Lua 6 de janeiro - regolito, cores, tratamento?

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

spica Lua 6 de janeiro - regolito, cores, tratamento?

Mensagem  AGM em Qui 08 Jan 2015, 19:30

Meus registros sejam em vídeo ou fotos, eu os denomino de "contemplativos", gosto de editar com alguma trilha sonora e algumas legendas.
Concordo plenamente com o Bruno - nosso Moderador - que fotos naturais ou seja, clicou e o resultado é o que saiu, são os mais fiéis, devido ao seeing, ao equipamento de cada um, seja o telescópio ou a câmera que temos e dentre mesmo todas as condições e imprevistos que surgem ao fazer um registro do astro escolhido.

- Mas e quanto à Astrofotografia?
Sempre vemos fotos da Lua por exemplo, com uma qualidade melhor que a câmera registra, principalmente na nitidez, pois cada CCD capta as imagens de acordo com a sua qualidade. Ou então o "empilhamento" de frames registrados a uma dada exposição acompanhando o objeto celeste, e depois um processamento para extrair de todos esses frames uma única imagem.

Como desenho e trabalho com tratamento de imagens, a foto da Lua que registrei na noite de 6 de janeiro, está tratada, e vou explicar o processo e o porquê.

Li num artigo que o regolito, nome dado à composição do solo da superfície lunar, é composto por alguns minerais e que a Lua não é somente um cinza-giz, mas apresenta cores como o laranja, púrpura e até mesmo o azul, tudo num tom tênue na maior parte da superfície mas também com fortes contrastes em outras.
Para mostrar essas cores, basta fotografarmos a Lua, abrir a imagem em algum software de edição ou até mesmo de processamento e evidenciar a "saturação" da imagem, até um ponto de equilíbrio, sem forçar. Então, eis que a Lua revela-se como nunca a veremos daqui da Terra e nem mesmo com nossos telescópios.

Na foto aqui publicada o tratamento foi básico, apenas foi duplicada a imagem, convertida em tons de cinza e aplicado um filtro do Photoshop denominado de "highpass", onde na sua edição, controlamos os valores. Esse filtro evidencia o contraste dos tons altos, médios e baixos da foto, fazendo com que a perda e nitidez causada pela turbulência atmosféria - nesse caso - venha a melhorar os relevos lunares, dando melhor nitidez à foto assim como pode ser feito no processamento (empilhamento de imagens) no caso das astrofotos.

Temos aqui então, uma fotografia da Lua com suas cores evidenciadas assim como a distinção de seus relevos, para podermos melhor observar os detalhes de suas crateras e formações rochosas.

avatar
AGM
Membro Expert
Membro Expert

Mensagens : 1191
Data de inscrição : 14/04/2014
Idade : 44
Localização : Novo Hamburgo - RS

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum