Observação de Objetos Deep-Sky

Ir em baixo

spica Observação de Objetos Deep-Sky

Mensagem  Lucas87 em Dom 06 Out 2013, 21:28

Criei este tópico pois, pelo que pesquisei, não há nenhum tópico específico sobre este tipo de observação. Se eu estiver enganado, fiquem a vontade para mover a mensagem.

Data: 05/10/2013.
Hora: das 04h00 às 05h30.
Alvos: Nebulosa da Tarântula e Aglomerado Globular 47 Tuc.
Alturas em relação ao horizonte: 47° e 34° respectivamente.
Instrumento: Telescópio Refrator Celestron Power Seeker 70mm F/10.
Acessório: ocular Celestron Kellner 20mm.
Condições atmosféricas: céu limpo, temperatura variou de 16°C (início da observação) para 15°C (fim da observação), bastante vento Sul gelado.
Seeing: estimado em 6 na escala Pickering.
Mag. limite à olho nu: 5,2 (variou dependendo a direção que se olhava, mais PL de nordeste à sudeste, pouca PL do sudeste ao norte).

Começo a sessão de observação pensando no que observar. Logo que olho para o céu e vejo que está incrivelmente transparente, não penso duas vezes e resolvo encontrar a Nebulosa da Tarântula. Parto de δ Dor (na cauda do peixe Dourado). Pela sua proximidade com a nebulosa, apenas apontei o tele um pouco mais abaixo e a oeste desta estrela e já encontrei a Nebulosa. Foi fácil de percebê-la. Primeira vez que a observei daqui de casa (nas outras vezes a observara do interior, longe da PL). Era possível distinguir alguma forma na nuvenzinha cinza, além de que, com a visão periférica, era possível ver uma estrela de 10ª mag. em seu centro. Também foi possível observar uma nebulosidade um pouco mais afastada da nebulosa, mas ainda no campo da ocular. Olhando algumas imagens da internet, parece que também faz parte da nebulosa.



Depois de contemplá-la e fazer alguns registros, apontei o telescópio para Beta Hydra, em busca de 47 Tuc. Após encontrar a estrela e seguir alguns asterismos imaginados na hora usando o Stellarium, consegui encontrá-lo. Já observei este aglomerado várias vezes, mas não me canso de observá-lo. Na minha opinião é o aglomerado globular mais bonito, até mesmo que o Ômega Centauri, principalmente por ser mais compacto e ser mais brilhante (o brilho de superfície do Ômega Cen é mais baixo, ou seja, a mag. deste aglomerado está espalhada por uma área maior e ele fica com brilho menor). Também faço alguns registros.



Também dei uma olhada nas Plêiades e contei 6 a olho nu.
avatar
Lucas87
Astronomo Amador
Astronomo Amador

Mensagens : 619
Data de inscrição : 15/08/2012
Idade : 20
Localização : São José, SC

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: Observação de Objetos Deep-Sky

Mensagem  Bruno em Dom 06 Out 2013, 21:49

Olá Lucas87, é impressionante a sua habilidade com o refrator Powerseeker de 70mm F/10 e uma câmera na mão! E de fato os detalhes no aglomerado 47Tucano são mais evidentes numa observação visual e na astrofotografia do que os de ômega centauro, e inclusive podemos ver mais facilmente as granulações nas bordas devido ao núcleo bastante denso dele. Parabéns!
Bruno
Moderador
avatar
Bruno
Membro Expert
Membro Expert

Mensagens : 6521
Data de inscrição : 29/10/2011
Idade : 56

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: Observação de Objetos Deep-Sky

Mensagem  orlando em Seg 07 Out 2013, 11:28

Muito bom Lucas!
próximo sábado estarei viajando e quero aproveitar e realizar minha seção de observação binocular.
avatar
orlando
Astronomo Amador
Astronomo Amador

Mensagens : 865
Data de inscrição : 03/05/2012
Idade : 33
Localização : Fortaleza-CE

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Observação de DSO em 20 e 21 de Janeiro de 2014

Mensagem  Lucas87 em Qui 23 Jan 2014, 22:02

Data: 20 e 21 /01/2014.
Hora: das 23h30 UT do dia 20 às 02h00 UT do dia 21.
Local: interior de Lages - SC.
Instrumento: Olho e Telescópio Maksutov-Cassegrain Sky Watcher 102mm F/12,7.
Acessório: ocular Sky Watcher Wide Angle 25mm (52x).
Condições atmosféricas: céu totalmente limpo, temperatura agradável, pouco vento nordeste.
Seeing: 2 de 5.
Céu na escala Bortle: entre 2 e 3.


Neste céu escuro do interior de Lages, onde a via Láctea só não é visível no clarão da PL do centro da cidade, e as nuvens de Magalhães são facilmente confundidas com nuvens brilhantes, pude fazer diversas observações de DSOs. Por ser um céu bem escuro preferi observar os objetos menos "casuais". Começarei pelo céu em geral...


Observação à Olho Nu

7 estrelas nas Plêiades são facilmente visíveis à olho nu, assim como o aglomerado das Híades. A região ao norte de Órion é salpicada de estrelas da Via Láctea, tal como Cão Maior. A região entre Vela, Carina, Popa e o Cruzeiro do Sul apresenta diversos aglomerados, com destaque para as Plêiades do Sul e NGC 3532. Além destes Eta Carina é muito bem evidente, com seu brilho um pouco maior que o da Pequena Nuvem de Magalhães. Esta e sua "irmã" Grande Nuvem de Magalhães são facilmente confundidas com nuvens brilhantes. A Nebulosa do Saco de Carvão, mancha escura na Via Láctea ao lado do Cruzeiro, também é bem visível.


Nebulosa de Órion (M42)

Havia feito um plano do que observar com o telescópio, porém não resisti e fui direto para a M42. Uma brilhante surpresa, literalmente! M42 estoura o campo da ocular, de aproximadamente 1,3°, e apresenta uma estrutura complexa, se assemelhando à uma águia com as asas abertas. Claramente apresenta coloração azulada, porém pelas pesquisas que fiz a cor de objetos assim depende bastante do olho do observador. O trapézio é bem separado no centro da nebulosa. M43, que na realidade também faz parte de M42, é bem visível.


Nebulosa da Chama (NGC 2024)

Após observar muito bem M42 resolvi tentar a Nebulosa da Chama, próxima a Alnitak, no cinturão de Órion. Para minha surpresa, lá estava ela, como uma região alongada para o Sul (creio ter visto apenas a parte mais brilhante da nebulosa). O brilho desta nebulosa se apresentou bem fraco. Tentei ver a Nebulosa da Cabeça de Cavalo, porém não foi possível, infelizmente...


Nebulosa do Caranguejo (M1)

Esta nebulosa planetária é na realidade o resto de uma brilhante supernova observada por astrônomos chineses e árabes em 1054. Ao telescópio a parte mais alongada da nebulosa é aproximadamente um pouco menor que a metade de uma lua cheia. É claramente uma nebulosidade oval e tem um brilho um pouco maior que o da Nebulosa da Chama.


Nebulosa do Esquimó (NGC 2392)

Este é um objeto pelo qual possuía muita curiosidade para observar, tentado pelas fotografias espalhadas por aí. Esta outra nebulosa planetária inicialmente não é identificada como tal na observação visual, pois você acha que é uma estrela. Você só vê que é uma nebulosa planetária quando percebe que esta "estrela" nunca alcança o foco! Ela tem formato circular, apresenta uma região central bem condensada, mais ou menos como uma estrela bem fraca, e uma região externa bem esparsa. Se assemelha bastante com um cometa fraco e bem condensado, e possui o diâmetro aparente ligeiramente maior que o de Júpiter.


NGC 3532

Este é um dos mais belos aglomerados abertos que já vi. O motivo é que ele é salpicado de estrelas fraquinhas (a maioria a cima de mag. 8)e isto cria um lindo efeito de imensidão. Além disso ele não cabe no campo de aproximadamente 1,3 graus da ocular WA de 25mm .


Nebulosa Eta Carina (NGC 3372)

Esta nebulosa que está próxima da estrela Eta Carina é muito bela, e revela vários traços escuros em seu interior. É, como NGC 3532, salpicada de estrelas fraquinhas, e os traços escuros apresentam poucas/nenhuma estrela, deixando-a com contrastes que a tornam ainda mais bela! Ela também não cabe totalmente no campo da ocular.


Nebulosa da Tarântula (NGC 2070)

Esta nebulosa é vista com o diâmetro aparente como aproximadamente o dobro do diâmetro de Júpiter. Situa-se na constelação de Dourado. Apresenta uma forma meio irregular, porém próxima de um círculo, com algumas pequenas regiões escuras. A maior destas regiões forma o centro de uma espécia de arco na nebulosa. Também se destaca uma estrela de mag. aproximadamente 10 no interior da nebulosa, porém não sei se está associada à mesma ou é apenas efeito da paralaxe.  O mais incrível é que se você apontar o telescópio na região da nebulosa, mais precisamente na direção da Grande Nuvem de Magalhães, você vê diversas regiões com aspecto nebuloso, algumas com estrelas fraquíssimas. Estas regiões certamente são associadas à Grande Nuvem.


Aglomerado Globular 47 Tuc

Eu esperava mais da visualização deste aglomerado de um local tão escuro. Ele está localizado próximo à Pequena Nuvem de Magalhães. A pesar de seu brilho ser consideravelmente maior do que quando visto da minha casa, na PL, consegui resolver poucas estrelas e apenas as mais externas. Isso provavelmente ocorreu pois este aglomerado é muito condensado, talvez o resultado fosse diferente com Ômega Centauri, por exemplo, que é bem mais esparso.

Foi uma noite de observação muito proveitosa e espero continuar contribuindo com novos relatos de observação!

Obs.: Todas estas dimensões dadas de tamanhos dos objetos foram feitas com base nas minhas OBSERVAÇÕES, logo não são medidas exatas ou pesquisadas por aí.
avatar
Lucas87
Astronomo Amador
Astronomo Amador

Mensagens : 619
Data de inscrição : 15/08/2012
Idade : 20
Localização : São José, SC

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: Observação de Objetos Deep-Sky

Mensagem  Bruno em Sex 24 Jan 2014, 11:46

Lucas87 escreveu:Nebulosa de Órion (M42)

Havia feito um plano do que observar com o telescópio, porém não resisti e fui direto para a M42. Uma brilhante surpresa, literalmente! M42 estoura o campo da ocular, de aproximadamente 1,3°, e apresenta uma estrutura complexa, se assemelhando à uma águia com as asas abertas. Claramente apresenta coloração azulada, porém pelas pesquisas que fiz a cor de objetos assim depende bastante do olho do observador. O trapézio é bem separado no centro da nebulosa. M43, que na realidade também faz parte de M42, é bem visível.
Olá Lucas87, parabéns pelo relatório de observações do céu profundo bastante pormenorizado, e eu destaquei a observação de M42 porque é gratificante ao utilizar um instrumento com uma abertura superior, ver M42 "estourando" e ocupando todo o campo do telescópio. Mais uma prova de que mesmo com uma distância focal mais longa a observação visual de céu profundo é gratificante. O AF fica no aguardo de mais relatórios.
Bruno
Moderador
avatar
Bruno
Membro Expert
Membro Expert

Mensagens : 6521
Data de inscrição : 29/10/2011
Idade : 56

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: Observação de Objetos Deep-Sky

Mensagem  PauloM em Dom 08 Fev 2015, 22:36

Perdão pela simplicidade da minha postagem Smile

Na noite de hoje, com o stardiscovery 150mm, manualmente, consegui encontrar a nebulosa de orion.

Fiquei fascinado, passei exatamente 1 hora apenas olhando-a. Fantástico. No centro mais ou menos observei 4 estrelas.

Mal posso imaginar como serão as noites de observação com o GoTo.
avatar
PauloM
Astronomo Amador
Astronomo Amador

Mensagens : 456
Data de inscrição : 28/12/2014
Idade : 30
Localização : Feira de Santana / Salvador - BA

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: Observação de Objetos Deep-Sky

Mensagem  Marcos Poncio em Seg 09 Fev 2015, 12:04

Parabens pelas Fotos

\o/
avatar
Marcos Poncio
Astronomo Amador
Astronomo Amador

Mensagens : 363
Data de inscrição : 29/12/2014
Localização : Curitiba

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Observação da Nebulosa do Anel (M57) com o Mak 102mm.

Mensagem  Lucas87 em Dom 26 Abr 2015, 13:57

Aqui vai um breve relato de observação da Nebulosa do Anel (M57) em Lira:

Ontem, por volta das 05h30 da manhã (horário de Brasília), aproveitando a incomum ótima transparência do céu, após observar o cometa C/2015 G2 MASTER resolvi observar a Nebulosa do Anel em Lira, utilizando o Maksutov-Cassegrain 102mm f/12.7 da Sky Watcher em ampliação de 52x (ocular de 25mm). Ela se encontrava a 28 graus de altura, que é praticamente a maior altura que ela alcança aqui em São José (SC). Apesar de não utilizar nenhuma carta celeste foi fácil localizar a nebulosa pois já sabia que ela se encontra entre as estrelas Beta e Gama Lirae, que estão separadas por apenas 2°. Foi apenas apontar o tubo usando a buscadora red dot para a metade do caminho entre as duas estrelas e, após uma breve vasculhada no campo usando o telescópio, encontrei a nebulosa. Inicialmente ela se apresenta apenas como uma forma oval levemente azulada, parecendo um cometa muito condensado, pois existe um limite bem definido entre onde termina a nebulosa e onde começa o céu escuro. Porém olhando mais atentamente observei pela primeira vez o "furo" do anel. Para percebê-lo foi apenas questão de achar a melhor posição do olho em visão periférica. Quando acertei a posição esse buraco no centro de M57 ficou claramente visível. Vale lembrar que esse "buraco" pode ser melhor descrito como uma região central mais escura que a borda do anel, mas não tão escura quanto o fundo do céu.
avatar
Lucas87
Astronomo Amador
Astronomo Amador

Mensagens : 619
Data de inscrição : 15/08/2012
Idade : 20
Localização : São José, SC

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: Observação de Objetos Deep-Sky

Mensagem  deco27x em Qua 21 Out 2015, 01:27

Olá pessoal, vim compartilhar minha observação de NGC 1999:

Horário: 23h e 0h de 20/10/15
Local: Salvador - Ba
Magnitude visual Limite: 4,7
Condições de observação: Céu sem nuvens, sem nebulosidade evidente, transparência apenas razoável.

Equipamento: Dobsiniano 8", Oculares: 25mm, 15mm, 9mm, 6.5mm, 5mm e filtro UHC.

Eu estava, como de costume, revisitando a região da "espada de Orion" admirei por um tempo a Grande Nebulosa de Orion com alguma ênfase nas 6 estrelas do trapézio visíveis em meu equipamento. Depois resolvi dar uma olhada na vizinhança da nebulosa, quando notei uma estrelinha com algo semelhante a uma névoa em volta. Pensei que fosse uma nuvem passando na frente, mas não havia nenhuma e aquela estrela era a única no campo da ocular de 9mm que apresentava esta característica, o objeto me lembrou vagamente M77...

Como eu estava observando as proximidades da Nebulosa de Orion, que é apenas a parte mais brilhante de um grande complexo de nebulosas, imaginei que pudesse se tratar de uma nebulosa associada ao grande complexo. Além disso o objeto, apesar da forte concentração central do brilho, me pareceu assimétrico demais para ser um Aglomerado globular (sem falar que esta região é pobre em globulares). Aglomerados abertos costumam ter forma mais irregular e sem a concentração central que eu estava observando então não me pareceu uma hipótese plausível.

Restava a dúvida: estou observando uma nebulosa de reflexão ou de emissão? Eu sei que nebulosas de emissão, em geral, emitem fortemente no OIII então peguei meu filtro UHC e observei novamente. Eu sabia que se fosse uma nebulosa de emissão, haveria algum ganho em termos do contraste da imagem, mas se fosse de reflexão, o filtro não ajudaria. O filtro escureceu a nebulosa tanto quanto as estrelas em volta, então cheguei à conclusão de que devia ser uma nebulosa de reflexão.

Ao conferir aquela mesma posição usando o stelarium, constatei que se tratava realmente de uma Nebulosa de reflexão, NGC 1999, parte do complexo da nebulosa de Orion.

Fiquei bastante animado, é sempre divertido "descobrir" um objeto novo ao acaso, e mais ainda conseguir deduzir corretamente do que se trata (embora no fundo foi só um chute, eu poderia ter errado).
avatar
deco27x
Astronomo Amador
Astronomo Amador

Mensagens : 930
Data de inscrição : 19/05/2012
Localização : Salvador - Ba

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Dificuldade com 47 Tuc

Mensagem  romulomussel em Sex 10 Ago 2018, 18:53

Boa noite pessoal, sou novo aqui.
Ontem apanhei bastante para tentar localizar 47 Tuc e não consegui achá-lo. Eu tenho um refrator skywatcher 70mm com uma ocular 10mm.
Tentei seguir pelo stelarium, mas apanhei, apanhei, apanhei até desistir. Não sei se é a falta de experiência ou se o equipamento não é suficiente. Alguém pode dar uma luz?

romulomussel
Curioso
Curioso

Mensagens : 2
Data de inscrição : 10/08/2018

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: Observação de Objetos Deep-Sky

Mensagem  Dry em Dom 12 Ago 2018, 11:57

romulomussel escreveu:Boa noite pessoal, sou novo aqui.
Ontem apanhei bastante para tentar localizar 47 Tuc e não consegui achá-lo. Eu tenho um refrator skywatcher 70mm com uma ocular 10mm.
Tentei seguir pelo stelarium, mas apanhei, apanhei, apanhei até desistir. Não sei se é a falta de experiência ou se o equipamento não é suficiente. Alguém pode dar uma luz?
Olá amigo. Para encontrar os objetos no céu vc deve usar uma ampliação menor. Sugiro uma ocular entre 20 a 25mm, pois com o campo bem maior fica mais fácil de achar.
avatar
Dry
Membro Expert
Membro Expert

Mensagens : 1334
Data de inscrição : 05/01/2015
Idade : 54
Localização : Piraí - RJ

https://www.flickr.com/photos/fotosdry/sets/72157632779479445/

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: Observação de Objetos Deep-Sky

Mensagem  romulomussel em Dom 12 Ago 2018, 12:09

Mas então, com um refrator 70mm será que eu consigo ver? Eu não sei exatamente como será a minha visão nesse telescópio. Existe alguma página que me diz qual é a minha visão com esse telescópio? Obrigado aí pelas dicas.

romulomussel
Curioso
Curioso

Mensagens : 2
Data de inscrição : 10/08/2018

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: Observação de Objetos Deep-Sky

Mensagem  Dry em Seg 13 Ago 2018, 10:02

A condição do céu vai limitar sua visão. Com um tele de 70mm e em um céu sem poluição luminosa é possível "notar" Tucanae. Vc não verá muitos detalhes dele, mas ele terá a aparência de uma pequena nuvem. Ômega Centauri também é um excelente aglomerado a ser observado com seu tele.
avatar
Dry
Membro Expert
Membro Expert

Mensagens : 1334
Data de inscrição : 05/01/2015
Idade : 54
Localização : Piraí - RJ

https://www.flickr.com/photos/fotosdry/sets/72157632779479445/

Voltar ao Topo Ir em baixo

spica Re: Observação de Objetos Deep-Sky

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum