Estrela Antares resolvida.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

spica Estrela Antares resolvida.

Mensagem  Bruno em Sab 30 Jun 2012, 11:48

23/24/25/28/29/junho/2012
Observação da componente B da estrela Antares.
Instrumento: Luneta Jaegers D:103mm F:1575mm
Ocular: WA Expanse 6mm 66º (262x)

Conseguí um feito que atesta para a necessidade de se procurar uma posição adequada no céu para se observar uma estrela dupla difícil de ser separada (o ideal seria uma altura mínima de uns 70º), aliada a um aumento máximo compatível com a abertura do instrumento, e preferencialmente com uma distância focal com cerca de 12 a 15 vezes o diâmetro da abertura livre em milímetros para refratores e de 10 vezes para refletores, e claro, com as condições atmosféricas no mínimo boas. Uma estrela dupla que sempre me chamou a atenção foi a supergigante Antares, com um raio cerca de 800 vezes maior do que o Sol, e não só por causa do seu belo brilho avermelhado mas também por ela poder explodir a qualquer momento transformando-se numa supernova. Testei o "poder de fogo" do meu Jaegers nela e após 5 noites consecutivas de testes realizados com essa estrela, conseguí resolvê-la ou separá-la de sua companheira sendo que esta encontra-se a uns 2" de arco de distância de Antares, e que também apresentava um pequenino anel de difração, sinceramente uma visão incrível os anéis de difração de ambas no campo da luneta. Nas três primeiras noites eu observei um pequeno disco meio difuso bem próximo a Antares. Como essa estrela estava ainda a uns 50º de altura sobre o horizonte leste, percebí que ainda não seria o ideal para separar a componente B que eu via ainda que meio indistinta, com certeza pela baixa altura ainda sobre o horizonte leste e por se encontrar exatamente dentro de um dos anéis de difração de Antares. Como então ela estava dentro do anel de difração e sofrendo interferências resolví nos dias 28 e 29 observá-la quando estivesse mais próxima do zênite. Feito isso não tive mais dúvidas, lá estava a companheira de Antares agora apresentando-se como um pequeno disco de coloração diferente da dela, algo tendendo um pouco para o verde-azulado. A estrela B é bem menor mas estava indiscutívelmente separada e nítida no campo do F/15. Foi a primeira vez que eu observei com nitidez total a companheira de Antares, e julgo ser realmente necessário um instrumento com um máximo de abertura possível propiciando assim um poder de resolução maior e com uma grande distância focal para se obter o melhor contraste possível, o que facilita enormemente a separação de estrelas duplas, e principalmente nesse caso por Antares ser uma estrela bastante luminosa (cerca de 170x mais brilhante do que o Sol). Por já ter observado com instrumentos de várias aberturas me parece que o tamanho mínimo ideal para se observar a companheira B de Antares seria, no caso de ser um refrator com 100mm de abertura e com o F/15, e no caso de ser um refletor newtoniano seria entre 150mm a 200mm de abertura e com o F/10, mas pode-se tentar essa observação com um instrumento de abertura um pouco menor. Acredito que um C90 conseguirá realizar essa façanha, ou mesmo um refrator de 80mm a 90mm porém idealmente com um F entre 12 a 15, para dessa forma então melhorar o contraste nas imagens por causa do brilho dessa estrela em relação à sua pequena companheira. O uso de um filtro polarizador poderá ajudar também nos instrumentos com distâncias focais medianas (F/10 a F/11). E faz-se também muito importante que Antares esteja a pelo menos uns 70º de altura, para então tentar separar essas estrelas pois vale a pena ver as duas lado a lado. Observar visualmente a companheira B de Antares e poder comparar a diferença entre os diâmetros e as diferentes colorações entre ambas será uma visão inesquecível, eu garanto.
E de novo recomendo também utilizar a capacidade máxima de aumentos do telescópio utilizado (ou seja com um aumento de 2.5x o diâmetro da abertura em milímetros, por exemplo 100mm x 2.5 = 250x, 90mm x 2.5 = 225x, etc...), porém cautela com as distâncias focais curtas pois a companheira B poderá ser ofuscada pelo brilho dessa supergigante, que é uma verdadeira bomba de proporções cósmicas prestes a explodir!
avatar
Bruno
Membro Expert
Membro Expert

Mensagens : 6521
Data de inscrição : 29/10/2011
Idade : 55

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: Estrela Antares resolvida.

Mensagem  Spectro7 em Qua 11 Jul 2012, 12:00

Oi Bruno

achei bem esclarecedor o seu relato sobre a performance da sua "luneta" como parece preferir chamar o seu telescopio refrator.

Como eu disse antes e independente das qualidades de um refrator com 100 milímetros de abertura e F15 podemos conseguir captar imagens além da capacidade humana com uma simples luneta como a de galileu, e isso foi deixado claro

porém é uma lei que quanto maior a abertura e a distancia focal isso não vai ser melhor para perceber detalhes como os obtidos através da resolução mas para perceber as diferenças entre eles revelados através de um melhor contraste

e isso me faz lembrar uma outra discussão aqui no forum sobre qual seria o telescopio ideal sendo que o telescópio da GSO de 203 milímetros F6 é um instrumento muito interessante, notadamente superior ao refrator de 100 milímetros F15 na observação de deep sky

mas no caso o refrator apresenta melhor as diferenças entre os detalhes através de um contraste superior devida a uma distancia focal mais longa e que apesar de os detalhes aparecerem em maior número no de 203 milímetros no de 100 milímetros F15 eles aparecem com mais contraste entre eles, está certo assim ?

Então nessa história de telescopio ideal poderia ficar aqui como um exemplo de que um telescópio dobsoniano da GSO de 203 milímetros F6 (não estou fazendo propaganda) é um instrumento relativamente de grande porte e versátil e com uma performance superior na observação de deep sky

e um refrator de 100 milímetros F15 atinge uma performance naturalmente notável em determinadas observações (estrelas duplas-planetas-lua) que para os de abertura inferiores tentarem alcançá-lo devem se valerem de recursos atenuadores do problema CA inerente nas distâncias focais curtas nos telescópios refratores desse tipo

e resumindo podemos concluir que um telescópio refletor com uma abertura entre 150 a 200 milímetros ou telescopios refratores com aberturas um pouco menores ou que tenham 100 milímetros mas com uma distancia focal media ou curta e fazendo o uso de determinados acessórios corretores de imagens


além do próprio telescopio refrator de 100 mílímetros F15 podem com sucesso conseguir separarem a estrela dupla antares de sua companheira

e não esquecendo de que devemos esperar e observar antares acima dos 70 graus de altitude com condições atmosfericas boas para conseguir ver bem essa dupla.
Spectro7.

Spectro7
Astronomo Amador
Astronomo Amador

Mensagens : 62
Data de inscrição : 07/07/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: Estrela Antares resolvida.

Mensagem  Bruno em Qua 11 Jul 2012, 13:49

Sim, esse é o meu ponto de vista baseado na minha experiência e na de outros colegas observadores de estrelas duplas. Quanto ao tema sobre o telescópio ideal, é aquilo mesmo que vc falou, ou melhor, repetiu. Mas não fique apenas se baseando nas minhas convicções para desenvolver as suas, devemos estudar e pesquisar para poder-mos desenvolver parâmetros para comparações mútuas entre experiências diversas e assim chegar a um ponto ideal.
Valeu.
avatar
Bruno
Membro Expert
Membro Expert

Mensagens : 6521
Data de inscrição : 29/10/2011
Idade : 55

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: Estrela Antares resolvida.

Mensagem  M.couto em Sab 04 Maio 2013, 11:02

Oi a todos,

entendi perfeitamente ao ler o post inicial desse tópico porque o Bruno conseguiu separar a estrela companheira de Antares com o telescópio refrator dele de 100mm f 15,

e eu acabei vendo em outro fórum de astronomia várias dúvidas sobre a separação dessa estrela companheira de Antares,

então gostaria de sugerir que se algum colega aqui tiver um equipamento fotográfico apropriado e um telescopio também apropriado tentasse não apenas separar a companheira de Antares,

mas tentasse fotografar ela também.
abs
avatar
M.couto
Astronomo Amador
Astronomo Amador

Mensagens : 238
Data de inscrição : 07/09/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: Estrela Antares resolvida.

Mensagem  Durva em Sab 04 Maio 2013, 13:21

Olá M.couto.

Excelente sua sugestão.
Semana passada, conversei com o Bruno sobre Antares. Com o setentinha não foi possível resolve-la, nem mesmo usando aumentos muito superiores ao limite teórico do telescópio (ocular 4mm + barlow GSO 2x= 350 aumento). Ele me disse, e poderá confirmar aqui, que a abertura do 70mm era insuficiente para essa tarefa. Minha curiosidade ficou para o Black90. Será que algum dos colegas que estão testando seus novos equipamentos poderia nos dizer se ele é capaz e com qual aumento mínimo realiza a tarefa?! Se alguém conseguir fotografar melhor ainda.

avatar
Durva
Astronomo Amador
Astronomo Amador

Mensagens : 744
Data de inscrição : 24/05/2012
Idade : 43
Localização : São José dos Pinhais/PR

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Antares resolvida novamente.

Mensagem  Bruno em Dom 05 Maio 2013, 20:53

Ontem refiz o testes com o refrator Jaegers de 103mm F/15 agora instalado numa montagem equatorial EQ-3 motorizada num "píer" e utilizando uma ocular WA 6mm (262x) e outra série 500 de 4mm (390x), e constatei novamente a companheira de Antares, bem visível e "encostada" em um dos anéis de difração de Antares (quase em cima do primeiro anel). Dessa vez esperei ela chegar no zênite e com uma estabilidade atmosférica perfeita as imagens estavam impecáveis, com o par distintamente separado. A coloração da companheira de Antares estava verde-azulada. A companheira dessa gigante vermelha também apresentava dois pequeninos anéis de difração belíssimos de se ver. Não tive a presença de espírito de testar junto com o Maksutov 90mm F/14 pois fiquei demasiado absorvido com as belas imagens, mas fica para uma próxima vez. Insisto que vale a pena tentar com aberturas de 90mm com aumentos elevados (2x a 2.5x o diâmetro da objetiva em milímetros) pois acredito ser também possível obter êxito.

Bruno
Moderador
avatar
Bruno
Membro Expert
Membro Expert

Mensagens : 6521
Data de inscrição : 29/10/2011
Idade : 55

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: Estrela Antares resolvida.

Mensagem  Henrique em Qui 21 Nov 2013, 16:22

Meu Deus! Não sabia disso. Nem imaginava que Antares a big estrela tinha outra que a orbitava!

Henrique
Astronomo Amador
Astronomo Amador

Mensagens : 71
Data de inscrição : 17/10/2013

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: Estrela Antares resolvida.

Mensagem  Bruno em Qui 21 Nov 2013, 19:21

Henrique escreveu:Nem imaginava que Antares a big estrela tinha outra que a orbitava!
Antares tem uma companheira chamada de Antares B separada a 2,9 segundos de arco e que a orbita em pouco mais de 870 anos. A magnitude dela é de 5.5 e possui um brilho 99% a menos do que o de Antares A, entretanto ela é 170 vezes mais brilhante que o sol. Para conseguir "separar" as duas estrelas são precisas grandes aberturas e aumentos elevados. Para os instrumentos com aberturas medianas o melhor jeito de contornar o brilho excessivo de Antares A que ofusca a sua companheira, é observar essa estrela no exato momento em que ela estiver sendo ocultada pela lua a pelo menos uns 70º de altura sobre o horizonte. Observando diretamente com aberturas medianas eu ainda não consegui obter sucesso nem com um Maksutov 90mm F14. Só mesmo com o refrator acromático de 103mm F15 é que fui capaz de separar com nitidez as duas estrelas que apresentavam colorações distintas, podendo inclusive observar anéis de difração em ambas. Antares B se apresentou com um brilho verde-azulado ou azul-esverdeado. Entre as duplas mais difíceis também obtive sucesso com o meu 103mm F15 na separação de Sirius B (essa sempre durante apenas alguns instantes) e já com mais estabilidade Prócion B. Acredito que um refletor acima de 150mm também vai conseguir, mas será preciso cuidado para não exagerar nos aumentos quando o instrumento tiver a distância focal curta.
Bruno
Moderador
avatar
Bruno
Membro Expert
Membro Expert

Mensagens : 6521
Data de inscrição : 29/10/2011
Idade : 55

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: Estrela Antares resolvida.

Mensagem  Henrique em Sex 22 Nov 2013, 11:54

kkkkk isso ai pra mim é quando eu tiver bem mais experiência em astronomia

Henrique
Astronomo Amador
Astronomo Amador

Mensagens : 71
Data de inscrição : 17/10/2013

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: Estrela Antares resolvida.

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum