"Rachaduras" nas paredes do Universo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ir em baixo

spica "Rachaduras" nas paredes do Universo

Mensagem  FeLoko em Dom 31 Ago 2014, 09:58



Depois do céu, tem outro céu. Sem estrelas. Se você voar alto o bastante, uma hora sai da Via Láctea. As estrelas vão ficar lá embaixo, confinadas em braços espirais. Mas ainda vai existir um céu, e ele será pontilhado de galáxias. E depois desse céu, tem outro céu. Sem galáxias.
É o que os telescópios mostram. Para além das galáxias, o que existe é uma sopa de radiação. Um caldo onipresente – que os astrônomos chamam de “radiação cósmica de fundo”. “De fundo” porque permeia tudo o que dá para ver além do domínio das galáxias. Para qualquer canto que você apontar um telescópio, essa radiação vai estar lá. Na prática, elas formam as paredes do Universo. E foi nessas paredes que acabaram de fazer uma das descobertas mais bonitas da história.
Essas paredes já eram bem conhecidas. Elas são a maior evidência do Big Bang, e, de quebra, a maior amostra de que o senso comum não entende o que realmente foi o Big Bang. Para começar, a explosão que deu origem ao Universo não foi uma explosão. Ela AINDA É uma explosão. O Big Bang continua big bangando, porque o Cosmos continua expandindo. E cada vez mais rápido. Vivemos dentro de uma “explosão controlada”. Mais importante: o Big Bang não aconteceu em algum lugar distante nas profundezas do Cosmos. Ele aconteceu exatamente aí, onde você está agora. Ele aconteceu em Guarulhos, em Júpiter e na sua testa. Ao mesmo tempo. É que, há 13,7 bilhões de anos, tudo o que existe hoje, aqui, no céu, na Crimeia ou na sua cabeça, estava espremido no mesmo ponto. E do lado de fora desse ponto não existia um “lado de fora”. Não existia nada. Todo o espaço e tudo o que preenche o espaço estava contido lá. Tudo mesmo: da energia que forma os átomos do seus cílios ao espaço físico que separa São Paulo do Rio – ou a Via Láctea da Galáxia de Andrômeda. Tudo bem apertado, numa quantidade de espaço que caberia na ponta de um alfinete. O Big Bang foi a expansão dessa quantidade de espaço. E ainda é, já que o espaço continua inflando como uma bexiga descomunal. Essa expansão, por sinal, chegou a ter uma fase especialmente acelerada – um período de trilionésimos de segundo que os astrônomos chamam de “inflação cósmica”. Para localizar melhor: o Big Bang, estritamente falando, foi o momento em que o Universo saiu do nada para virar algo do tamanho de uma partícula subatômica. Depois desse pequeno passo, veio o grande salto: a inflação cósmica. Foi aí que o Universo deixou de ser uma partícula e virou algo parecido com isso que a gente vê à noite pela janela (ainda sem estrelas, ou átomos, ou luz, mas ainda assim algo grande). Essa puberdade cósmica passou rápido. Uma fração de trilionésimo de segundo e já era: o ritmo da expansão voltou ao normal. Mas a inflação deixou rastros, resquícios daquele tempo especial, em que o Universo era uma partícula subatômica.
Foi um desses rastros que o time do astrônomo John M. Kovac, do Centro de Astrofísica Harvard-Smithsonian, encontrou no céu do Polo Sul. Eles perceberam “rachaduras” nas paredes do Universo. Ondas, na verdade, permeando a radiação cósmica de fundo.
E aí que está a beleza da coisa. Por causa do seguinte: a ciência sabe que as forças da natureza se manifestam em forma de ondas. O eletromagnetismo, a que mantém os ímãs presos na geladeira e que faz sua mão doer se você dá um soco na mesa (graças à repulsão eletromagnética entre os átomos da sua mão e os da mesa), é feito de ondas. Ondas eletromagnéticas. Outras duas forças, menos nobres, também são feitas de ondas: a nuclear forte, que mantém os quarks unidos na forma de prótons, e a nuclear fraca, a mais figurante de todas, que age na periferia dos átomos. É o que a física quântica provou ao longo do século 20. Mas ficou um buraco nessa história. Ninguém nunca tinha encontrado as ondas que deveriam formar a força mais popular das quatro que existem: a gravidade.
Agora encontraram. É que, se existem ondas visíveis nas paredes do Universo, como os caras do Polo Sul viram, elas devem ser ondas gravitacionais. E provavelmente geradas pela violência da inflação cósmica – dá para imaginá-las como cicatrizes daquele crescimento fulminante. Para todos os efeitos, são fósseis vivos da adolescência tumultuada do Cosmos, marcas do tempo em que o Universo era uma só partícula. E elas também servem para lembrar a gente de algo mais profundo: de que somos tão parte disso tudo quanto na época em que estávamos todos juntos, ali, naquela ponta de alfinete. Não somos meros observadores do que acontece no Universo. Somos o próprio Universo.

Fonte: http://super.abril.com.br/blogs/crash/rachaduras-no-universo

FeLoko
Curioso
Curioso

Mensagens : 5
Data de inscrição : 29/07/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: "Rachaduras" nas paredes do Universo

Mensagem  Bruno em Ter 02 Set 2014, 21:30

Eu vejo problemas para justificar o conceito de uma grande explosão e expansão do universo. Para tentar ilustrar esse conceito  foi utilizado um exemplo clássico do bolo de passas, que quando levado ao forno ele cresce e as passas se afastam umas das outras, assim como o universo que ao se expandir leva com ele as galaxias enquanto elas se afastam entre si. Se o bolo que cresce leva junto com ele as passas isso nos remete ao conceito de homogeneidade, pois o aumento da distância entre as passas (galáxias) seria dentro desse conceito em decorrência da expansão do bolo (universo). No caso das galáxias esse aumento seria devido ao movimento delas através do espaço que se expande, e isso pode nos levar a pensar que as coordenadas espaciais das galáxias estão fixas, e que o que está aumentando é o espaço entre elas. Quando a velocidade de recessão é pequena as galáxias passam a ter um deslocamento aleatório no espaço (velocidade peculiar). Diante dessa falta de homogeneidade com o movimento aleatório, um modelo teórico numa escala bidimensional como o do bolo de passas não pode mais explicar a expansão, justamente por causa da falta de homogeneidade encontrada nas propriedades médias da distribuição de matéria em grandes escalas, já que se o bolo tivesse uma forma esférica nada seria constatado caso olhássemos na direção do raio dele. Lembrando que a galáxia de Andrômeda ao se aproximar da nossa se move para dentro do espaço que as separam, se isso fosse representado no exemplo clássico do bolo equivaleria às passas se moverem para dentro dele enquanto ele se expandisse, e não para fora como pressupõe o exemplo clássico.

Bruno
Moderador
avatar
Bruno
Membro Expert
Membro Expert

Mensagens : 6521
Data de inscrição : 29/10/2011
Idade : 56

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Olha eu aqui

Mensagem  Henrique em Seg 06 Out 2014, 21:40

Olá pessoal, depois de um belo jejum resolvi voltar. Bateu um desinteresse momentâneo, além de que eu tava cheio de coisas pra fazer, mas enfim. Afinal Bruno, até gostei de seu comentário, mas o que você quer dizer? Que a teoria da expansão esta errada ou a teoria do multiverso?

Henrique
Astronomo Amador
Astronomo Amador

Mensagens : 71
Data de inscrição : 17/10/2013

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: "Rachaduras" nas paredes do Universo

Mensagem  Xevious em Qui 16 Out 2014, 12:19

Henrique escreveu:a teoria da expansão esta errada?
Hubble chegou a esta conclusão, como uma possível explicação para o desvio para o vermelho da luz.
Mas ele mesmo não acreditava nisto.

Na época que foi feita a descoberta, não sabiamos de muita coisa que sabemos agora.
Incluíndo a existência do Neutrino.
Que popula o universo..

Creio que a explicação para o desvio ao vermelho, é devido a perda de energia dos fotons ao serem cruzados pelos neutrinos.

Infelizmente é bastante complicado comprovar esta teoria.
Porque teríamos que domar os neutrinos a ponto de criar um tipo de lazer deles e cruzarmos com a luz, e medirmos o resultado.
E ainda essa experiência teria que ser em larga escala, sendo observada a grandes distâncias, como por exemplo, entre aqui e a lua.

Mas existe uma outro fator muito mais impeditivo que os requisitos da experiência..

É que ninguem tem a mínima vontade de testa-la.

Todo mundo esta plenamente satisfeito com a 'conclusão' da expansão do universo.

E imagina só o quanto seria mudado na ciência se esta teoria fosse comprovada como errônea.
Livros teriam que ser ignorados, cadeiras de faculdade teriam que ser reescritos.
E muitas formulas derivadas teriam que ser reescritas.

Mas ao meu ver é assim mesmo.
E teremos mesmo que fazer esta adaptação um dia ou outro.

Xevious
Astronomo Amador
Astronomo Amador

Mensagens : 272
Data de inscrição : 31/10/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: "Rachaduras" nas paredes do Universo

Mensagem  APJ em Seg 18 Maio 2015, 13:50

Talvez o exemplo do bolo não sirva exatamente pra exemplificar essa questão, porque quando o bolo cresce estamos falando de "partículas de massa" preenchendo os antigos lugares das passas. Mas quando se fala da expansão do universo não lidamos apenas com partículas massivas. Será que a expansão não torna o espaço menos saturado de matéria e cria possibilidades maiores de movimentos mais "flexíveis" das galáxias?
avatar
APJ
Curioso
Curioso

Mensagens : 5
Data de inscrição : 12/05/2015
Localização : Rio de Janeiro, RJ

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: "Rachaduras" nas paredes do Universo

Mensagem  domingos.cjm em Sab 13 Jun 2015, 06:20

Para início de conversa, como vc pode afirmar q o universo está em expansão depois do excelente e meticuloso trabalho de Halton Arp desmontando a princípio do red shift? Cuidado com os devaneios matemáticos dos astrônomos modernos, o vácuo de saber não pode ser preenchido por equações matemágicas.
avatar
domingos.cjm
Astronomo Amador
Astronomo Amador

Mensagens : 238
Data de inscrição : 13/06/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: "Rachaduras" nas paredes do Universo

Mensagem  Xevious em Sab 13 Jun 2015, 13:41

domingos.cjm escreveu:excelente e meticuloso trabalho de Halton Arp desmontando a princípio do red shift?
Estou muito feliz com sua declaração
porque eu também era um ferrenho opositor da teoria da expansão pra todos os lados
derivada da teoria Huble

não conheço o trabalho de Halton Arp
creio que os motivos expostos por ele, devam ser os mesmos que os meus

mas da pra notar que existe uma inércia na revisão de conceitos da ciência
compreensível, afinal todo acreditam numa coisa, se escrevem livros, até fazem filmes
aí vem um cara e diz que ta tudo errado, complicado né

mas emfim, a verdade não pode ser escondida pela ciência

Xevious
Astronomo Amador
Astronomo Amador

Mensagens : 272
Data de inscrição : 31/10/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: "Rachaduras" nas paredes do Universo

Mensagem  domingos.cjm em Sab 13 Jun 2015, 13:55

Para facilitar entrar em contato com o trabalho do Arp tem o vídeo com ele explicando o verdadeiro significado do red shift:

avatar
domingos.cjm
Astronomo Amador
Astronomo Amador

Mensagens : 238
Data de inscrição : 13/06/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: "Rachaduras" nas paredes do Universo

Mensagem  domingos.cjm em Sab 13 Jun 2015, 13:59

Xevious escreveu:mas da pra notar que existe uma inércia na revisão de conceitos da ciência
compreensível, afinal todo acreditam numa coisa, se escrevem livros, até fazem filmes
aí vem um cara e diz que ta tudo errado, complicado né
mas emfim, a verdade não pode ser escondida pela ciência

Tb concordo com vc s/ a inércia da ciência e o grupo teórico q melhor quebrou estes paradigmas q eu tenha entrado em contato foi os q defendem a teoria do Universo Elétrico. Vc já leu algo a respeito?
avatar
domingos.cjm
Astronomo Amador
Astronomo Amador

Mensagens : 238
Data de inscrição : 13/06/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: "Rachaduras" nas paredes do Universo

Mensagem  Xevious em Sab 13 Jun 2015, 21:02

domingos.cjm escreveu:teoria do Universo Elétrico. Vc já leu algo a respeito?
Também nunca houvi falar desta teoria

Xevious
Astronomo Amador
Astronomo Amador

Mensagens : 272
Data de inscrição : 31/10/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: "Rachaduras" nas paredes do Universo

Mensagem  Bruno em Sab 13 Jun 2015, 21:25

Xevious escreveu:nunca houvi falar desta teoria
Até onde eu entendi essa teoria defende que o universo em que vivemos é de natureza elétrica, contrariando a afirmação de que mais de 90% de nosso universo é constituído de uma matéria escura impossível de ser medida.
Enquanto a teoria atualmente mais aceita defende que a maior força que rege os movimentos e as posições dos planetas e galáxias é a gravidade, essa nova teoria afirma que 99% dos fenômenos cósmicos acontecem devido às dinâmicas do plasma, e o sol receberia sua energia de fora para dentro proveniente das ondas eletromagnéticas que vêm de outras estrelas ou galáxias.

Bruno
Moderador
avatar
Bruno
Membro Expert
Membro Expert

Mensagens : 6521
Data de inscrição : 29/10/2011
Idade : 56

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: "Rachaduras" nas paredes do Universo

Mensagem  Xevious em Sab 13 Jun 2015, 22:32

Bruno escreveu:
Xevious escreveu:nunca houvi falar desta teoria
Até onde eu entendi essa teoria defende que o universo em que vivemos é de natureza elétrica, contrariando a afirmação de que mais de 90% de nosso universo é constituído de uma matéria escura impossível de ser medida.
Interessante, eu também não concordo com essas teorias de matérias e energia escuras

tanto que a origem dessas teorias se baseia em fórmulas errôneas, como o caso que tu explicou acima

Uma curiosidade, eu cheguei a fazer uma teoria que contesta a energia e matérias escuras
esta aqui => http://forum.intonses.com.br/viewtopic.php?f=77&t=213621

Xevious
Astronomo Amador
Astronomo Amador

Mensagens : 272
Data de inscrição : 31/10/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: "Rachaduras" nas paredes do Universo

Mensagem  Bruno em Dom 14 Jun 2015, 11:22

Xevious escreveu:eu também não concordo com essas teorias de matérias e energia escuras
Os conceitos de matéria e energia escuras cabem perfeitamente no tópico de especulações, por que pretendem preencher a quase totalidade de matéria que parece não existir no universo. A matéria escura viria a constituir algo como 23% do universo, e a energia escura constituindo cerca de 73%. O que conhecemos é o que chamamos de matéria bariônica, feita de prótons e neutrons. Em contra-partida atualmente entram nesse ponto uma quantidade crescente de teorias cosmológicas. Toda teoria, todo conceito ou modelo cosmológico vai se deparar com o "desvio para o vermelho", a principal confirmação da teoria do Big Bang e a expansão do universo. O que tem acontecido é que uma equipe de astrofísicos do centro de pesquisa Lawrenceville Plasma Physics (EUA) mostraram o contrário ou seja, ao compararem o brilho das galáxias próximas e distantes constataram que ele continuava o mesmo, e a única explicação seria a de que o desvio para o vermelho não indicaria o afastamento das galáxias, mas um fenômeno que ocorre com a luz delas enquanto atravessam o meio interestelar.
Não é novidade o problema da velocidade da luz como limite para o nosso universo, mas os astrofísicos precisam fazer ajustes necessários na constante cosmológica, e para isso é necessário considerar que a velocidade da luz teria sido menor no passado.
Imagine que se de fato a velocidade da luz no vácuo foi menor no passado, dependendo do tanto que ela diminuiu então houve uma chance dela ter sido ultrapassada por velocidades que estavam um pouco abaixo, como as partículas que se deslocam a velocidades próximas à da luz. Nesse caso as velocidades super-luminais se dariam distantes no tempo e não no espaço, e talvez por isso a dificuldade em serem detectadas e mensuradas.

Bruno
Moderador
avatar
Bruno
Membro Expert
Membro Expert

Mensagens : 6521
Data de inscrição : 29/10/2011
Idade : 56

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: "Rachaduras" nas paredes do Universo

Mensagem  Xevious em Dom 14 Jun 2015, 20:13

Bruno escreveu:compararem o brilho das galáxias próximas e distantes constataram que ele continuava o mesmo, e a única explicação seria a de que o desvio para o vermelho não indicaria o afastamento das galáxias, mas um fenômeno que ocorre com a luz delas enquanto atravessam o meio interestelar.
Claro a mim isto me parece bastante óbvio

Infelizmente a crença nesse conceito errôneo, traz grandes consequências

além de dinheiro desperdiçado em pesquisas no sentido errado
isso nem é tão ruim, porque acabam trazendo benefícios colaterais na ciência

mas por exemplo a distância dos astros, elas são deduzidas principalmente pela característica do desvio para o vermelho
que em parte seria verdade, porque mais desvio significaria que mais distância foi percorrida e por isso mais interferência
mas sem compreender bem a interferência, se ela não for homogênea, então dizer as distâncias por esta técnica seria uma irresponsabilidade

Ou seja, futuramente teremos que rescrever todos atlas cósmicos, para adaptar a realidade ..

Xevious
Astronomo Amador
Astronomo Amador

Mensagens : 272
Data de inscrição : 31/10/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: "Rachaduras" nas paredes do Universo

Mensagem  Bruno em Dom 14 Jun 2015, 20:41

Xevious escreveu:mais desvio significaria que mais distância foi percorrida e por isso mais interferência
E se assim for tanto o ano-luz que é a distância percorrida pela luz no vácuo no tempo de 1 ano terrestre, quanto o Parsec que é a distância na qual 1 UA é representada sofrerão variações significativas com objetos muito distantes como os quasares.

Bruno
Moderador
avatar
Bruno
Membro Expert
Membro Expert

Mensagens : 6521
Data de inscrição : 29/10/2011
Idade : 56

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: "Rachaduras" nas paredes do Universo

Mensagem  domingos.cjm em Ter 16 Jun 2015, 12:17

Bruno escreveu:
Xevious escreveu:nunca houvi falar desta teoria
Até onde eu entendi essa teoria defende que o universo em que vivemos é de natureza elétrica, contrariando a afirmação de que mais de 90% de nosso universo é constituído de uma matéria escura impossível de ser medida.
Enquanto a teoria atualmente mais aceita defende que a maior força que rege os movimentos e as posições dos planetas e galáxias é a gravidade, essa nova teoria afirma que 99% dos fenômenos cósmicos acontecem devido às dinâmicas do plasma, e o sol receberia sua energia de fora para dentro proveniente das ondas eletromagnéticas que vêm de outras estrelas ou galáxias.
Bruno
Moderador
É bem por aí Bruno, eu até costumo correlacionar a energia escura faltante com o eletromagnetismo e a matéria escura com o plasma. O eletromagnetismo é 10^32 (varia dependendo da fonte da informação) mais potente q a gravidade, chega a ser ridículo não considerar o eletromagnetismo na construção do universo.
avatar
domingos.cjm
Astronomo Amador
Astronomo Amador

Mensagens : 238
Data de inscrição : 13/06/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: "Rachaduras" nas paredes do Universo

Mensagem  domingos.cjm em Ter 16 Jun 2015, 12:38

Bruno escreveu:Os conceitos de matéria e energia escuras cabem perfeitamente no tópico de especulações, por que pretendem preencher a quase totalidade de matéria que parece não existir no universo. A matéria escura viria a constituir algo como 23% do universo, e a energia escura constituindo cerca de 73%. O que conhecemos é o que chamamos de matéria bariônica, feita de prótons e neutrons. Em contra-partida atualmente entram nesse ponto uma quantidade crescente de teorias cosmológicas. Toda teoria, todo conceito ou modelo cosmológico vai se deparar com o "desvio para o vermelho", a principal confirmação da teoria do Big Bang e a expansão do universo. O que tem acontecido é que uma equipe de astrofísicos do centro de pesquisa Lawrenceville Plasma Physics (EUA) mostraram o contrário ou seja, ao compararem o brilho das galáxias próximas e distantes constataram que ele continuava o mesmo, e a única explicação seria a de que o desvio para o vermelho não indicaria o afastamento das galáxias, mas um fenômeno que ocorre com a luz delas enquanto atravessam o meio interestelar.
Não é novidade o problema da velocidade da luz como limite para o nosso universo, mas os astrofísicos precisam fazer ajustes necessários na constante cosmológica, e para isso é necessário considerar que a velocidade da luz teria sido menor no passado.
Imagine que se de fato a velocidade da luz no vácuo foi menor no passado, dependendo do tanto que ela diminuiu então houve uma chance dela ter sido ultrapassada por velocidades que estavam um pouco abaixo, como as partículas que se deslocam a velocidades próximas à da luz. Nesse caso as velocidades super-luminais se dariam distantes no tempo e não no espaço, e talvez por isso a dificuldade em serem detectadas e mensuradas. [/justify]
Bruno
Moderador
Volto a enfatizar q o trabalho de Halton Arp é o precursor, ele inclusive é citado como o Galileu moderno por ter sido 'banido' dos observatórios astronômicos americanos ao contestar Hubble, com quem chegou a trabalhar.

Mais s/ Halton Arp
avatar
domingos.cjm
Astronomo Amador
Astronomo Amador

Mensagens : 238
Data de inscrição : 13/06/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: "Rachaduras" nas paredes do Universo

Mensagem  domingos.cjm em Ter 16 Jun 2015, 12:43

Xevious escreveu:Claro a mim isto me parece bastante óbvio
Infelizmente a crença nesse conceito errôneo, traz grandes consequências
além de dinheiro desperdiçado em pesquisas no sentido errado
isso nem é tão ruim, porque acabam trazendo benefícios colaterais na ciência
mas por exemplo a distância dos astros, elas são deduzidas principalmente pela característica do desvio para o vermelho
que em parte seria verdade, porque mais desvio significaria que mais distância foi percorrida e por isso mais interferência
mas sem compreender bem a interferência, se ela não for homogênea, então dizer as distâncias por esta técnica seria uma irresponsabilidade
Ou seja, futuramente teremos que rescrever todos atlas cósmicos, para adaptar a realidade ..
É isso mesmo, e o grupo teórico (ou nem tão teórico assim, já q tem realizado várias experiências) q tem sido mais coerente com os fatos é o do Universo Elétrico.
avatar
domingos.cjm
Astronomo Amador
Astronomo Amador

Mensagens : 238
Data de inscrição : 13/06/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: "Rachaduras" nas paredes do Universo

Mensagem  domingos.cjm em Ter 16 Jun 2015, 12:46

Bruno escreveu:
Xevious escreveu:mais desvio significaria que mais distância foi percorrida e por isso mais interferência
E se assim for tanto o ano-luz que é a distância percorrida pela luz no vácuo no tempo de 1 ano terrestre, quanto o Parsec que é a distância na qual 1 UA é representada sofrerão variações significativas com objetos muito distantes como os quasares.
Bruno
Moderador
Fora q mesmo na Terra a velocidade da luz varia, ou ao menos variava até q a relacionaram com o sistema métrico. Palhaçada. Evil or Very Mad
avatar
domingos.cjm
Astronomo Amador
Astronomo Amador

Mensagens : 238
Data de inscrição : 13/06/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: "Rachaduras" nas paredes do Universo

Mensagem  domingos.cjm em Ter 16 Jun 2015, 13:07

Xevious escreveu:
domingos.cjm escreveu:teoria do Universo Elétrico. Vc já leu algo a respeito?
Também nunca houvi falar desta teoria
Se quiserem entrar em contato com a teoria do Universo Elétrico em grande estilo fiquem sabendo entre os dias 25 e 29 deste mês ocorrerá a conferência anual em Phoenix - EUA.

EU2015 CONFERENCE

Nela serão divulgados os primeiros resultados do projeto SAFIRE s/ experimentos com o modelo do Sol elétrico.

Uma introdução s/ o SAFIRE

avatar
domingos.cjm
Astronomo Amador
Astronomo Amador

Mensagens : 238
Data de inscrição : 13/06/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: "Rachaduras" nas paredes do Universo

Mensagem  cyllaz em Qui 23 Jul 2015, 00:29

Que texto lindo, lê-lo foi eté emocionante, e sobre as discussões seria errado postular que as duas teorias, tanto a da relatividade quanto a do universo elétrico estão corretas, e que uma completa a outra? pois a teoria da relatividade tem diversas provas,e é muito bem aceita, e a do universo elétrico parece responder muitas lacunas deixadas pela da relatividade, como a energia escura e a matéria escura por exemplo, então postular que uma completa a outra seria algo errado ??
avatar
cyllaz
Aspirante
Aspirante

Mensagens : 40
Data de inscrição : 20/07/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: "Rachaduras" nas paredes do Universo

Mensagem  domingos.cjm em Qui 23 Jul 2015, 02:51

Seria, pois a constatação de q o espaço sideral é preenchido pelo plasma e q este plasma pode transportar energia muda muita coisa. Para Einstein no espaço sideral só havia o vácuo, ausência absoluta de qq matéria, e hj em dia já se sabe q o espaço sempre tem partículas atômicas em movimento.
avatar
domingos.cjm
Astronomo Amador
Astronomo Amador

Mensagens : 238
Data de inscrição : 13/06/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: "Rachaduras" nas paredes do Universo

Mensagem  cyllaz em Qui 23 Jul 2015, 19:26

domingos.cjm escreveu:Seria, pois a constatação de q o espaço sideral é preenchido pelo plasma e q este plasma pode transportar energia muda muita coisa. Para Einstein no espaço sideral só havia o vácuo, ausência absoluta de qq matéria, e hj em dia já se sabe q o espaço sempre tem partículas atômicas em movimento.

Compreendo perfeitamente, Einstein cometeu muitos erros, a relatividade geral é cheia de buracos, mas o fato de haver erros na teoria não significa que ela inteira é descartável, pois o que dizer das curvas que a luz faz ao passar sobre corpos supermassivos, existem fotos que comprovam essas curvas, e os experimentos realizados no espaço com giroscópios para medir essas torções, e os experimentos com lasers super precisos para detectar ondas espaciais que passam pela terra, hoje os buracos negros são um fato cientifico, tudo isso esta errado?? essas "provas" são registros do que, se tudo esta errado? temos simplesmente que aceitar que o espaço não se curva??, prometo estudar mais sobre a teoria do universo elétrico, mas descartar por completo a relatividade é muito estranho diante das provas e fatos científicos...
avatar
cyllaz
Aspirante
Aspirante

Mensagens : 40
Data de inscrição : 20/07/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: "Rachaduras" nas paredes do Universo

Mensagem  domingos.cjm em Qui 23 Jul 2015, 22:27

Volto a enfatizar, cuidado com estas certezas!
E sim, todas estas "certezas" são questionadas pelos proponentes do UE, mas acima de tudo pense por vc mesmo, não se transforme numa 'Maria vai com as outras', estude os dois lados e chegue a sua própria conclusão. O mais importante nisto tudo é saber q há um grupo sério de pensadores q questionam estes dogmas.

Pena vc não saber inglês, isso me angustia até pq gostaria q mais pessoas entrassem em contato com esta teoria brilhante, mas os vídeos ainda não foram traduzidos.
avatar
domingos.cjm
Astronomo Amador
Astronomo Amador

Mensagens : 238
Data de inscrição : 13/06/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: "Rachaduras" nas paredes do Universo

Mensagem  cyllaz em Sex 24 Jul 2015, 16:48

domingos.cjm escreveu:Volto a enfatizar, cuidado com estas certezas!
E sim, todas estas "certezas" são questionadas pelos proponentes do UE, mas acima de tudo pense por vc mesmo, não se transforme numa 'Maria vai com as outras', estude os dois lados e chegue a sua própria conclusão. O mais importante nisto tudo é saber q há um grupo sério de pensadores q questionam estes dogmas.

Pena vc não saber inglês, isso me angustia até pq gostaria q mais pessoas entrassem em contato com esta teoria brilhante, mas os vídeos ainda não foram traduzidos.

A falta de conhecimento em inglês me tortura muito, pode ter certeza disso, estudei em escola publica a vida inteira e nunca tive condições de estudar inglês de verdade...
Mas creio que ainda tenho tempo rs...

Estou me esforçando para entender os dois lado, acho que você deve ter percebido o quanto eu me interessei pela UE, mas não vai ser de uma dia para o outro que eu vou dominar essa teoria infelizmente kkkkkk

Mas agora que você afirmou em um outro poste que a UE não descarta a gravidade, tudo se encaixa com muito mais facilidade, eu só não estava conseguindo aceitar o fato que o espaço não se curva e que a gravidade não existe...
avatar
cyllaz
Aspirante
Aspirante

Mensagens : 40
Data de inscrição : 20/07/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: "Rachaduras" nas paredes do Universo

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum