Percival Lowell.

Ir em baixo

spica Percival Lowell.

Mensagem  Bruno em Sab 16 Jun 2012, 11:47

Após tomar conhecimento das observações de marte realizadas pelo astrônomo italiano Schiaparelli em que citava uma rede de canais, um senhor Norte Americano de meia idade nascido em 1855 ficou curioso o suficiente para construir um telescópio refrator de 610mm de abertura (24 polegadas) com o dinheiro do próprio bolso. Antes já havia realizado observações de saturno no Japão utilizando um refrator de 150mm, porém ficou obcecado com a ideia da existência desses canais, acreditando que fossem o resultado da ação de vida inteligente na superfície marciana. Acompanhado de ninguém menos do que Pickering e de outro assistente que, depois de ter sido despedido por Lowell resolveu largar tudo e ir procurar nas montanhas da Palestina a Arca de Noé, viajaram para diversos locais dos Estados Unidos e até ao redor do mundo como no Saara, procurando por locais onde as condições de estabilidade atmosféricas fossem ideais (segundo ele no Saara as condições de observações eram medíocres). Continuou procurando por  um lugar perfeito para instalar o seu refrator gigante. Decidiu ficar nas montanhas do Arizona, em Flagstaff. Chegou a levá-lo a outro local e Pickering aproveitou bem a oposição de marte no final de 1900 na América do Sul, registrando inclusive canais em áreas escuras de marte. Lowell retornou e acabou decidindo ficar mesmo nas montanhas do sinuoso e escavado deserto do Arizona. Foi o primeiro astrônomo a atentar para o fato de se instalarem observatórios em locais cada vez mais altos, fugindo assim das perturbações atmosféricas próximas ao solo (e que são muitas). Ironicamente mais tarde resolveu construir um refletor que tinha  um espelho com mais de 1 metro exclusivamente para observar o planeta marte, porém instalou-o abaixo do nível do solo o que acabou proporcionando imagens insatisfatórias do planeta por causa das mesmas perturbações das quais fugia. De personalidade radiante, e magnética e enérgica e com falas que atraíam a atenção de multidões em suas palestras, em que foi o maior divulgador dos canais observados em marte (e que até hoje não foram explicados de forma completamente satisfatória). Foi o pioneiro no uso do sistema de diafragmação da objetiva para diminuir o brilho e aumentar o contraste nas imagens. Embora tenha sido um empresário bem sucedido e extremamente ativo, dedicou o resto da sua vida ao estudo dos canais em marte, e que continuava a registrar mais e mais a cada dia. Um de seus assistentes chamado Todd chegou a fotografar alguns deles, porém as astrofotos não eram de qualidade suficiente para saírem impressos. Assim como todos os seus assistentes, defendeu a existência dos canais em marte até ao último suspiro de  vida.
Veja no link uma foto clássica de Percival Lowell com o seu refrator de 61 cm de abertura: http://en.wikipedia.org/wiki/File:Percival_Lowell-observing_Mars_from_the_Lowell_Observatory.jpg
avatar
Bruno
Membro Expert
Membro Expert

Mensagens : 6521
Data de inscrição : 29/10/2011
Idade : 56

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum