantes fazer um estudo mais apurado da superfície da lua. Então posso dizer com segurança, que você e Durva estão de parabéns por tão alto nível de observação que alcançou este tópico. E vamos em frente, se hoje estiver em condições atmoféricas favoráveis, vou fazer mais uma observação lunar, para com isto aprender e contribuir com o tópico também.

Abraço

Edinaldo
avatar
Edinaldo
Astronomo Amador
Astronomo Amador

Mensagens : 206
Data de inscrição : 31/10/2011
Idade : 54
Localização : João Pessoa - Paraíba

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: Dando os primeiros passos na observação do céu.

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 3 de 23 Anterior  1, 2, 3, 4 ... 13 ... 23  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum