Criando um Wormhole (Buraco de Minhoca)

Ir em baixo

spica Criando um Wormhole (Buraco de Minhoca)

Mensagem  Twinsen em Sex 08 Jan 2016, 02:32

Olá

Hj eu estava em casa brincando com minha filha e ela tem uma daquelas bolas gelatinosas que tem algumas luzes dentro quando esbarramos em algum lugar e elas piscam... ao jogar ela para cima fazendo ela girar no proprio eixo observei que ela gerava uma força que deformava a bola, pensando nisso alguns dias seguidos me deparei com um pensamento e gostaria de compartilhar com vcs do forum

Quando girei a bola gelatinosa observei que isso gera uma força gravitacional fazendo com que ela se deformasse naturalmente, suponhamos q eu tenha uma aeronave em formato de disco, se eu girar este disco fazendo com que eu chegasse bem proximo a velocidade da luz eu estaria gerando uma gravidade muito grande, fazendo isso eu nao conseguiria distorcer o espaço criando assim um buraco de minhoca?

Espaço-tempo


Quase cem anos depois, uma sonda espacial da Nasa, a agência espacial americana, confirmou previsões cruciais feitas pelo físico alemão Albert Einstein em 1915.


As observações da sonda Gravity Probe B comprovaram que a massa da Terra está muito sutilmente causando uma curvatura no tempo e no espaço ao seu redor ao arrastá-los consigo.


Os cientistas conseguiram observar esses efeitos através do estudo do comportamento de quatro esferas super-precisas levadas dentro do satélite.


Os resultados foram publicados na revista científica Physical Review Letters.


Previsões de Einstein


As confirmações das previsões de Einstein são significativas não apenas por comprovar uma vez mais a genialidade do cientista alemão, mas também por trazer instrumentos mais refinados para a compreensão da física que rege o cosmos.


As descobertas também representam o ápice de uma longa jornada para os líderes da missão, alguns dos quais dedicaram mais de cinco décadas à pesquisa.


Entre eles está Francis Everitt, o principal pesquisador da missão na Universidade de Stanford, que participou da concepção da sonda de gravidade B no fim dos anos 50.


"Completamos este experimento histórico, testando o Universo de Einstein - e Einstein sobrevive", disse ele.


A GP-B só foi lançada ao espaço em 2004 e desde então a missão da equipe é interpretar as informações e checar a correção das observações feitas.


Teorias confirmadas


O objetivo da sonda de gravidade B era confirmar duas importantes consequências da Teoria da Relatividade Geral, publicada por Einstein em 1915.


As previsões descrevem a forma como o tempo e o espaço são distorcidos pela presença de enormes objetos como planetas e estrelas.


Uma delas é o efeito geodético - que trata da forma como a Terra curva o espaço-tempo - e a outra, o efeito de arrasto - sobre como a rotação da Terra distorce o espaço-tempo ao seu redor ao girar.


A sonda GP-B verificou ambos os efeitos medindo movimentos mínimos nos eixos de rotação de quatro giroscópios em relação à posição de uma estrela chamada IM Pegasi (HR 8703).


Curvatura do espaço-tempo


Para garantir a precisão do experimento, as esferas tinham de ser resfriadas até quase o "zero absoluto" (-273ºC) e então colocadas para flutuar dentro de um recipiente a vácuo gigante, contendo hélio superfluido. Esta e outras medidas isolavam as esferas de qualquer distúrbio externo.


Se Einstein estivesse errado, os giroscópios deveriam ter girado sem a influência de forças externas (pressão, calor, campo magnético, gravidade e carga elétrica).


Mas como o físico alemão concluiu que o espaço-tempo ao redor da Terra é curvo e distorcido pelo movimento do planeta, os cientistas esperavam um desvio, apesar das grandes dificuldades em medi-lo.


Ao longo de um ano, o desvio previsto no eixo das esferas devido ao efeito geodético foi calculado na escala de apenas alguns milhares de miliarcossegundos. O efeito de arrasto deverá ser ainda menor.


"Um miliarcossegundo representa a largura de um fio de cabelo humano visto a uma distância de 16 quilômetros. É um ângulo extremamente pequeno e este é o grau de precisão que a sonda de gravidade B tinha de alcançar", explicou Everitt.


Tecnologia


A missão foi proposta inicialmente em 1959, mas teve de esperar vários anos para que a tecnologia necessária fosse inventada.


"A GP-B, apesar de simples conceitualmente, é um experimento extremamente complexo tecnologicamente", disse um ex-gerente de programas na GP-B, Rex Geveden. "A ideia surgiu cerca de três ou quatro décadas antes que a tecnologia estivesse disponível para testes. Treze novas tecnologias foram criadas para a GP-B."


As inovações criadas para a missão levaram diretamente à melhoria do GPS (Global Positioning System) e ao sucesso de outras missões espaciais da Nasa.

Twinsen
Curioso
Curioso

Mensagens : 2
Data de inscrição : 08/01/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: Criando um Wormhole (Buraco de Minhoca)

Mensagem  Bruno em Sex 08 Jan 2016, 08:23

Twinsen escreveu:Hj eu estava em casa brincando com uma daquelas bolas gelatinosas que tem algumas luzes dentro quando esbarramos em algum lugar e elas piscam
ao jogar ela para cima fazendo ela girar no proprio eixo observei que ela gerava uma força que deformava a bola

Quando girei a bola gelatinosa observei que isso gera uma força gravitacional fazendo com que ela se deformasse naturalmente, suponhamos q eu tenha uma aeronave em formato de disco, se eu girar este disco fazendo com que eu chegasse bem proximo a velocidade da luz eu estaria gerando uma gravidade muito grande, fazendo isso eu nao conseguiria distorcer o espaço criando assim um buraco de minhoca?
Seja bem vindo Twinsen, eu dei um exemplo num outro tópico que corrobora a sua experiência, quando tratava da associação da gravidade com o movimento de rotação, e não como comumente ela é associada a uma força. O exemplo dado foram os planetas jupiter e saturno, que por possuírem um movimento de rotação mais rápido faz com que eles sejam achatados nos polos. No caso do seu hipotético disco se a velocidade de rotação fosse extremamente alta, à medida em que a velocidade aumentasse o material do disco começaria a ser lançado no espaço à partir do equador dele, da mesma maneira que vemos acontecer num disco de acreção.
Vou tentar demonstrar na ilustração abaixo um disco que teve acelerado o seu movimento de rotação, provocando um achatamento nos polos e com o material dele começando a ser lançado no espaço à partir do equador.



Às vezes eu desconfio de que o material que compõem os anéis em jupiter, saturno e urano é proveniente das regiões equatoriais desses planetas, em virtude do movimento de rotação mais rápido deles.

No caso do seu exemplo da bola gelatinosa com um hipotético buraco de minhoca, a noção básica que se tem dele é a de que é uma região compacta (não um objeto) do continuum espaço-tempo.



Bruno
Moderador
avatar
Bruno
Membro Expert
Membro Expert

Mensagens : 6521
Data de inscrição : 29/10/2011
Idade : 56

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: Criando um Wormhole (Buraco de Minhoca)

Mensagem  Twinsen em Sex 08 Jan 2016, 11:26

outra duvida que tenho pensado é...

se a velocidade faz com que o tempo acelere (EX: se eu tiver um irmão gemeo e eu sair em uma viagem quase na velocidade da luz quando eu voltar eu estaria mais novo que meu irmao, para eu conseguir viajar em uma grande velocidade sem ter um impacto no tempo eu teria q acelerar e ao mesmo tempo gerar gravidade para que a viagem no tempo nao ocorresse..

estas duvidas me aparecem pois nunca estudei nada de astronomia e tao pouco de fisica mais gosto de coisas q fogem o entendimento

Twinsen
Curioso
Curioso

Mensagens : 2
Data de inscrição : 08/01/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: Criando um Wormhole (Buraco de Minhoca)

Mensagem  Bruno em Sex 08 Jan 2016, 18:29

A noção de que o tempo se acelera ou desacelera depende da velocidade com que um objeto se desloca em relação ao outro, ou a desaceleração do tempo provocada pelo movimento. A questão é por que o irmão que viajou está mais jovem ao voltar, ou por que o gêmeo virou o caçula?
A teoria da relatividade especial de Einstein foi elaborada para garantir que não existe movimento absoluto, e ela é aplicada ao exemplo do irmão que saiu da terra a uma velocidade próxima à da luz, mostrando assim que ele não veria o relógio de seu irmão na terra andar mais devagar. Mas como eles não vão ter mais a mesma idade? Esse desconcertante paradoxo acontece por que um dos irmãos saiu da terra ou do sistema de referência de ida e volta, enquanto que o outro nunca saiu dela. As ações do que saiu é que definem os eventos.


Bruno
Moderador
avatar
Bruno
Membro Expert
Membro Expert

Mensagens : 6521
Data de inscrição : 29/10/2011
Idade : 56

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: Criando um Wormhole (Buraco de Minhoca)

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum