O céu do Chile

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ir em baixo

spica Re: O céu do Chile

Mensagem  Bruno em Ter 17 Mar 2015, 23:19

De fato a concentração de raios no território brasileiro é muito alta. Só para se ter uma ideia de janeiro desse ano de 2015 até agora (meados de março), já caíram aqui no Brasil cerca de 57 milhões de raios, sendo a maioria na região norte.  
A maior dificuldade em se obter raios artificiais são as descargas atmosféricas, por que na presença delas o campo elétrico local enfraquece a descarga que daria início ao processo por indução na extremidade do foguete.

Bruno
Moderador
avatar
Bruno
Membro Expert
Membro Expert

Mensagens : 6521
Data de inscrição : 29/10/2011
Idade : 56

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: O céu do Chile

Mensagem  Dry em Qua 18 Mar 2015, 12:11

57 milhões em 3 meses Shocked Mas esse total está incluso os raios entre as nuvens ou todos eles são entre a terra e as nuvens ? Então quer dizer que para se produzir um raio artificial as nuvens não podem ter nenhuma descarga entre elas ?
avatar
Dry
Membro Expert
Membro Expert

Mensagens : 1336
Data de inscrição : 05/01/2015
Idade : 54
Localização : Piraí - RJ

https://www.flickr.com/photos/fotosdry/sets/72157632779479445/

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: O céu do Chile

Mensagem  Marcos Poncio em Qua 18 Mar 2015, 16:47

Olhem issooo


https://www.youtube.com/watch?v=rVBn8R4qzYQ&t=33
avatar
Marcos Poncio
Astronomo Amador
Astronomo Amador

Mensagens : 363
Data de inscrição : 29/12/2014
Localização : Curitiba

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: O céu do Chile

Mensagem  Dry em Qua 18 Mar 2015, 21:32

Caramba, que força da natureza Shocked . Não tenho a menor ideia o porque da ocorrência de raios em uma erupção vulcânica. Talvez o Bruno possa falar alguma coisa sobre o assunto.
avatar
Dry
Membro Expert
Membro Expert

Mensagens : 1336
Data de inscrição : 05/01/2015
Idade : 54
Localização : Piraí - RJ

https://www.flickr.com/photos/fotosdry/sets/72157632779479445/

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: O céu do Chile

Mensagem  Bruno em Qui 19 Mar 2015, 00:43

Dry escreveu:1- Mas esse total está incluso os raios entre as nuvens ou todos eles são entre a terra e as nuvens ?
2- Então quer dizer que para se produzir um raio artificial as nuvens não podem ter nenhuma descarga entre elas ?
3- Não tenho a menor ideia o porque da ocorrência de raios em uma erupção vulcânica
1- O modelo meteorológico de previsão atual não assimila esses dados, dificultando a coleta de informações sobre os tipos de raios que foram contabilizados (se de nuvem para nuvem, nuvem para terra ou terra para nuvem).
2- Um campo elétrico é criado entre uma nuvem carregada positivamente e outra carregada negativamente. As cargas distribuídas na base e no topo das nuvens produzem um campo elétrico interno, denominado campo elétrico intra-nuvem. O valor do campo elétrico que provoca a ionização (rigidez dielétrica) varia com as condições da atmosfera. A dificuldade na indução de um raio artificial ocorre quando o campo elétrico ultrapassa um valor limite, ocorrendo então uma quebra da rigidez dielétrica no meio transformando o que é isolante em condutor, e no caso do foguete pode ocorrer o inverso se a sua extremidade tornar-se isolante.
3- Quanto aos raios durante as erupções vulcânicas, o processo tem início quando as partículas em suspensão emitidas pelo vulcão se separam, fazendo com que as que possuem carga positiva se afastem das negativamente carregadas. Se a separação da carga for tão alta a ponto de superar a resistência do ar, a eletricidade fluirá entre as partículas na forma de raios.

Bruno
Moderador
avatar
Bruno
Membro Expert
Membro Expert

Mensagens : 6521
Data de inscrição : 29/10/2011
Idade : 56

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: O céu do Chile

Mensagem  Bruno em Qui 19 Mar 2015, 22:21

O primeiro raio induzido pela técnica de foguetes aconteceu na costa oeste da Flórida, a bordo de um barco experimental em 1960. Em terra firme os primeiros raios induzidos foram obtidos na França em 1973. A técnica de indução de raios por foguetes foi e ainda é utilizada em alguns países como os Estados Unidos, França, Japão e China, além de experimentos também realizados na Alemanha, Indonésia e na Rússia.
Apesar das diversas técnicas de indução de raios atmosféricos artificialmente como o uso de raios laser em infravermelho e ultravioleta, os feixes de microondas e jatos de colunas de água com dezenas de metros de altura, a única técnica de indução que apresentou resultados relevantes foi e ainda é a utilização de pequenos foguetes ligados a um fio condutor. O fio que tem um diâmetro de cerca de 0,2 mm, vai se desenrolando à medida em que o foguete sobe na troposfera rumo a uma tempestade. Dependendo do estágio da tempestade em andamento, a indução de um grande número de raios pode acontecer repentinamente.
As estações de monitoramento contam instrumentos como sensores de corrente elétrica, campo elétrico, campo magnético e luminosidade, câmeras VHS, uma câmera de alta velocidade e sensibilidade (capaz de registrar até 8 mil quadros por segundo).
Nos últimos anos as estações de indução por foguetes na Flórida conseguiram se destacar induzindo mais de 50 raios num periodo de 365 dias, e ao todo cerca de mil raios artificiais já foram induzidos por foguetes em todo o mundo até hoje.

Bruno
Moderador
avatar
Bruno
Membro Expert
Membro Expert

Mensagens : 6521
Data de inscrição : 29/10/2011
Idade : 56

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: O céu do Chile

Mensagem  Dry em Qui 19 Mar 2015, 22:23

Muito interessante esta técnica de raio artificial. Achei este pequeno vídeo onde mostra os detalhes da descarga após o foguete subir vejam só:

avatar
Dry
Membro Expert
Membro Expert

Mensagens : 1336
Data de inscrição : 05/01/2015
Idade : 54
Localização : Piraí - RJ

https://www.flickr.com/photos/fotosdry/sets/72157632779479445/

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: O céu do Chile

Mensagem  Bruno em Qui 19 Mar 2015, 23:52

Excelente o video, dá para ver perfeitamente o fio condutor sendo vaporizado por um raio negativo desde o alto até à base, restando apenas uma trilha de fumaça escura.

Bruno
Moderador
avatar
Bruno
Membro Expert
Membro Expert

Mensagens : 6521
Data de inscrição : 29/10/2011
Idade : 56

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: O céu do Chile

Mensagem  Bruno em Sex 20 Mar 2015, 00:16

Dry escreveu:57 milhões em 3 meses Shocked
Para se ter uma ideia das manifestações elétricas na troposfera, ao redor da terra caem cerca de 100 raios por segundo. No Brasil só nas regiões sudeste e sul que são as de menor incidência perdendo apenas para a região norte, a incidência é de 25 milhões de raios anualmente no período de dezembro a março.
Siga o monitoramento pelo INPE em tempo real (clique em Animação), e acompanhe a distribuição das descargas atmosféricas como pontos que variam do vermelho ao violeta: http://sigma.cptec.inpe.br/raio/

Bruno
Moderador
avatar
Bruno
Membro Expert
Membro Expert

Mensagens : 6521
Data de inscrição : 29/10/2011
Idade : 56

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: O céu do Chile

Mensagem  Marcos Poncio em Sex 20 Mar 2015, 08:09

Que Loucura de video é esse :0
avatar
Marcos Poncio
Astronomo Amador
Astronomo Amador

Mensagens : 363
Data de inscrição : 29/12/2014
Localização : Curitiba

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: O céu do Chile

Mensagem  orlando em Sex 20 Mar 2015, 13:40

Muito boas as suas fotos Dry.
Eu gosto de ver(e somente ver) os raios.
avatar
orlando
Astronomo Amador
Astronomo Amador

Mensagens : 865
Data de inscrição : 03/05/2012
Idade : 33
Localização : Fortaleza-CE

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: O céu do Chile

Mensagem  Dry em Sex 20 Mar 2015, 20:08

orlando escreveu:Muito boas as suas fotos Dry.
Eu gosto de ver(e somente ver) os raios.
Obrigado Orlando.
Eu também tenho um grande respeito por essa enorme força da natureza. A maioria das fotos são feitas quando os raios estão entre nuvens e somente de vez em quando fotografo um que seja entre nuvem /terra pois o risco é bem grande.
avatar
Dry
Membro Expert
Membro Expert

Mensagens : 1336
Data de inscrição : 05/01/2015
Idade : 54
Localização : Piraí - RJ

https://www.flickr.com/photos/fotosdry/sets/72157632779479445/

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: O céu do Chile

Mensagem  Dry em Sex 20 Mar 2015, 20:16

Bruno escreveu:
Dry escreveu:57 milhões em 3 meses Shocked
Para se ter uma ideia das manifestações elétricas na troposfera, ao redor da terra caem cerca de 100 raios por segundo. No Brasil só nas regiões sudeste e sul que são as de menor incidência perdendo apenas para a região norte, a incidência é de 25 milhões de raios anualmente no período de dezembro a março.
Siga o monitoramento pelo INPE em tempo real (clique em Animação), e acompanhe a distribuição das descargas atmosféricas como pontos que variam do vermelho ao violeta: http://sigma.cptec.inpe.br/raio/
Bruno
Moderador
Legal esse monitoramento ! Fui ampliando o mapa até chegar na minha cidade e ficou cheio de pontos ! A escala de cores se refere a intensidade do raio ?
avatar
Dry
Membro Expert
Membro Expert

Mensagens : 1336
Data de inscrição : 05/01/2015
Idade : 54
Localização : Piraí - RJ

https://www.flickr.com/photos/fotosdry/sets/72157632779479445/

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: O céu do Chile

Mensagem  Bruno em Sex 20 Mar 2015, 21:10

Dry escreveu:A escala de cores se refere a intensidade do raio?
A escala de cores refere-se ao tempo decorrido da descarga atmosférica:

- vermelho: de 0 a 5 minutos atrás.
- amarelo: de 5 a 15 minutos.
- verde: de 15 a 30 minutos.
- azul: de 30 a 45 minutos.
- violeta: de 45 a 60 minutos.

Bruno
Moderador
avatar
Bruno
Membro Expert
Membro Expert

Mensagens : 6521
Data de inscrição : 29/10/2011
Idade : 56

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: O céu do Chile

Mensagem  Dry em Sex 20 Mar 2015, 21:21

Ha tá, entendi.
avatar
Dry
Membro Expert
Membro Expert

Mensagens : 1336
Data de inscrição : 05/01/2015
Idade : 54
Localização : Piraí - RJ

https://www.flickr.com/photos/fotosdry/sets/72157632779479445/

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: O céu do Chile

Mensagem  Bruno em Sab 21 Mar 2015, 09:22

Esse tipo de monitoramento é feito para a contagem dos raios, e saber também com antecedência por onde a tempestade com eles irá passar. Dependendo da intensidade alertas são emitidos com 30 minutos de antecedência, de forma a dar tempo para desligarem estratégicamente as partes da rede localizadas na rota das descargas elétricas.
Apesar do ELAT contar com 70 sensores distribuídos por todo o território nacional, a análise dos raios ainda é limitada por ser feita em apenas duas dimensões, ou seja, da mesma forma como nós vemos numa fotografia. Entretanto está sendo desenvolvido em São José dos Campos um software em 3D, como três câmeras registrando em tempo real e de diferentes posições um mesmo raio, reconstruindo detalhes como os ângulos, as ramificações, de onde partiu e onde ele caiu.

Bruno
Moderador
avatar
Bruno
Membro Expert
Membro Expert

Mensagens : 6521
Data de inscrição : 29/10/2011
Idade : 56

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: O céu do Chile

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum