Não vale a pena investir em astrofotografia

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

spica Não vale a pena investir em astrofotografia

Mensagem  Perene em Qui 22 Maio 2014, 14:48

Eu comecei uma discussão a esse respeito em outro fórum e convenientemente o moderador deletou este último post e os usuários continuaram insistindo em defender o que pra mim é totalmente indefensável.

Só por esse post já dá pra ter uma ideia do porquê eu vendi a câmera e o tele... e a razão para o título do tópico. Por ele também dá pra entender que o que queria era uma captura sem interrupções e sem engessamento, o que tecnicamente falando é impossível (e não, não é por culpa da câmera escolhida).

E o porquê ele resolveu censurar este post e ejetar esta conta (quanto a isso não tem problema, pois eu até já havia pedido 1 ou 2 dias antes, apesar de não ter sido atendido).

Leiam e reflitam...

OBS: O tópico falava da ASI120MC, e a câmera que vendi foi esta (felizmente).

Felizmente eu não tomei um prejuízo total, pois acabei de vender essa câmera pelo Mercado Livre.

Agora só falta me desfazer de duas oculares e cabou, finito, nunca mais.

O que eu reclamei desde o início não foi que a câmera não tem serventia nenhuma.

E sim que em momento algum 1) eu obtive (ou obterei) algo minimamente próximo do que queria, e 2) as complicações envolvidas pra resultados que não me interessam não valem a pena manter tudo isso.

Tá certo que me passaram valores errados aqui, pois pra objetos mais apagados até onde eu sei o valor do exposure deveria ser em segundos.

Tá certo que o tele e as condições da captura não ajudaram.

Provavelmente com uma câmera melhor (e bem mais cara), um tele que preste (que capte bem mais luz), um cenário que ajude... apareça alguma coisa.

Há essa possibilidade.

Mas só de nada ser mostrado nesse preview, só pelo fato de ter que ficar reajustando valores no Sharpcap de exposure pra cada objeto, só pelo fato do objeto se mover e você ter que ficar se estressando com alinhamento, GO-TO, montagem equatorial que é complicado até pra montar...

Só pelo fato de não ter assistência técnica próxima, alguém que possa ajudar (mesmo pagando, ninguém falou que quer tudo na boquinha não) pra deixar o equipamento pronto, só pelo PERIGO REAL E IMEDIATO de alguma coisa dar merda, de alguma peça quebrar, de ter que fazer uma manutenção que eu não quero fazer (como limpar um sensor que deveria ter vindo 100% OK já que veio tudo fechado), enfim...

Só de ter que gastar uma grana violenta em tudo isso...

Pra no final ter que se virar nos 30 pra obter resultados pífios...

Meu amigo, você JAMAIS irá me convencer a investir nessa área. JAMAIS.

Imagine você tentando vender uma câmera pra uma loja que quer evitar furtos que precise de um operador pra constantemente ajustar seus parâmetros. Não apenas isso, mas uma câmera tão ridiculamente limitada que só consegue mostrar uma pessoa por vez, mesmo que outras 10 estejam na área.

Não digo mostrar as 10 de uma vez, mas mostrar uma, depois ajusta pra outra, depois...

Imagine você tentando vender uma televisão que só mostra um canal. Ninguém tá falando de PIP aqui, mas de um aparelho que além de mostrar a imagem com chuvisco (que depois você tem de arrumar) ainda por cima requer que você se vire nos 30 pra mudar de canal obrigando até a entrar no menu...

"Ah, mas o céu é assim, ah mas você tem que se esforçar para...".

Meu amigo, preste atenção. Acorde pra cuspir, e entenda onde eu quero chegar.

As pessoas não querem esse tipo de dificuldade e esses resultados tão pífios. Pouco importa se o objeto lá em cima está se movendo, elas querem resultados palpáveis. Querem ligar o equipamento, apontar pro céu, e e o apontamento foi feito corretamente no telescópio o computador começar a gravar a imagem. Não apenas uma, mas outras e numa única sessão.

Ninguém quer saber de uma captura cheia de frescuras e limitações que só vai resultar numa foto postada num tópico. Eu pelo menos não quero. Eu quero apenas vídeo. V-I-D-E-O. VÍDEO!

Ainda que você me convença que a captura dessa forma seja válida, continua sendo verdadeiro que não dá pra apontar a câmera pra Júpiter, depois pra Lua, depois pra estrela... gravar direto e nos 3 casos sem precisar de delays e uma série de ajustes.

Só o fato de você precisar de ajustes complexos, só o fato de demorar tanto entre um e outro já derruba o propósito original que é de gravar sem interrupções, o máximo possível de informação.

Todos esses "fatores" engessam o que eu pretendia fazer mais que uma múmia acidentada...

Quando você usa a mesma câmera pra apontar pra um objeto na Terra ela funciona de imediato. Não precisa nem de longe de um acompanhamento. Não precisa de montagem equatorial. Mesmo um Maksutov mostra imagem. E mostra imagem MESMO (eu já fui informado o porquê).

Dali você redireciona o telescópio pra outro local. A câmera continua capturando. Mesmo de noite isso pode acontecer, uma vez que você ajuste os valores. Só que não acontece de imediato. Mas tudo bem, deu até pra timidamente capturar alguma coisa.

Aí o cara aponta pro céu, pra qualquer alvo, e nada. Precisa de câmera que custa R$ 5 mil. Precisa de montagem que custa R$ 5 mil. Precisa de tele que custa R$ 2, 3 mil. Precisa de céu limpo (ha!), precisa morar longe da cidade (not going to happen), precisa alinhar com a estrela de não sei o quê da PQP pra acompanhar...

Pelo amor de Deus. Pelo amor dos meus filhinhos, por tudo que é mais sagrado... Não, mil vezes não!

Vá de retro Satanás! Chega de estresse!

Tentar argumentar que vale a pena investir nisso é exatamente como querer convencer todo mundo a usar Linux ao invés de Windows. Eu fui instalar o Linux e nem a internet funcionou de cara! Nem a internet, dá pra acreditar? E o suporte (ou suportes, não lembro agora) não soube responder nem o porquê. Nem eu consegui descobrir.

Como caras, como vocês vão querer empurrar um (não estou dizendo que o Linux seja assim, apenas jogando um exemplo no ar) sistema que funciona como o DOS... falar pra todo mundo que é intuitivo e que não deveria ser como um Windows.

Se não dá capturar da maneira ideal, de uma forma mais simplificada, e sem tantos entraves, então não é legal, cara. NÃO É, MEU DEUS DO CÉU!

E quem disser que é, é um vendedor de ilusões. Um agente da Matrix.

Um telescópio você alinha a buscadora, aponta pra um ponto luminoso, coloca o olho na ocular e vê o resultado. Uma câmera você tem esses entraves e não pode mandar capturar, não pode deixar capturando, ir dormir, e no outro dia começar a ver como foi a captura dos planetas, estrelas, etc.

"Ah, mas você está tentando comparar o que pode ser obtido por uma câmera com seus olhos! A câmera tem 1.3 megapixels com um sensor de 10 bit e 8 bit output, tem taxas de exposure bem baixas, 32 microsegundos, e "nosso sistema visual" é capaz de 576 MP, a taxa dinâmica de não sei o quê é instantânea, o FOV é 40-60 e é facilmente adaptável, porque..."

Beleza. Tudo bem, eu aceito. Tá certo, tá certo, nenhuma câmera vai fazer isso, o processo é engessado, é muito esforço pra resultados pífios se comparado ao que eu quero, e...

MAS POR FAVOR, ME POUPEM DE TECNICALIDADES! E DE DEMONSTRAÇÕES DE AUTORIDADE!

Eu não entendo puta nenhuma de câmeras. Entendo tanto de câmeras quanto o Tiririca de física quântica. Não me interessa saber se a taxa é A, B, ou C.

Eu quero saber o que precisa ser feito pra obter um resultado X. Apenas isso. Não me interessa ouvir technobabble, isso aqui não é seriado de STAR TREK, ô caramba! EU QUERO RESULTADOS, OU ELES SÃO OBTIDOS ou é GAME OVER.

Se X não rola ou se o mínimo do mínimo só pode ser feito de uma forma engessada (ainda que dê pra obter alguma coisa), então não quero mais comprar câmera alguma e telescópio nenhum (tele eu até compraria se quisesse APENAS observar).

É simples assim.

Então não, o problema não é com a ASI120MC, 120MM, QHY, webcam, com a PQP.

O problema é que além do que eu quero não dê pra fazer, o que dá não pode ser feito de maneira intuitiva.

E o gasto apesar de ter sido citado lá em cima, não é relevante. Mas passa a ser tremendamente importante quando rola uma incerteza, uma insegurança total da obtenção de resultados.

Ninguém quer jogar dinheiro no lixo.

As pessoas querem resultados.

"Ah, mas não rola por isso e isso..."

Então não rola. Vamos todos admitir isso ao invés de ficar batendo boca na internet, alimentar picuinhas que não levam a nada".

O que me interessa é a Verdade. Nada mais, nada menos.
avatar
Perene
Astronomo Amador
Astronomo Amador

Mensagens : 70
Data de inscrição : 06/02/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: Não vale a pena investir em astrofotografia

Mensagem  Astroavani em Qui 22 Maio 2014, 15:26

Interessante o texto!
Cada um tem a sua opinião e deve ser respeitada.
Embora isto não signifique que eu partilhe da sua, como astrofotógrafo dedicado que sou acho que nada pode ser levado ao extremo, nem para um lado nem para o outro.
Não quero entrar em polêmicas e provavelmente não responderei qualquer resposta sua mas acho que o erro inicial da maioria das pessoas é se atirar de cabeça em um novo projeto sem realmente se informar sobre como funciona e o que se deve esperar.
SE houvesse o cuidado de se informar bem, estes erros não aconteceriam e o dinheiro não seria gasto nisto pois poderia ser direcionado para algo que desse um prazer mais imediato, pois concordo que para se fazer boas astrofotografias tem que se sofrer antes, ter muita paciência, muita dedicação, muito estudo, muita tentativa e erro, o que não parece ser o seu caso que realmente quer algo que não existe, pelo menos por enquanto já que o mundo evolui muito rapidamente e não pode se dizer o que virá em breve.
Tive um colega uma vez que me disse:
"Avani, eu não tenho saco para isto! Pensei que era só colocar a câmera, apontar o tele, apertar um botão e estava pronto, sairiam belas fotos!"
Grande engano, se fosse assim tão fácil todo mundo seria um astrofotógrafo de mão cheia.
Mas pelo que entendi não é nem isto que você quer, você quer filmar o cosmos como o pessoal da Discovery faz aquelas montagens para o filme da série Universo!
Talvez quando nascer em outro planeta e numa civilização mais avançada seja possível!
Este são meus votos!
Atenciosamente.
Avani.

Astroavani
Astronomo Amador
Astronomo Amador

Mensagens : 419
Data de inscrição : 03/08/2012
Idade : 56
Localização : Canoas, RS

http://astroavani.no.comunidades.net/index.php

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: Não vale a pena investir em astrofotografia

Mensagem  Astroavani em Qui 22 Maio 2014, 15:35

Faz tempos que tenho guardado este texto interessante de Dan Lessmann que talvez fosse conveniente colocar aqui agora!

Erros em astrofotografia:


O maior problema com astrofotografia é que há muitas maneiras de cometer erros à medida que avançamos e esses erros são raramente barato. Ultimamente os fabricantes não ajudam muito com sua publicidade. Se você olhar apenas sobre anúncio de qualquer fabricante, vai ver que astrofotografia é tão simples como tirar fotos do gato usando sua câmera. Nenhum esforço cerebral básico, certo? Um clique e obras-primas da qualidade do Hubble são entregues pela UPS!

Nada poderia estar mais longe da verdade, mas os fabricantes sabem que contar a história real seria dissuadir muitos de comprar seus produtos e eles simplesmente não vão fazer isso agora, não é?

Eu também estou hesitante em escrever muito sobre o quão astrofotografia é difícil e caro. Quero dizer, é um hobby que eu gosto muito de e eu gostaria de vê-lo tentar... Bem, isso se você tiver realmente interesse . Mas você deve saber as armadilhas antes de investir no que, inevitavelmente, serão milhares de dólares e que é mais provável, será em equipamento errado ... como eu fiz e como tantos outros fazem.

Eu também sou suficientemente realista para saber que a maioria das pessoas não pode aprender com os erros de outras pessoas. No entanto, vou dizer a você passo a passo o que eu fiz de errado e quanto custou-me, na esperança otimista de que você possa aprender e evitar essas armadilhas.

Eu não apresento isso como uma forma de orientação, especialmente porque ele está muito mais orientado em direção a como não fazer! Mas se você estiver interessado em um pouco abordagem mais conceitual para início astrofotografia, pelo menos como eu experimentei isso, eu convido você a clicar aqui here para algumas dicas.

ERRO 1

Este erro vem antes de a astrofotografia digital estar disponível para os amadores. Eu, ingenuamente, comprei um refletor Meade barato em um GOTO alemão, montagem equatorial .Montei todas as peças necessárias para usar a minha máquina fotográfica usando filme como focalizador e estava pronto para clicar, certo?

Errado. O telescópio e, o mais importante, a montagem que comprei estavam ambos totalmente inadequados para a tarefa de astrofotografia usando filme. A leve brisa iria colocar tal oscilação no telescópio que o quadro foi inevitavelmente arruinado. Agora, tenha em mente que eu vivo em Oklahoma, um dos Estados mais ventosos do país. Essencialmente, não existe esta coisa de noite calma aqui, pelo menos não na medida em que esta montagem exigiria. Mas isso não importa. O rastreamento desta montagem é tão ruim que mesmo em uma noite perfeita, ainda assim eu nunca poderia esperar algo para obter uma exposição de qualidade quanto à distância focal do refletor. Uso o telescópio para mais para observação visual, mas essencialmente esta foi o primeiro desperdício de dinheiro. Eu ainda o possuo mas ... Custo? Cerca de US $ 500.




ERRO 2: Impulso

Em 2003 havia um pequeno evento astronômico que eletrizou interesse em astronomia. Este foi, naturalmente, a oposição de Marte de 2003. Eu sabia o suficiente para saber que, para ser capaz de ver e fotografar essa oposição eu precisaria de um alcance de distância focal longa e também sabia que um telescópio de longa distância focal seria necessário para a maioria dos objetos do céu profundo que eu estava interessado em fotografar . O período de tempo disponível para fotografar Marte era apenas dentro de dois meses, então eu fui apressado e comprei impulso ao invés de realmente pesquisar as opções disponíveis no momento. Cheguei à conclusão de que eu não tinha tempo para montar peças separadas para chegar a uma plataforma de astrofotografia ideal e comprar um pacote tudo-em-um parecia o caminho a percorrer. Então, comprei um telescópio novinho, a 10 " Meade LX200GPS em estoque de Astronomics que fica em uma rua perto de onde moro.

Agora, não me interpretem mal. Eu não sou um crítico da marca Meade e não necessariamente considero esta compra um erro. Nem eu senti que a Astronomics me levou ao erro de qualquer forma. Na verdade, eu teria que dizer que este telescópio é uma bela peça de equipamento, quando utilizado para a sua finalidade. As ópticas são muito bons, a conveniência de GOTO e as rotinas de alinhamento automático com a versão do GPS é muito bom quando em modo alti-azimute como pretendido. Assim, para uso visual, este é verdadeiramente um belo equipamento que é fácil de usar e configurar. Mas o meu interesse era em astrofotografia. A essa luz, como é que um garfo montado, 10 " telescópio Schmidt- Cassegrain (SCT) se apresenta? Não muito bem, eu temo.

Vamos começar com o fato já mencionado, garfo TRs são montados alti-azimute montado. Isso é bom para uso visual, mas não vai funcionar para longa exposição céu profundo astrofotografia. Em outras palavras, dispendi dinheiro para fazer o que um equipamento caro faz em relação à astrofotografia DSO. Eu vou chegar a isso mais tarde.

Em seguida, vamos aceitar o fato de que estas montagens garfo, e garfos de Celestron seriam incluídos, bem a propósito, não são de forma alguma montagens precisas eo que tange à rastreamento. Eu não sabia no momento em que comprei, mas a informação estava disponível e eu tive tempo para procurá-lo. Só não peguei esse tempo porque Marte estava se aproximando a cada dia. Eu estava apressado e montar uma tele cara só tinha que estar certo de alta qualidade?
Certo?
Errado.
Não, não é errado, mas errado para astrofotografia.

Resultado?
Pegue uma tele de longa distância focal, no meu caso 2500 milímetros, e lento, f/10, e o coloque em uma montagem pouco precisa e o que tenho é uma mansão construída sobre uma base de madeira de balsa! Faça isso você mesmo e pode notar alguns rangidos perturbadores quando você liga o equipamento... e corre o risco de se acidentar.

Em seguida, a minha intenção era tirar fotos de Marte com uma nova câmera Meade que havia acabado de lançar, o Meade LPI. Perfeito, certo? Projetado especificamente para imagens lunar e planetária e com o software pronto para o meu novo telescópio e custando apenas cem dólares! Bem, o Meade apresentou alguns problemas de produção, como é sempre o caso com novos produtos e, aparentemente, todo o resto do mundo tinha planos de fazer a mesma coisa. Eu só fui capaz de obter fotos do LPI somente após três meses e o software ainda estava com erros que era basicamente inutilizável.

Custo? Cerca de US $ 3.500,00 para os LX200GPS e outros US $ 100,00 para a câmera LPI. Eu nunca tirei fotos de Marte que eu estava querendo.

Erro 3 - Camera Compromissos

Certo. Perdi Marte mas fotografei algumas coisas muito boas da Lua, planetas usando o LPI e funcionou muito bem depois de Meade lançado alguns upgrades para corrigir problemas no seu primeiro lançamento de software. Mas meu objetivo sempre foi o de filmar com teles de longa distância focal , exposição longa, nebulosas, aglomerados. O LPI faz um bom trabalho sobre assuntos lunares e planetários, mas nada de céu profundo, está fora de seu alcance .

Isso me fez para decidir sobre qual câmera seria mais adequada para para obter fotos do céu profundo. Isso foi há alguns anos e as ofertas disponíveis para astrofotogria eram um pouco mais limitado do que são hoje. Havia algumas ofertas relativamente baratos; em seguida, uma grande lacuna no preço, e uma série de opções muito caras. Eu não estava pronto para gastar milhares de dólares em uma câmera SBIG ou algo assim. Eu me conformei com um SAC 8- II em princípio. O SAC 8- II é uma câmera monocromática pequeno, resolução de 640x480, que se aproximava da arquitetura de uma webcam. Isso soa como se fosse uma solução barata construída e isso não é justo. Na época, era uma solução muito boa para o trabalho de céu profundo, mas era de baixa qualidade e você recebe o que você paga. Eu não estava pronto para investir em uma câmera de alta qualidade na época, mas, provavelmente, faria de maneira diferente se eu tivesse a chance de fazer isso de novo.

A câmera em si estava bem embora de baixa resolução, mas os drivers e software para executá-lo foram, em minha opinião, uma piada e extremamente problemática. Eu não sabia no que esta entrando e mais uma vez, a informação estavam disponível, só tinha que ter feito uma pesquisa . Acrescente a isso um par de outros pontos que também estavam disponíveis para mim no momento. Meade estava em desenvolvimento na primeira produção profunda Sky Imager, uma pequena câmera de cor de chips e eu sempre tive a opção de usar o que era então uma nova Canon 20D que eu tinha comprado para a fotografia luz do dia. Isso teria dobrou a utilidade do que já era uma câmera relativamente caro e isto é realmente onde eu acabei .

Eu sabia que era possível montar a 20D ao meu telescópio, mas assumi que não seria sensível o suficiente para fotografar céu profundo. Quero dizer que tem um chip CMOS ainda maior do que CMOS da LPI, mas tinha aprendido até então que os chips CCD foram mais sensíveis e menos ruidoso do que CMOS. Eu também tinha aprendido que o resfriamento de chips foi importante para manter baixo ruído. O SAC 8- II foi construído em resfriamento termoelétrico assim parecia esse foi o melhor caminho a percorrer. Pode ter sido, se não fosse pelos problemas e software de operação, desde que eu me contentasse com resolução muito baixa . Agora as coisas são diferentes. Nos últimos anos, as câmeras melhoraram muito e fez com que a minha compra do SAC fosse um erro, mas isso é retrospectiva. Independentemente disso, ele agora está num canto do meu barracão, nunca usei e realmente não vale muito no mercado de revenda .

Custo? $ 1.500,00



Erro 4 - Dinheiro jogado fora

Problema: o LX200GPS é montagem alti-azimute e você precisa de uma montagem equatorial para filmar longa exposição em DSO. Solução? Uma cunha equatorial . Isso estava acontecendo ao mesmo tempo eu estava pensando em opções de câmera e aqui realmente fiz bem. Fiz a pesquisa necessária para descobrir que as ofertas de cunha da Meade não eram o caminho a percorrer porque ela não é estável​​. Optei por uma cunha Milburn e ela realmente é uma bela peça de equipamento. Levou cerca de seis meses para a entrega e quando chegou eu estava pronto para chegar lá . Certo? Errado. Tudo o que conseguiram foi colocar alguns fundamentos concretos sob a “base de madeira balsa da minha mansão”. A base ainda estava trêmula, eu receio. O rastreamento no garfo LX200GPS da montagem não é apenas bom. a correção de erro periódico (PEC) chegar só até um certo ponto .

Custo? Cerca de US $ 500 para a cunha Milburn.

Erro 5 – Usar Dinheiro bom e depois...

Problema: correção de erro periódico (PEC) não pode suavizar o rastreamento impreciso do LX200 o suficiente para ser capaz de imagem de qualquer coisa com uma distância focal 2500 milímetros. Resposta? Orientação Ativa.
Dado o meu equipamento atual, isso significava que eu tinha que ter uma outra câmera. Isso faria um guia de uma câmera e de outra, uma imagem. Eu também iria precisar de um segundo tubo óptico para atuar como um telescópio guia. Pense agora, se eu tivesse uma câmera astronômica barata, com um chip construído para guia, eu poderia fazer imagem e guiar através do mesmo telescópio. Mas eu não tinha câmera assim; então eu precisava de uma outra câmera e outro tubo óptico.

Isso não era tão ruim, na verdade. Quer dizer, eu sempre tinha a intenção de como piggyback em um refrator SCT usado para orientação quanto para fazer imagens de campo DSO e também queria um refrator menor, mais leve, com montagem também leve com opção de ser portátil. Então ...

Primeiro eu comprei um Orion 80ED com uma montagem Orion SVP. Isso não foi um erro. O 80ED é sem dúvida muito bom. Quanto à montagem Orion SVP ... bem, não é GOTO e, certamente, não é preciso o suficiente para astrofotografia, mas eu tinha noção de sua capacidade. Era para ser só para observação visual leve e a montagem era perfeitamente adequada para isso. Mas ... logo após a minha compra do SVP, a Meade apresentou uma montagem LXD55 recondicionadas (melhoradas) no mercado quando eles introduziram o LXD75. O LXD55 é leve, montagem GOTO com capacidade de orientar o que significa que poderia, pelo menos teoricamente ser usado para astrofotografia. O preço era baixo o suficiente para mim e e comprei um. Isso eliminou a necessidade de montar o SVP e vendi a um amigo, juntamente com o tripé que veio com o LXD55 mantendo o tripé de aço Orion. Isso funcionou bem ou quase, mas...

O LXD55 não estava prestes a ser preciso o suficiente para astrofotografia. Ele também não é uma precisão de montagem. Eu trabalhei sobre isso e melhorou e pode até mesmo fazer astrofotografia de campo amplo usando uma câmera de custa distância focal, mas ele nunca será capaz de levar o 80ED para astrofotografia.
Dinheiro desperdiçado?
Certamente, o custo da montagem SVP foi um desperdício, uma vez que Meade lançou uma montagem de fora da LXD55 a preços de pechincha, mas eu não tinha como prever isso. Até diria que esta compra foi apenas ok . Eu ainda estava comprometido dinheiro excessivamente em equipamentos sem precisão de montagem.

Custo?
Cerca de US $ 1.000,00 para o Orion 80ED ( A OTA sozinho é ao redor $ 500,00). Cerca de US $ 750,00 para o LXD55 recondicionado.

Erro 6 - Mais dinheiro jogado fora

Lembre-se que eu estava atrás era de alguma capacidade de orientação ativa para o grande SCT. Isto requer que o guia do telescópio (80ED) servia de piggybacked na SCT . Então, eu comprei um kit menos de piggyback trilho ideal, mas barato. Funcionou, mas havia muita flexão nos trilhos para obter bons resultados. Isso foi um desperdício de dinheiro e há uma razão pela qual o sistema à trilho de qualidade e anéis são tão caros. Eles têm que ser para obter a rigidez necessária.

Próximo passo. Eu precisava de uma câmera manual. A essa altura eu havia determinado que eu poderia fazer imagens com a Canon 20D para um monte de objetos que eu estava interessado, então eu precisava usar o LPI ou o SAC para fazer a orientação. O LPI deveria ter sido um orientador capaz usando software de Meade, mas não é muito sensível e muitas vezes era difícil encontrar estrelas-guia brilhantes o suficiente para a câmera para pegar.

O SAC, enquanto muito sensível como uma câmera guia podia ser, não era uma boa solução de software para executar uma boa orientação. Tentei um programa chamado Guide Dog { http://www.barkosoftware.com/GuideDog/}, que deveria ter funcionado, mas não o fez ea orientação LPI , mesmo quando não era uma estrela brilhante no campo e também não funcionou bem. Para tanto, o orientador continuava empurrando a montagem para todo o lugar , até que finalmente a estrela guia saía do campo de visão dessa câmeras com chip pequeno como fazem normalmente os telescópios e ainda girando a uma taxa perigosa.

Neste mesmo tempo, a Meade lançou o DSI, a primeira câmera colorida. Esta parecia ser a resposta às minhas orações. Aqui estava uma câmera colorida que era sensível o suficiente para usar como câmera guia e eu poderia também imagens com ela sem ter que mexer com filtros LRGB.
Perfeito !

Não tão perfeito.
Lá estava eu ​​de volta com um novo produto e um novo software "melhorado". O software tinha defeitos (eu não tinha que usar junto com o LPI ? ) e o orientador foi na melhor das hipóteses errático. Aconteceu o mesmo tipo de problema que tive com a LPI e com o SAC através do programa Guide Dog . A orientação que, muito frequentemente, empurrava o telescópio para todo lugar. Tentei consertar isso usando a montagem LXD55 também. De novo aparecia o mesmo problema.
O orientador enlouquecia!

Agora eu quero levantar alguns pontos aqui que talvez você não saiba e que eu não tenha visto.
Todas as três câmeras, o LPI , a SAC ea DSI , todas guias enviaram sinais de correção de orientação através de uma porta serial laptop para a montagem.
Há uma porta/entrada autoguider específica na montagem, mas não pode ser usado com estas câmeras.
Em vez disso, a câmera tira uma imagem, em seguida, o software no laptop captura a imagem e comparação com uma foto anterior e envia os comandos de correção adequados para a montagem.
Eu soube isso de pessoas que fizeram orientações com sucesso usando montagens LX200 e LXD55 exatamente como o meu e com as mesmas aplicações de software.
Hmm ...
Eu continuo sem fazer a guiagem com sucesso.
Custo?
Cerca de US $ 300,00 para o DSI e outros US $ 250,00 para os trilhos piggyback e anéis.


Erro 7 - Mais dinheiro gasto


Eu me considero um solucionador de problemas e é o que eu faço para viver. Sei muito bem como diagnosticar, resolver problemas e sei que é um processo de eliminação para determinar a verdadeira causa. Agora, pense bem:

1 . As pessoas que têm a mesma montagem que eu conseguiram êxito...

2. Tem as mesmas câmeras que eu...

3. E com o mesmo software.

A lógica dedutiva diz, então, que o problema não são as montagens, as câmaras ou o software. O que resta?
O laptop é claro.
Bem, os circuitos lógicos dedutivos do laptop aparentemente não estavam funcionando!
Acontece que o problema com o orientador dessas câmeras e software deveu-se a problema de comunicação serial entre o laptop e a montagem. Solução?
Uma das duas opções: trocar a placa ou comprar um novo laptop que pode apresentar ou não o mesmo problema.




A minha escolha foi para eliminar o laptop a partir do sinal. A única maneira de fazer isso era adquirir uma câmera guia na qual iria se comunicar diretamente através da porta autoguider da montagem. Existem algumas opções para isso, mas eu estava quase desistindo e foi com o que eu sabia que iria trabalhar ...
SBIG, a líder em câmeras astronômicas.
Escolhi o ST- 402 ME e foi, tenho o prazer de dizer, uma escolha excepcional.
E repentinamente o orientador estava trabalhando e não houve problemas com software!
Simplesmente tudo funcionou e que foi muito agradável depois de todas as minhas batalhas anteriores!
Será que isso significava que agora eu seria capaz de fazer imagens para minhaa alegria?
Não. .
Enquanto isso foi uma melhora acentuada, a câmera guia não poderia manter-se com um erro periódico incrivelmente alto presente no monte LX200 .
Foi no entanto capaz de fazer imagens com sucesso com o 80ED durante o uso do SCT como tele servindo de guia.
E surgiram objetos do céu profundo para mim, mas considere o seguinte...
Basicamente o que eu tinha naquele momento é um telescópio de guia de US$ 3 500,00, uma montagem LX200 e SCT que me permitiu guiar bem o suficiente para obter imagens com sucesso através de um refrator 80ED de $ 500,00!
Meu principal problema era o que sempre foi: a montagem inadequada para astrofotografia!
Através de todos esses esforços para chegar a uma solução adequada foi o rastreamento precárias disponível a partir do LX200 e eu ainda tinha que enfrentar verdadeiramente o problema.
Custo ?
Cerca de US $ 1.500 para o SBIG ST- 402ME .

Solução!

Finalmente, dirigiu-se ao verdadeiro problema inerente, muitofraco do acompanhamento da montagem LX200.
Eu comprei uma montagem Astro-Physics AP-1200 e usado mais componentes adicionais necessários para montar o SCT e 80ED. O rastreamento agora é muito preciso e orientador é ainda mais preciso.
Agora sou capaz de acompanhar e orientar com precisão suficiente para imagem de longa distância focal através da SCT.
O equipamento necessário para fazer isso:

10 " SCT - $ 1.500,00

Orion 80ED - $ 500,00

Canon 20D ou 350D - $ 1.500,00

SBIG ST402 - $ 1.500,00

AP -1200 Monte e Acessórios - $ 9 400,00

Total: $ 14 400,00



Esta combinação de equipamentos contribui para fazer fotografia DSO usando uma plataforma muito capaz tanto para campo grande {tele de campo amplo} e assuntos de campo estreitas {tele de grande distância focal}.
Não é uma mudança pequena, certamente, mas dado o que eu sei agora, e especialmente por conhecer as decisões necessárias para DSO de longa distância focal, não é irracional.
Equipamentos que comprei, mas não necessário e, de fato, não se pode usar para céu profundo astrofotografia:

Meade refletor - $ 500,00

LX200 Mount - $ 2.000,00 ( Montagem menos o custo do SCT)

LXD55 Monte - $ 750,00

Milburn Wedge - $ 500,00

Orion SVP Monte - $ 500,00

SAC 8- II - $ 1.500,00

Meade DSI - $ 300,00

Meade LPI - R $ 100,00 ( ainda útil para o fotos da Lua e planetas)

Trilhos para piggyback - $ 250,00

Total: $ 6 400,00



Algumas considerações:

Por favor, note que a quantidade de dinheiro gasto na aquisição do equipamento realmente necessário e que produz os resultados que eu queria desde o início, quanto todo esse dinheiro deveria ser utilizado na montagem. Isso é como deveria ser . Em seus próprios esforços, por favor, por favor , por favor, começe com a montagem equatorial e que seja de boa qualidade. Qualquer coisa menos e você vai ficar desapontado, frustrado como construir uma casa sobre uma base instável que nunca vai funcionar, não importa o quão agradável da casa.
Observe quanto dinheiro foi gasto tentando remediar esta falha inerente na minha seleção de equipamentos. Isso a longo prazo não será uma perda total, como eu vou fui capaz de vender alguns desses itens, mas, obviamente, teria sido melhor fazer isso direito, em primeiro lugar.

Se eu pudesse começar de novo, iria comprar uma montagem menor, com menos capacidade de suportar peso da Astro-Physics ou Losmandye iria começar com uma tele Orion 80ED e não um Meade 10”.

Para isso, eu gostaria de adquirir uma SBIG ST8 usada ou talvez um ST10 com chip incorporado para servir de guia. Isto permitiria ampla imagem campo de altíssima qualidade sem toda a frustração de lutar contra uma montagem inadequada ou inicialmente lidar com as complicações da segunda câmeras e tele de guia.

Eu, então, iria melhorar trocando por um Astro-Physics-900 ou talvez um Astro-Physics-1200 com um telescópio maior e mais longo para a imagens de campo menor se meu orçamento permitisse e meu interesse aumentasse.

Os compromissos são inevitáveis ​​com base em orçamentos, bem como uma atitude prudente e cauteloso para evitar gastos antes de saber que você está indo realmente ficar viciado pelo hobby. Mas tiro no pé com uma montagem inadequada provavelmente irá arruinar qualquer entusiasmo que você tenha para o hobby, portanto, não faça isto.

Eu espero que você possa ter aprendido com os erros que eu fiz!

Astrofotografia é bastante difícil, mesmo quando tudo funciona bem.

Você pode se comprometer com o telescópio e sobreviver.

Se necessário você pode se comprometer com a sua primeira câmera, mas não se comprometa na montagem, se você realmente quer levar a cabo astrofotografia.

A montagem é a base sobre a qual tudo o mais é construído .


Boa sorte !

--Dan Lessmann

Astroavani
Astronomo Amador
Astronomo Amador

Mensagens : 419
Data de inscrição : 03/08/2012
Idade : 56
Localização : Canoas, RS

http://astroavani.no.comunidades.net/index.php

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Não vale à pena investir.....

Mensagem  Pires em Qui 22 Maio 2014, 15:59

Bem  como todo  comentário polemico me atrai rss.   vou  escrever uma frase bem antiga mas que se encaixa perfeitamente:
"Não concordo com uma só palavra do que dizeis, mas defenderei até a morte vosso direito de dize-lo.
se entendeu, certamente me dará o direito de critica-lo.
A atmosfera é a maior inimiga do telescópio e  a portabilidade tão aceita pelos menos avisados  faz com que as pessoas  se decepcionam.
Falta de informação correta:  outra coisa  muito importante.
pelo que vi o snr não quer ter a dificuldade de  ter que fazer ajustes etc  mas  te dou um exemplo como está errado:  os  americanos colocaram um hubble (telescópio no espaço   de 2,4 mts de abertura  e deixam os de 10 mts aqui nos andes.Inclusive (o  hubble com problemas opticos).  isso já é a prova que não é tão fácil assim conseguir  ser astrofotografo.  alias é a ultima etapa  da  astronomia amadora, dai  o snr quer começar a construir a casa pelo telhado.
Quando a gente   compra coisas erradas, se decepcionam a culpa é exclusivamente sua  de falta de informação e falta de conhecimento sobre o assunto. Pelo que li o snr quer um robozinho  que aperta um botão e sai  todas as lindas fotos do universo. O snr anda assistindo muito filmes de ficção rsss.
procure compreender pois somente ler livros  não adianta conforme  Albert Einstein falou:
"Quem lê demais e usa o cérebro de menos, adquire a preguiça de pensar!!.
como   dou todo o direito de discordar, acredito que  o snr também dará esse direito a mim.
Darío pires
www.techs.com.br/users/dariopires
obs: pratico astrotografia com telescópios que eu mesmo confecciono e também a optica é confeccionada por mim.E  tenho um relativo sucesso nos dois casos.

Pires
Astronomo Amador
Astronomo Amador

Mensagens : 192
Data de inscrição : 06/08/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: Não vale a pena investir em astrofotografia

Mensagem  Astroavani em Qui 22 Maio 2014, 16:11

Bem....
Eu não posso alegar que tenha o sucesso do mestre Darío mas faço meus clics!
Até agora já somos dois que pensam de um jeito e um que pensa de outro e concordamos plenamente que informação e dedicação é a base de tudo e que quando não se dá atenção a isto a probabilidade de sair me@#% é muito grande!
Avani!

Astroavani
Astronomo Amador
Astronomo Amador

Mensagens : 419
Data de inscrição : 03/08/2012
Idade : 56
Localização : Canoas, RS

http://astroavani.no.comunidades.net/index.php

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: Não vale a pena investir em astrofotografia

Mensagem  Astroavani em Qui 22 Maio 2014, 16:13

Darío...... tu gosta de polêmica???????
Dá onde isto??? kkkkkkkkkkkkkk!
Avani.

Astroavani
Astronomo Amador
Astronomo Amador

Mensagens : 419
Data de inscrição : 03/08/2012
Idade : 56
Localização : Canoas, RS

http://astroavani.no.comunidades.net/index.php

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: Não vale a pena investir em astrofotografia

Mensagem  Perene em Qui 22 Maio 2014, 16:18

Se tem uma coisa que acredito é que toda ignorância é escusável. Mas fanatismo não.

É curioso como todo místico, todo farsante (eu chamo de agente da Matrix...) fala sempre de forma enigmática. Floreia o discurso não pra ressaltar o conhecimento que adquiriu, não pra ajudar os outros de uma forma geral, mas pra defender seus interesses escusos. Perdeu sua identidade, não enxerga a realidade como ela é e jurou defender mentiras e mais mentiras pra todo o sempre.

Se essa mesma pessoa fosse direta e verdadeira, as pessoas fugiriam dela. Porque são iguais a ela nos mesmos defeitos.

Ninguém quer saber da Verdade (que escrevo em maiúsculo pois só existe uma, sendo esta imutável, enquanto mentiras existem aos montes). As pessoas só querem saber o que lhes convém.

É disso que, por exemplo, vivem os estelionatários da fé. O fanatismo é algo presente em todos os cantos, seja numa torcida de futebol como num fórum de astronomia, e não apenas cega as pessoas... mas passa esse câncer adiante.

Ignorância se cura com conhecimento. Por meio desse conhecimento você não só evolui como passa adiante algo de positivo pro meio.

O meu objetivo não era de apontar o tele e a câmera pra um ponto do céu, capturar por alguns segundos, passar num programa de edição e postar uma foto.

E sim deixar capturando, gerando um vídeo, da mesma forma que você faria ao apontar pra um edifício e em algum momento da gravação algo ocorrer, nem que seja um passarinho pousar naquele exato local. Sem contar que a mesma câmera pode ser movida e apontada imediatamente pra outro local, se deixar gravando, e no final você tem o vídeo prontinho, tudo certo.

O objetivo era esse. O que está por trás dessa ideia é bem simples, se fazer uma sondagem no céu que revele em algum momento algo que não esteja sendo captado. Algo de diferente. Seria como sondar o céu em busca de sinais de algo que ninguém esteja ciente.

Por exemplo, se o objetivo fosse detectar um objeto não identificado... mas com ampliação máxima (não um ponto luminoso que poderia ser qualquer coisa) eu pensaria em adquirir a câmera e o tele que proporcionassem a melhor qualidade de imagem, na melhor ampliação.

Logo, nada de câmera pra bater foto.

Nada de câmera sem ampliação.

E nada de um sistema que exigisse minha presença constante e reposicionamentos do tele, montagem de não sei o quê, enfim, uma série de entraves que impossibilitam "deixar gravando, sair, depois voltar e analisar o que a câmera pegou". Até porque, pensa bem, pra quê alguém iria querer comprar uma montagem equatorial se após perder o primeiro objeto de vista, outro entraria no seu lugar e seria automaticamente focado, ajustado exposure, gain, etc? Pra quê acompanhar se o que eu queria fosse possível?

Só que "deixar gravando" implicaria em não apenas gerar a imagem da Lua, mas depois da Lua outras... tudo no automático.

Quando eu explico tudo isso as pessoas pensam que estou querendo tudo na boquinha, que sou preguiçoso, ignorante...

Só que ignorante ao extremo são elas que não entendem que ESSE era meu objetivo quando comprei tele, câmera...

Eu continuo explicando que o objetivo era esse (tá certo, se entendesse como câmeras funcionam não teria pensado nele)... mas era esse, caramba.

E continuo lendo como respostas technobabble e argumentações que não tem nada a ver.

O que eu quero é possível quando aponto pra Terra. Mas eu queria que fosse pro céu, de noite...

Se alguém tem o mesmo objetivo que eu e só usaria um tele pra concretizá-lo é evidente que fica uma sensação de frustração enorme.

Tá certo que eu testei em condições não favoráveis, talvez com outras até teria conseguido formar alguma coisa no preview (um tele melhor, uma câmera mais cara, que fosse específica pra DSOs)... Condições do céu melhores...

Mas a existência de complexidades impedem o meu objetivo inicial de se concretizar. Por isso que com ele em vista eu posso sim dizer que os resultados mesmo sendo bons quando você aponta pra Lua ou um astro específico, são pífios.

Pífios se você levar em conta o que eu quero/queria.

Mas, vamos deixar essa história pra lá. Não adianta bater nessa tecla mesmo porque ninguém vai entender JAMAIS o que eu gostaria que fosse possível.

Se não tem jeito então eu desisto... Bola pra frente.
avatar
Perene
Astronomo Amador
Astronomo Amador

Mensagens : 70
Data de inscrição : 06/02/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: Não vale a pena investir em astrofotografia

Mensagem  Bruno em Qui 22 Maio 2014, 16:49

Perene escreveu:Mas, vamos deixar essa história pra lá. Não adianta bater nessa tecla mesmo porque ninguém vai entender JAMAIS o que eu gostaria que fosse possível.
Se não tem jeito então eu desisto... Bola pra frente.
Olá Perene, está tranquilo de resolver, o que você quer não é possível através da astronomia ou da astrofotografia, será mais proveitoso pesquisar outras formas de exploração do cosmo. E se descobrir algo novo volte e nos conte, talvez assim possamos antecipar uma provável tecnologia futura.
Bruno
Moderador
avatar
Bruno
Membro Expert
Membro Expert

Mensagens : 6521
Data de inscrição : 29/10/2011
Idade : 55

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: Não vale a pena investir em astrofotografia

Mensagem  Perene em Qui 22 Maio 2014, 17:08

Mas não tem nenhum setup que pelo menos facilite esse objetivo?

Só não acredito que com câmeras como a ASI120MC ou QHY5L-II se consiga algo minimamente satisfatório visando ele. Como eu disse que queria uma gravação prolongada, então não seria mais negócio investir numa câmera não planetária, mas pra DSOs (que custam caro)? Porque tinha interesse não só na Lua ou planetas mas em manter um registro nem que fosse individual, de estrelas também. Até onde sei a ASI ou QHY citadas não servem pra isso.

Eu só não entendi até agora se a mesma câmera que serve pra DSOs (exemplo, a QHY12) também teria a mesma qualidade que a ASI120 pra objetos mais brilhantes.

E outra coisa, citaram câmera pra captar todo o céu, pra meteoros ou algo assim. Mas isso creio eu serviria menos que a própria ASI, pois não rolaria uma ampliação máxima que um telescópio pode proporcionar.

Entendo que não rola "deixar gravando" e capturar tudo numa noite só sem você ficar inserindo valores de ajuste tipo exposure, gain (isso foi o que eu mais reclamei, por não achar/ninguém poder/saber informar os valores certos pra colocar no Sharpcap, e quando não se acompanha um objeto seria FATAL não sabê-los antecipadamente). Só que se o objetivo for capturar o máximo de informações possível do céu ninguém pode discordar que fazendo pra um objeto por vez não dá...
avatar
Perene
Astronomo Amador
Astronomo Amador

Mensagens : 70
Data de inscrição : 06/02/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: Não vale a pena investir em astrofotografia

Mensagem  Bruno em Qui 22 Maio 2014, 18:35

Perene escreveu:Mas não tem nenhum setup que pelo menos facilite esse objetivo?
Eu só não entendi até agora se a mesma câmera que serve pra DSOs (exemplo, a QHY12) também teria a mesma qualidade que a ASI120 pra objetos mais brilhantes.
E outra coisa, citaram câmera pra captar todo o céu, pra meteoros ou algo assim. Mas isso creio eu serviria menos que a própria ASI, pois não rolaria uma ampliação máxima que um telescópio pode proporcionar.
Me perdoe a ignorância (astrofotografia não é a minha "praia") mas talvez aí esteja a solução do seu(s) problema(s). Por favor me corrija(m) se eu estiver enganado, mas acredito não ser preciso nenhum setup extraordinário para você alcançar o que quer, se a qualidade dependesse de como está sendo utilizado um determinado equipamento. Seria viável tentar ampliar um registro convencional depois de ter sido feito com uma ampliação mínima, ao invés de tentar ampliar em tempo real?

Bruno
Moderador
avatar
Bruno
Membro Expert
Membro Expert

Mensagens : 6521
Data de inscrição : 29/10/2011
Idade : 55

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: Não vale a pena investir em astrofotografia

Mensagem  Perene em Qui 22 Maio 2014, 19:23

Deixa eu te explicar o que quero dizer quando me refiro a muito esforço pra pouco resultado.

******************
CAPTURA... DE DIA.
ALVO: OBJETOS TERRESTRES
******************

1) O tele só precisa da buscadora alinhada. Não requer acompanhamento de nada, não requer montagem específica. Você compra o tele, acopla a câmera e já sai capturando.

2) Imagem imediata no preview. Assim que apontado (desde que o foco esteja OK) a imagem vai aparecer.

3) Possibilidade de se reapontar o telescópio pra qualquer alvo na superfície terrestre e continuar a gravação.

4) Não precisei sequer ajustar nada e nas configurações padrões do Sharpcap uma imagem já pôde ser mostrada.

5) Boa qualidade. Notei uma queda quando tentei num horário mais avançado, com menos incidência de luz, mas ainda assim consegui.

6) Mesmo um tele como um Maksutov 90 (que considero ruim) pôde capturar alguma coisa.

7) Possibilidade de se capturar o tempo que você quiser, e o tempo todo com alguma imagem sendo gerada;

8 ) Ao mesmo tempo possibilidade de se avistar algo na gravação inesperado.

9) Mesmo uma ASI120MC serve (digo isso porque a câmera é até barata se comparada com outras que custam milhares de reais). Aliás, qualquer câmera serve.

CONCLUSÃO: Resultados imediatos, resultados aceitáveis sempre, tudo perfeito e maravilhoso...

******************
CAPTURA... DE NOITE.
ALVO: OBJETOS NO CÉU
******************

1) Não adianta querer usar sem acompanhamento e o resultado não é o ideal sem montagem equatorial (exemplo: tele dobsoniano com GO-TO). Você precisa acompanhar o objeto. E o tele precisa ser bom (um MAK 90 não serve MESMO, pois capta pouca luz). Você não acopla a câmera e já sai capturando de forma alguma.

2) Reze pra alguma imagem se formar no preview. Mesmo se você (com auxílio apenas da buscadora) apontar pra onde supostamente o astro está, nenhuma imagem vai aparecer (pelo menos eu não cheguei a ver nenhuma... talvez se tivesse apontado pra Lua isso aconteceria). Mesmo pra aparecer imagem de um alvo terrestre (janela de prédio iluminada) não foi instantâneo - rolou delay, tive que arrumar foco, esperar um pouco...

3) Impossibilidade de se reapontar o telescópio pra qualquer alvo no céu e continuar a gravação. Precisa adivinhar que configurações colocar pra CADA OBJETO. Exposure, gain, etc. E se você vai ficar "brincando" de mexer nelas eu não preciso dizer que sem acompanhamento você precisaria reapontar o telescópio 1.000 vezes (e talvez, não estou certo quanto a isso) reajustar o foco pra alguma imagem se formar. Isso tudo porque você quis usar um tele sem acompanhamento, sem montagem EQ.

4) É preciso ajustar nas configurações do Sharpcap pra que qualquer imagem seja mostrada. Não existe nada de automático aqui, do tipo, apontei, imagem se formou, vou só mandar capturar. Se você configurou pra Lua ao reapontar o tele pra uma estrela precisa configurar de novo.

5) Impossibilidade de se capturar o tempo que você quiser com alguma imagem sendo gerada o tempo todo - ao menos não nessas condições que descrevi;

6) Impossibilidade de se avistar algo na gravação inesperado. Já que você é OBRIGADO a apontar pra um objeto específico no céu, dê adeus a qualquer possibilidade de deixar a gravação rolando ou de rapidamente começar a gravar outra coisa.

7) Não acredito que a ASI120MC sirva pelo menos pra mim. Se só é boa pra capturar planetas e a Lua e não presta pro resto (DSOs), então não é a câmera ideal. Se é que existe uma que sirva pras duas coisas.

CONCLUSÃO: Frustração.

Aí alguém vai chegar e dizer que é temerário querer capturar qualquer coisa sem acompanhamento, sem montagem EQ...

Não é esse o problema. E sim que do jeito que funciona a captura pela noite não há a menor possibilidade de se fazer um vídeo semelhante ao que se poderia fazer apontando pra Terra e de dia.

Quando eu falo em deixar tudo automático não é porque eu quero sombra e água fresca.

É que se não for automático você não consegue obter tantos resultados em tão pouco tempo.

Seria interessante ouvir quem já tentou fazer captura e mexeu no Sharpcap. Pra pelo menos me explicar se não dá pra inserir certos valores de exposure, gain, etc. e mesmo sem acompanhamento capturar qualquer coisa.

A minha impressão inicial foi essa. Se eu tivesse visto pelo menos um borrão mínimo se formando na tela teria até pensado em adquirir outro tele e tentar novamente.

E se pelo menos eu soubesse de antemão que valores colocar pra cada tentativa, ainda vai. Mas uma tela preta o tempo todo matou minha vontade de querer reinvestir nisso.
avatar
Perene
Astronomo Amador
Astronomo Amador

Mensagens : 70
Data de inscrição : 06/02/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: Não vale a pena investir em astrofotografia

Mensagem  Bruno em Qui 22 Maio 2014, 19:55

Perene escreveu:1- Mesmo um tele como um Maksutov 90 (que considero ruim) pôde capturar alguma coisa.
(um MAK 90 não serve MESMO, pois capta pouca luz). Você não acopla a câmera e já sai capturando de forma alguma.
uma tela preta o tempo todo matou minha vontade de querer reinvestir nisso.
2- Não acredito que a ASI120MC sirva pelo menos pra mim. Se só é boa pra capturar planetas e a Lua e não presta pro resto (DSOs), então não é a câmera ideal. Se é que existe uma que sirva pras duas coisas.
3- Seria interessante ouvir quem já tentou fazer captura e mexeu no Sharpcap. Pra pelo menos me explicar se não dá pra inserir certos valores de exposure, gain, etc. e mesmo sem acompanhamento capturar qualquer coisa.
1- Você não pode julgar um equipamento pela maneira em que foi utilizado, e se ele capta pouca luz para o fim desejado isso tem a ver com a abertura, e não com a performance do telescópio. Definitivamente uma tela preta não tem nada a ver com o Maksutov 90, a não ser que você tivesse esquecido de tirar a tampa na boca do tubo na hora de operar com ele, mas é claro que não acredito ter sido isso. Sugiro procurar em outro ponto a origem do problema, quem sabe na questão nº3.
2- Até uma câmera reflex simples serve para as duas coisas, pois até onde eu sei o resultado vai depender do tempo de exposição, rápido para telescópios com o F curto e lento (mais tempo de exposição) para os de F longo.
3- Vamos ver se alguém se manifesta sobre o Sharpcap, talvez aí resida a sua solução.
Bruno
Moderador
avatar
Bruno
Membro Expert
Membro Expert

Mensagens : 6521
Data de inscrição : 29/10/2011
Idade : 55

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: Não vale a pena investir em astrofotografia

Mensagem  Bruno em Sex 23 Maio 2014, 00:22

Perene, você reclamou do que o Maksutov não foi capaz de te mostrar, mas quando ele foi comparado a outros telescópios se você só tinha ele? Nesse caso o problema pode ter sido causado pela forma como foi utilizado o equipamento, e não por ele não ter servido para o propósito que você quis alcançar. É impossível afirmar que a astrofotografia não serve para nada mediante a foto que segue abaixo, e com o detalhe da óptica ter sido toda feita manualmente por um colega nosso aqui no fórum (Pires). É preciso cautela pois para julgar com propriedade o alcance da astrofotografia a ponto de afirmar a sua validade ou não, teria de ser apresentado junto com o argumento um trabalho no mínimo superior ao que segue abaixo:

Bruno
Moderador
avatar
Bruno
Membro Expert
Membro Expert

Mensagens : 6521
Data de inscrição : 29/10/2011
Idade : 55

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: Não vale a pena investir em astrofotografia

Mensagem  Perene em Sex 23 Maio 2014, 01:04

Bruno, eu não disse que astrofotografia não rende nenhum fruto.

Eu disse que por ser uma atividade deveras complexa e por não ser possível fazer o que eu quero e da forma COMO EU QUERO não dá pra pensar em investir mais nela.

É verdade, o tele que testei não presta nem de longe pra isso; o tempo aqui sempre está ruim; eu não devo ter configurado corretamente o Sharpcap.

É verdade, é preciso no mínimo acompanhamento (e um dobsoniano com GO-TO serviria pra planetas e a Lua por ex. mas não pra DSOs, o que seria preciso montagem equatorial).

É verdade, talvez a ASI120MC não seja adequada pra DSOs, mas mesmo num MAK90 fique boa pra Lua (pena que não deu pra testar no dia...).

É verdade, eu não pesquisei como fazer o alinhamento da montagem pra acompanhar.

Mas sabe também por que eu não fiz esse último?

Porque toda vez que preciso usar o tele tenho que levar lá pra baixo (fora de casa), o que até onde sei exigiria novo alinhamento. Se ficasse instalado num local fixo não haveria essa dificuldade e talvez até fosse alimentado na energia. Não é o caso... Por isso nem me interessei em saber como fazer (apesar de ainda, mesmo tendo visto em tutorial, não entender direito).

O que sei é o seguinte, não recomendo investir em AF porque (como bem lembraram em outro fórum), se fosse fácil qualquer pessoa faria.

Mais uma vez torno a lembrar que o problema não é ser fácil ou difícil.

Pois mesmo sendo difícil um dia a gente, aos poucos, consegue fazer algo de cada vez.

Eu não estou querendo "correr a maratona" antes de engatinhar (citando outro membro). Não é isso.

É que eu quero filmagem contínua. Eu quero apontar a câmera e deixar gravando o máximo possível. E não quero previsibilidade.

Lógico que se pode até descobrir alguma coisa fazendo isso com um objeto de cada vez.

Mas não rola clicar em START CAPTURE e gravar direto vários objetos no céu. Ou então apontar pra um, depois pra outro, e mais outro... Sem tantos delays.

Rola?

É isso que está sendo criticado aqui.

Essa era minha intenção, não sei se é ou já foi de alguém. Mas com base nela e na complexidade da outra que eu digo que não vale a pena.

E mais, o que mais me entristece a respeito de AF é que não existe um aprofundamento em torno dela.

Relatos e resultados existem. Mas se você mandar pesquisar no Youtube pela câmera, os programas... acha muito pouco material (eu pelo menos não achei nada). Pode até achar, mas de qualidade, não.

Sites, livros... a mesma coisa. Manuais ainda é pior, tudo muito resumido, muito porcamente explicado.

Ainda que ache gatos pingados se prestando a isso (e se fazer AF é uma arte, explicar algo de uma maneira que todos entendam é outra mais difícil ainda), você não vai achar (isso eu pagaria pra ver) uma demonstração de alguém tentando e conseguindo com sucesso capturar e depois gerar o arquivo final.

A bronca eu acho que nem seria editar depois... mas capturar mesmo.

Agora como é que eu vou chegar pra alguém e convencer que vale a pena encarar tudo isso?

Não será somente na base de fotos tratadas no computador.

E sim se em curto prazo e com esforços razoáveis se obtém resultados.

Mas com astrofotografia não funciona assim.

Já com observação sempre rola. Até o equipamento mais vagabundo do mundo pode render alguma coisa.

Já astrofotografia... o que rende são aquelas capturas feitas com qualquer câmera, o que eu poderia ter feito se tivesse gasto menos de R$ 100 pois já tinha uma DSLR aqui.

Mas preferi comprar a ASI120MC já que pra mim uma captura qualquer, com qualquer qualidade, sem ampliação máxima, não vale. Apesar que algumas câmeras são show.

Por exemplo, eu acho muito bonita uma imagem que mostre toda a Lua... Mas dou muito mais valor a outra que mostre com riqueza de detalhes a superfície lunar.

Mas até pra isso você encontra malucos que se contentam em ver bolinhas quando apontam pra planetas.

Mas pro bem ou mal eles obtém resultados sem precisar de enorme complexidade, e o pior que é se estressar tanto pra obtê-los.

Quando eu reclamei do Sharpcap é que pela lógica mesmo sem montagem EQ e mesmo sem acompanhamento o planeta estaria passando pelo seu campo visual.

Agora daí a ficar (se for realmente assim, se não for me perdoem) adivinhando taxas de exposure, gain, gamma, etc., a ficar apontando de novo o tubo até cansar porque o programa não foi capaz de mostrar no preview ou porque a rebimboca da parafuseta está errada e por isso que nenhuma imagem é gerada, aí eu não vou perder tempo não.

Eu prezo muito pela minha sanidade mental, e você não tem ideia do dano que uma tela escura num preview pode causar pra quem alimentou expectativas tão grandes como é meu caso...

Talvez com um dobsoniano eu conseguisse algum resultado de imediato nas mesmas condições, mesmo sem acompanhamento nem nada. Mas te digo que doeu no coração ter tentado (não apenas uma vez) e não conseguido nada.

Pelo menos já sei que se eu quiser capturar objetos terrestres estou bem servido.
avatar
Perene
Astronomo Amador
Astronomo Amador

Mensagens : 70
Data de inscrição : 06/02/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: Não vale a pena investir em astrofotografia

Mensagem  Astroavani em Sex 23 Maio 2014, 01:51

Todas feitas com a sua tão criticada camera!







Astroavani
Astronomo Amador
Astronomo Amador

Mensagens : 419
Data de inscrição : 03/08/2012
Idade : 56
Localização : Canoas, RS

http://astroavani.no.comunidades.net/index.php

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: Não vale a pena investir em astrofotografia

Mensagem  rafael.compassi em Sex 23 Maio 2014, 02:25

Bem, se eu entendi o que você quer fazer, que é o seguinte:

Apertar o botão "iniciar"
Telescópio vai varrer o céu, observando se encontrar algo novo como cometas asteróides, supernovas, ufos, ele vai gravar e depois continua com a busca.
No outro dia, você acorda e vai olhar na tela e ele vai dizer: "Bom dia, Mestre, nessa noite descobri 3 cometas desconhecidos, 12 asteróides, 4 supernovas e 1 UFO. Já submeti as observações ao grupo científico responsável pela confirmação e eles já confirmaram que você é o mais prolífico descobridor de cometas e asteróides do Brasil. E disseram que você merece uma placa.

Mais ou menos isso?

Bem, isso mais ou menos existe.

Só que é caro... e grande...

Grande assim:



Só que ele custa muitos MILHÕES de dólares. O pacote de voz e inteligência artificial não estão inclusos.

Algo mais modesto, onde você precise dizer onde o telescópio deva apontar, imagear, descobrir o que imageou, verificar se tem algo desconhecido na chapa existe, é um software chamado AstroTortilla.

Mas mesmo assim, você vai precisar configurar a camera, apontar o tele usando o computador, etc.

Um sistema com uma montagem BOA, digamos uma CGE Pro, com um tele BOM, digamos um C14, com uma câmera BOA, digamos uma QHY12 vai sair por uns 100.000 reais... brincando.

Agora percebe o porque disso ser uma arte?

O pessoal que faz imagens com TUDO no manual, ajustes, apontamento, processamento, dificilmente gasta 1/10 disso se muito!

Quer andar numa ferrari, pague uma ferrari. Quer andar na mesma velocidade que uma ferrari, mas usando um fusca? Vai ter que fuçar e muito nele!

Abraço

rafael.compassi
Curioso
Curioso

Mensagens : 3
Data de inscrição : 23/05/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: Não vale a pena investir em astrofotografia

Mensagem  Pires em Sex 23 Maio 2014, 03:49

Perene escreveu:Se tem uma coisa que acredito é que toda ignorância é escusável. Mas fanatismo não.

É curioso como todo místico, todo farsante (eu chamo de agente da Matrix...) fala sempre de forma enigmática. Floreia o discurso não pra ressaltar o conhecimento que adquiriu, não pra ajudar os outros de uma forma geral, mas pra defender seus interesses escusos. Perdeu sua identidade, não enxerga a realidade como ela é e jurou defender mentiras e mais mentiras pra todo o sempre.

Se essa mesma pessoa fosse direta e verdadeira, as pessoas fugiriam dela. Porque são iguais a ela nos mesmos defeitos.

Ninguém quer saber da Verdade (que escrevo em maiúsculo pois só existe uma, sendo esta imutável, enquanto mentiras existem aos montes). As pessoas só querem saber o que lhes convém.
Bem, não entendi ao que o snr Perene se refere  acima  mas lendo o que  ele  já escreveu da para  "entender "  bem  rsssss ..  
1- falar mal de um instrumento maksutov  é não ter o mínimo  de conhecimento dessa concepção optica e porque não de outras também.. Infelizmente pessoas falando em aumentos sabendo que a potencia de um instrumento é a abertura e não os aumentos...  enfim....  não vale à pena....
2-É  super fácil  querer fazer uma coisa,ou melhor: sonhar em fazer!!! e  não ter competência e colocar a culpa nos instrumentos e  na  própria pratica de astrofotografia!. Me desculpe mas é isso que a gente entende pelo  verdadeiro romance monstruoso e  confuso que escreveu. Essa técnica  é muito usada  por  especialistas que  complicam tudo  para   poder falar que a culpa é de quem ouviu  e  não entendeu.
"especialista  é aquele que sabe quase tudo sobre  quase  nada e acaba sabendo tudo  sobre nada!.
3-Paro por aqui porque não discuto bobagens e nem  projetos  "imaginários" e sem ter a mínima  possibilidade de ter sucesso.Sou uma pessoa pratica  e posso dizer com segurança que a AS120 é uma  ótima  câmera e ja vi fotos maravilhosas com ela...
4-Acredito que nem o snr sabe bem o que quer. E  pode dialogar quanto quiser pois  pelo que li o seu "conhecimento"  sobre astrofotografia e   astronomia  é "supostamente" limitadíssimo.
Pires

Pires
Astronomo Amador
Astronomo Amador

Mensagens : 192
Data de inscrição : 06/08/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: Não vale a pena investir em astrofotografia

Mensagem  Perene em Sex 23 Maio 2014, 10:40

Competência não tem nada a ver com isso.

Quem achar que dá pra fazer que faça.

Mas fique advertido que ninguém recomenda investir nessa área. Porque as pessoas sabem que é (pelo menos em 98% do tempo) roubada.

Isso é tão verdadeiro que nem uma loja que ganha dinheiro com isso incentiva a prática de AF.

Nem loja que só pensa em lucrar!

Tão verdadeiro que até em fórum estrangeiro após a simples menção de AF me mandaram esquecer o assunto e só pensar em observação (OBS: a mim não interessa só observação).



Eu de fato não tenho paciência nenhuma com sistemas complexos. Sou tecnofóbico mesmo, e se tem uma tecnologia que odeio é a que envolve câmeras.

Não porque não sei utilizar a parada.

E sim porque mesmo vendo como utilizar você percebe, de cara, que está tentando extrair leite de pedra. Que é chato.

Seria a mesma coisa que aprender a andar de carro... e ter de encarar uma estrada totalmente esburacada.

Dá pra andar assim, mas eu sei que é roubada.

Eu acho que se gasta muito tempo, dinheiro e saúde e os resultados que são obtidos estão longe de ser satisfatórios.

Na minha opinião.

O que eu pretendia fazer não era nenhuma sandice. Era o uso mais lógico.

Admito que minhas expectativas não foram corretas.

Eu tenho dois defeitos visíveis, um que é esperar intuitividade das coisas e o outro que é esperar sempre bons resultados.

Resultados melhores eu posso conseguir trocando o telescópio. Eu acho um Maksutov 90mm ruim, se comparado com outros.

Pra observação pode até servir pra alguma coisa, mas como minha intenção era AF, ele é inútil.

Só pelo fato de não rolar intuitividade nenhuma na AF e só estresse é que não vale a pena investir.

Essa história de querer capturar todo o céu também conta, mas todos esses pormenores acabam estragando a brincadeira.

Que vocês malucos continuem investindo nisso e se virando nos 30 pra extrair leite de pedra porque eu tenho mais o que fazer.

Adoraria dedicar o resto dos meus dias a trilhar o mesmo caminho mas o meu tempo se tornou escasso, infelizmente.

E meu saco não é igual ao do papai Noel. Sim, porque precisa ter uma paciência que eu nunca tive além de ser muito louco pra gastar os tubos sem ter certeza nem que você vai conseguir fazer montar ou fazer a manutenção de um equipamento... já que não se pode confiar em manuais, sites, vídeos...

Esse é o tipo de atividade que faria sentido investir em grupo. Todos se ajudando mutuamente chegariam a um objetivo que beneficiaria o coletivo.

Quer um exemplo de algo igualmente possível (e que você olhando assim acha que quem não sabe fazer é um completo imbecil) mas que eu não quero nunca mais fazer, nem que alguém me pague?

OCR (reconhecimento de caracteres) em livros. Eu sei como fazer exatamente, e não rola complexidade nenhuma. Mas me recuso a fazer mesmo que eu seja o beneficiado, mesmo que outros sejam.

Porque é um processo que literalmente drena sua energia vital. Saca aquela barrinha que vai diminuindo em jogos de luta quanto mais porrada você leva? Aquela mesmo...

Taí explicado tintim por tintim, isso sim é um guia explorando todas as variantes, e minucioso: http://www.htforum.com/vb/showthread.php/226386-Como-escanear-corretamente-livros-e-afins-%28-gerar-arquivos-digitais%29?

Eu acabei optando por uma alternativa que não é nem de longe a ideal: gerar um ebook com imagens. O arquivo fica grande, não presta pra ler em Kindle... não tem as vantagens de um gerado com OCR...

Seria o equivalente a usar outro tipo de câmera que nem de longe entrega os resultados de uma ASI. E que aparentemente 90% das pessoas usam.

Mas se pra usar a ASI eu precisar me aborrecer e ter que rezar pra obter resultados... arriscar de novo muitas telas sem imagem... é melhor deixar que vocês façam esse serviço mesmo.

Isso até que um dia apareça alguém, Bruno, que demonstre claramente como fez uma captura, que configurações usou, enfim, que demonstre ou explique absolutamente tudo tintim por tintim...

É muito fácil chegar aqui, jogar uma foto bonitinha e dizer que quem não tentou gerar a mesma é um mentecapto.

Só que eu tentei pelo menos qualquer coisa... E eu pesquiso pelo menos um pouco como as paradas funcionam antes de emitir minhas opiniões.

Perceba que nem uma loja que só pensa em ganhar dinheiro, nem loja que a princípio manda a ética pro espaço, aguenta propagar tantas mentiras o tempo todo:



Se é complicado (leia-se: chato, inconveniente, uma droga) só isso já fere a ideia de gravar o máximo de informações possíveis do céu. Ainda que da maneira "limitada" como se faz.
avatar
Perene
Astronomo Amador
Astronomo Amador

Mensagens : 70
Data de inscrição : 06/02/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: Não vale a pena investir em astrofotografia

Mensagem  Bruno em Sex 23 Maio 2014, 11:37

Perene escreveu:Isso até que um dia apareça alguém, Bruno, que demonstre claramente como fez uma captura, que configurações usou, enfim, que demonstre ou explique absolutamente tudo tintim por tintim.
Antes de trancar este tópico eu vou tentar ajudar pela ultima vez, e ao contrário do que você escreveu acima deixo aqui dois links relativos a tópicos aqui mesmo no fórum sobre o que você está cobrando:  
http://astronomia.forumeiros.com/t374-tutorial-as2?highlight=tutorial
http://astronomia.forumeiros.com/t372-tutorial-photofiltre?highlight=tutorial
Bruno
Moderador
avatar
Bruno
Membro Expert
Membro Expert

Mensagens : 6521
Data de inscrição : 29/10/2011
Idade : 55

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: Não vale a pena investir em astrofotografia

Mensagem  Silvio Henrique Rocha em Sex 23 Maio 2014, 12:09

Que super lua monstro!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
avatar
Silvio Henrique Rocha
Curioso
Curioso

Mensagens : 10
Data de inscrição : 18/04/2014
Idade : 39
Localização : Santana

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: Não vale a pena investir em astrofotografia

Mensagem  rafael.compassi em Sex 23 Maio 2014, 12:28

Definitivamente nem astronomia e nem AF é um hobby para você.

Talvez colecionar selos seja mais adequado. Não tem complexidade nenhuma (a não ser que você queira se aprofundar, em vez de só ver as figurinhas).

Mais simples ainda é colecionar figurinhas da copa. Mas mesmo assim, vai ter que gastar, comprar os pacotinhos, ficar com figuras repetidas, etc.


rafael.compassi
Curioso
Curioso

Mensagens : 3
Data de inscrição : 23/05/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: Não vale a pena investir em astrofotografia

Mensagem  Perene em Sex 23 Maio 2014, 12:49

Bruno, processamento de imagem são outros 500. Você está se confundindo, essa é a parte final de tudo.

Eu estou falando do processo de captura. Depois que a captura está feita é que você começa a mexer nesses programas que citou.

Você está falando de complexidade em mexer em software ao me postar esses links, eu estou falando de limitação de hardware.

A informação que me foi passada é que é preciso ficar brincando com as taxas no Sharpcap. Ou Firecapture. Isso eu acho que dá pra fazer com acompanhamento, mas eu testei sem ele de propósito.

Quando você entra no site do Firecapture (só pra citar um exemplo) ele apenas explica bem resumidamente pra que serve cada coisa. Mas não te diz que é pra usar isso ou aquilo dependendo do astro, tele...

O que eu quis dizer com faltam informações claras é que não há sequer uma demonstração de alguém capturando alguma coisa, seja no Youtube, site, fórum, livro...

Essas pessoas apenas despejam tecnobabble goela abaixo e não deixam explícito que pra fazer qualquer coisinha de nada é uma draga tão enorme que nem vale a pena investir.

Não vale porque é uma droga não só com Sharpcap, mas com tele, montagem, ocular de não sei o que que tem de juntar com câmera, poeira em sensor de DSLR que pega porque fica ao ar livre e tem que proteger senão aparecem pontos na imagem, porque apareceu uma nuvem na frente, porque...

Sinceramente, não me levem a mal, mas eu simplesmente não tenho paciência pra lidar com tudo que se precisa fazer pra obter QUALQUER resultado.

Se outras pessoas tem, se existem garotos prodígio por aí com $ pra investir e ainda por cima com o mínimo de dedicação conseguem extrair resultados que pra você são fantásticos, beleza, que continuem assim, bato palmas pra essa gente. Não estou desmerecendo ninguém aqui. E também pago pau pra essas fotos.

O que eu quero exatamente já foi dito mas ou você não está entendendo (e lá atrás eu disse que ninguém entenderia, bingo) ou não quer entender.

Se você não quer entender (diferente de NÃO ENTENDER) então é melhor que o tópico seja trancado mesmo.

Eu quero: captura contínua, em vídeo, sem complicações, um processo automático, sem minha interferência constante, de um ponto aleatório do céu e/ou o máximo de "objetos"/informações possíveis, sem delays entre um e outro, mesmo que seja numa montagem sem acompanhamento, mesmo que seja sem montagem EQ. O que eu sugiro não se escora no fato de acompanhar o objeto e nem de montagem EQ.

"Ah, mas assim não presta, porque a imagem fica "arrastada", ah, mas..."

Então não dá, cara. Não dá pra fazer como a gente faz quando aponta pra um objeto aqui na Terra, e ainda por cima de dia. E deixa a câmera gravando, só voltando depois pra coletar o vídeo.

Não dá por esse, esse, esse, aquele e aquele outro motivo".

Porque a física não permite, porque...

OK, eu aceito. Eu não estou reclamando desse ou daquele equipamento porque não faz isso.

A ASI tem sua utilidade, o MAK, qualquer equipamento tem.

Só que a utilidade que pensei que poderia extrair, e DA MANEIRA QUE EU QUERIA não dá.

Você não está entendendo ainda que quem decide sou eu?

Por exemplo, digamos que você, Bruno, que já disse não entender de AF (como eu) comprou tudo pensando em apontar a câmera pro céu, bater uma foto e OK, mission accomplished.

"Ah, não é assim caraaaaaaaaa, o planeta se move, a Terra também, e...."

Então você criou uma falsa expectativa de que obteria resultados imediatos. Você pode até saber que o astro se move, mas ter pensado que sem acompanhamento ele não se moveria tão rápido. Que daria pra obter resultados imediatos e o máximo deles possível em curto espaço de tempo.

A culpa, admito, foi minha, de sequer levantar minuciosamente se o que eu queria poderia ser feito, se não me aborreceria mais na frente, se...

Isso só aconteceu porque eu só usei um meio pra investigação - a internet. Que por mais que a gente queira acreditar não é o meio mais idôneo de saber como as coisas funcionam. A internet não é o repositório de todas as informações relevantes, claras, etc. que se pode imaginar.

Eu faria mil vezes melhor que muita gente faz quando vai explicar como usar qualquer coisa, os prós e os contras. Porque eu falo a linguagem do povo.

Se você não acredita que rola fanatismo, ocultação, romantismo... mesmo em cima de um hobby, está sendo ingênuo.

Futebol, religião, são ótimos exemplos de "furadas" que até hoje pessoas sérias ainda defendem com unhas e dentes.

O que acho mais canalha na "Matrix" que a gente vive é exatamente isso, o fato de que as expectativas sempre suplantam a realidade.

Você se alimenta de expectativa, não de realidade. Você visualiza resultados que nunca aconteceram, e quando tenta obtê-los a realidade te dá vários socos e te deixa no chão.
avatar
Perene
Astronomo Amador
Astronomo Amador

Mensagens : 70
Data de inscrição : 06/02/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: Não vale a pena investir em astrofotografia

Mensagem  rafael.compassi em Sex 23 Maio 2014, 13:17

Eu quero: captura contínua, em vídeo, sem complicações, um processo automático, sem minha interferência constante, de um ponto aleatório do céu e/ou o máximo de "objetos"/informações possíveis, sem delays entre um e outro, mesmo que seja numa montagem sem acompanhamento, mesmo que seja sem montagem EQ. O que eu sugiro não se escora no fato de acompanhar o objeto e nem de montagem EQ.

O que você quer existe, mas custa milhões, como eu já falei.

O que você quer é gratificação instantânea sem esforço nenhum. Isso não existe.

Simplesmente isso.

Não existe uma montagem com um telescópio e câmera que faça isso sem intervenção nenhuma.

Um telescópio com uma câmera vai ter um aumento fixo, a não ser que você modifique, com um redutor focal para campos mais amplos, ou com uma barlow para campos menores.

NUNCA vai conseguir fotografar um planeta com o mesmo telescópio que faz imagens de objetos de céu profundo que são grandes. A diferença é a mesma que usar uma camerazinha cibershot para tirar fotos de antenas de formigas e também de objetos a kilômetros de distância. Um só aparelho não faz tudo. E você precisa dizer o que ele deve fazer, não existem equipamentos que adivinham o que deve ser feito.

Isso não é um impedimento físico, mas tecnológico, ainda não temos computadores que leiam mentes.

Quem fotografa planetas E objetos de céu profundo tem um telescópio grande, mas modificável, como um schmidt-cassegrain, de foco longo, que pode ficar mais longo para fotografia planetária com uma barlow, ou pode ficar mais curto com um redutor focal, mas NADA DISSO É AUTOMÁTICO.

Por acaso você reclama numa concessionária que o carro que você comprou não pode andar a 220 km/h (apesar de marcar no velocímetro isso)? Reclama que ele não adivinha onde você quer ir e não dirige sozinho até lá?
O que você está querendo é a mesma coisa.

O motivo também é o mesmo. Nenhum equipamento adivinha o que você quer e faz sozinho o que você quer.

Abraço




rafael.compassi
Curioso
Curioso

Mensagens : 3
Data de inscrição : 23/05/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: Não vale a pena investir em astrofotografia

Mensagem  Bruno em Sex 23 Maio 2014, 13:32

Perene escreveu:Você se alimenta de expectativa, não de realidade. Você visualiza resultados que nunca aconteceram, e quando tenta obtê-los a realidade te dá vários socos e te deixa no chão.
Olá Perene, foi justamente o contrário do que foi escrito acima o que aconteceu aqui, pois quem buscou alternativas e procedimentos fora da realidade convencional foi você, e ainda assim nós nos esforçamos para alcançar a sua idéia ou os seus anseios, entretanto ao que parece você mesmo deu a reposta ao escrever: "Não dá pra fazer como a gente faz quando aponta pra um objeto aqui na Terra, e ainda por cima de dia. E deixa a câmera gravando, só voltando depois pra coletar o vídeo." E se dá para fazer serão precisas além de uma tecnologia para nós inacessível, uma altíssima soma a peso de milhares de reais ou de dólares como bem lembrou o colega rafael.compassi. Como infelizmente às vezes não é possível concordar em tudo, então nesse caso é melhor parar e esperar o momento propício para abordar o tema novamente caso haja algum fundamento, e se vale a pena ou não investir na astrofotografia somente os astrofotógrafos mais experientes aqui poderão dizer, o que não é o meu caso e nem o seu. Esgotados todos os esforços dou por encerrado o tópico, mas espero continuar contando com todos (inclusive você) para movimentar e manter ativo o fórum.
Grande abraço.
Bruno
Moderador
avatar
Bruno
Membro Expert
Membro Expert

Mensagens : 6521
Data de inscrição : 29/10/2011
Idade : 55

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum